Cachorro bebendo urina: o que fazer?

Coprofagia é o cão comer cocô. Mas qual nome se dá ao cachorro bebendo urina e o que fazer mediante isso? A verdade é que não há um nome científico para essa situação.

Além disso, dependendo de quem é o xixi, beber a urina pode ser considerado um problema ou não. Isso porque, lamber a urina de outro animal é um comportamento comum dos cães.

Contudo, quando se trata do animal tomando o próprio xixi o tutor deve ficar em alerta. Nesse caso, a ação pode indicar problemas de saúde do cão ou um hábito inapropriado.

Por que o cão bebe urina?

A causa desse comportamento vai depender do xixi que o cão está lambendo. Por exemplo, se a urina for de outro cão, esse tipo de ação pode ser considerado como um comportamento natural da espécie canina.

Isso porque, é através do olfato que o cachorro consegue investigar quem passou por ali. Trata-se de uma das etapas de marcação de território. Contudo, em alguns casos, cheirar pode não ser suficiente. Assim, com o intuito de investigar de forma mais apurada, os cães lambem a urina que encontra.

Cachorro ao lado de xixi

O cachorro pode beber urina por comportamento natural, doenças ou estresse (Foto: depositphotos)

Para os cachorros, de uma maneira geral, lamber a urina de outro animal ajuda a captar informações sobre o bichinho. Por isso que eles possuem uma cavidade entre o focinho e a boca chamado de órgão de Jacobson.

Também chamada de vomeronasal, a cavidade possui células sensoriais que facilitam a identificação dos animais que urinaram por onde o cão está passando. Geralmente, depois que esse contato com o xixi ocorre, o cão urina por cima da marca já existente. Tudo isso para marcar o território.

Nesse sentido, para o cão é um comportamento natural lamber o xixi de outro cão. E como trata-se de uma forma de sociabilidade do animal, o tutor só deve interferir se o cachorrinho ainda não está com as vacinas em dia.

Cães que tomam a própria urina

Ao contrário do caso anterior, os cães que tomam a própria urina podem apresentar problemas. Isso em razão de que beber o próprio xixi não é um comportamento natural e instintivo do cão.

Quando o cão lambe a própria urina é sinal de que ele pode estar com alguma doença adjacente. Por exemplo, os problemas de saúde podem ser infecção no trato urinário ou até mesmo diabetes. Diante dessas possíveis causas, o tutor deve buscar por ajuda médica veterinária o mais urgente possível.

Contudo, os animais também podem beber a própria urina por outras razões, dessa vez comportamentais. Essa atitude pode surgir como consequência do medo do cão de ter feito xixi no lugar errado.

Infelizmente, os tutores não têm muita paciência ao ensinar o cão o lugar certo para as necessidades. Assim, brigam com o cachorro por ter feito errado. Consequentemente, o animal pode acabar querendo esconder o xixi depois que fazer.

Além disso, o cão pode beber xixi devido ao estresse, por sede ou simplesmente por tédio.

Por que o cachorro lambe a urina da cadela?

Por fim, o cão pode lamber a urina da cadela por motivações sexuais, de acordo com a veterinária Adriane da Costa Val, de Belo Horizonte. Para a médica, esse comportamento do cão pode estar acompanhado da montaria na fêmea.

“Reporte este comportamento ao veterinário deles [dos animais], pode ser que ela [a cadela] apresente o que chamamos de ‘Cio Branco’ ou Cio Silencioso. Isto é, a cadela não sangra, mas tem cio assim mesmo, que é percebido apenas pelos machos”, explica a veterinária.

Beber xixi faz bem para o cachorro?

Um cão que não está vacinado ou vermifugado, ao entrar em contato com xixi ou cocô de outro animal, pode correr o risco de pegar doenças ou vermes. Desta maneira, veterinários recomendam que as vacinas estejam todas em dia. Além disso, é imprescindível o uso de vermífugos de boa qualidade.

No mais, cães adultos, saudáveis e com todas as formas de prevenção em dia, podem ter contato com a urina dos animais. Isso, claro, se for por questões de sociabilidade entre os animais.

Como acabar com o problema?

O tutor deve buscar o que fazer com o cachorro quando este está bebendo a própria urina. Portanto, primeiramente, é necessário identificar a causa para assim decidir como agir.

Por exemplo, se for algo relacionado à saúde, o tutor deve buscar auxílio veterinário. Nesse caso, o cachorro pode apresentar outros sinais, como: consumo intenso de água, apatia, tristeza etc.

Já quando o cachorro bebe a urina por questões comportamentais, é importante que o dono tome algumas precauções. Sendo assim, é importante ensinar o lugar correto para as necessidades, passear mais com o animal e dar a devida atenção ao pet.

Como ensinar o cão a fazer xixi?

É possível usar a caixinha de transporte como um suporte para ensinar o cão a fazer xixi no lugar certo. Em primeiro lugar, o cachorrinho precisa passar um tempo na caixinha com brinquedos e petiscos.

Ao passar algumas horas, o tutor deve levá-lo até o “banheiro”. É importante tentar mantê-lo no local até que ele faça as necessidades. Caso ele faça, o cão merece uma recompensa. Se não, o tutor deve iniciar todo o procedimento até obter sucesso.

Dono apontando para xixi

Reclamar do xixi no lugar errado pode criar medo e desencadear o comportamento inadequado no animal (Foto: depositphotos)

Passear com o cachorro

Passear com o cão é ideal para manter o animal saudável fisicamente e mentalmente. Todos os estímulos da rua são importantes, pois cansam o animal e ao voltar para casa ele vai estar mais tranquilo.

Doenças como obesidade e as suas consequências podem ser evitadas com passeios diários. Por mais calmo e tranquilo que o cão possa ser, as caminhadas são bem-vindas.

Dar atenção ao animal

Outro ponto importante para evitar que o cão beba o próprio xixi é dar atenção a ele. Por isso, mesmo sendo muito ocupado, o tutor deve arrumar um tempo no dia para brincar e interagir com o cão.

Assim como os humanos, os cães sentem falta de sociabilizar. Sendo assim, podem ficar tristes, estressados ou ansiosos. Consequentemente, podem apresentar problemas comportamentais, como o que foi apresentando no texto.

Sobre o autor

Avatar
Jornalista (MTB-PE: 6750), formada em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, pela UniFavip-DeVry, escreve artigos para os mais diversos veículos. Produz um conteúdo original, é atualizada com as noções de SEO e tem versatilidade na produção dos textos.