,

Dálmata: 22 verdades sobre personalidade e comportamento

O dálmata é extrovertido, amigável e energético. Também há quem diga que o animal é brincalhão, sensível, inteligente e ativo

O famoso dálmata encanta a todos com a personalidade e comportamento que possui. Além disso, ele tem uma aparência única, a qual chama ainda mais atenção das pessoas. Mas antes que você procure o preço de um filhote, é importante conhecer a fundo o cãozinho dessa raça.

De uma maneira geral, afirma-se que o dálmata é extrovertido, amigável e energético. Também há quem diga que o animal é brincalhão, sensível, inteligente e ativo. Mas será que essas são as únicas características dessa raça?

Para acabar com essa dúvida, o Clube para Cachorros desenvolveu o “Dálmata: 22 verdades sobre personalidade e comportamento”. Com esse artigo você entende como a raça age no dia a dia e se esse jeito de viver do animal combina com o seu estilo de vida.

Além disso, você fica por dentro de outras informações importantes sobre o dálmata. Por exemplo, quais os cuidados necessários com essa raça? O que um filhote precisa? Como saber se o dálmata é puro? Vamos lá!

Dálmata personalidade e comportamento

Faz parte do comportamento e personalidade do dálmata ser energético, ativo e muito brincalhão

O dálmata foi criado para acompanhar carroças, por isso é muito resistente (Foto: depositphotos)

  • Extrovertido
  • Amigável
  • Energético
  • Brincalhão
  • Sensível
  • Inteligente
  • Ativo
  • Companheiro
  • Adaptável
  • Reservado
  • Alerta
  • Protetor
  • Afetuoso
  • Incansável
  • Amistoso
  • Leal
  • Confiável
  • Animado
  • Independente
  • Gosta de água
  • Gentil
  • Digno

Extrovertido

O dálmata já possui uma expressão de agitado e é realmente desse jeito que o cachorrinho vive. Extrovertido com todos da casa, vai adorar brincar, correr, passear e fazer todas as coisas ao seu lado.

Veja também: Dálmata – Saiba tudo sobre esta raça

Amigável

Com as pessoas que conhece e os animais criados juntos desde filhotes, esse cachorro é muito amistoso. E lembre-se, criar oportunidades para passar momentos unidos fortalece a amizade com o dálmata.

Energético

Por ter sido criado para acompanhar carroças, esse cãozinho tem uma boa resistência. Nesse sentido, está sempre em movimento. Um tutor perfeito para essa raça é aquele que gosta de caminhadas e corridas.

Brincalhão

Como se trata de um cão extrovertido, o dálmata é também um cão brincalhão. Ao seu lado vai se divertir com jogos. Entre as brincadeiras preferidas dessa raça estão: a de buscar a bola e correr atrás de algo.

Sensível

Dentro desse cãozinho animado há também um lado sensível. Dessa forma, provavelmente o animal vai sentir sua falta caso fique em casa sozinho por muito tempo. Uma boa dica é sempre demonstrar o seu amor pelo cachorro.

Inteligente

Apesar de não estar na lista das raças mais inteligentes criada pelo especialista em comportamento canino, Staney Coren, o dálmata é considerado um cão superesperto. Aproveite a sabedoria da raça para adestrá-la desde filhote.

Ativo

De acordo com a American Kennel Club (AKC), esse cachorro é ativo e atlético. Para o órgão, o dálmata é ideal para corredores e amantes de caminhadas.

Companheiro

Além de ser companheiro para atividades esportivas, esse pet é um bom companheiro para lidar com o dia a dia. Saiba que todas as vezes que você estiver triste, esse cãozinho vai tentar arrancar um sorriso seu.

Adaptável

O dálmata é um cachorro versátil. Isso significa dizer que ele se adapta muito bem em áreas rurais, mas também em ambientes urbanos.

Reservado

Enquanto é amigável com as pessoas da casa, demonstra-se reservado com estranhos. Conquistar a confiança do dálmata demanda tempo e esforço.

Alerta

Por ser desconfiado com estranhos e viver em alerta pode funcionar como um cão de guarda. Além de cuidar das pessoas da família, cuida também do território onde vive.

Protetor

Segundo a AKC, o dálmata tinha como uma de suas funções a de guardar os cavalos. Por essa razão possui um instinto protetor aguçado que pode ser observado ainda hoje.

Afetuoso

Se você quer um cachorro carinhoso, você pode encontrar isso no próprio dálmata. Trata-se de um companheiro cheio de afeto.

Incansável

Devido ao porte atlético e ao comportamento energético, é tido como um cão incansável. Um dálmata está sempre pronto para corridas, trilhas repletas de aventuras, passeios etc.

Amistoso

Com machos da mesma raça pode ser um pouco agressivo. No entanto, de uma forma geral, é um cachorro amistoso com pessoas, outros cães e animais, principalmente cavalos.

Leal

Protetor do jeito que é, o dálmata é um cachorro leal. Dessa forma, vai acompanhar você em todos os momentos, mostrando sempre a fidelidade que possui.

Confiável

Geralmente se dá bem com as crianças, uma vez que elas possuem o mesmo nível de energia que esse animal. Entretanto, deve-se ter atenção com bebês, pois a raça é demasiadamente agitada.

Animado

Para suprir toda a animação do dálmata é preciso exercitá-lo com boas corridas diárias. Dessa forma, se sua rotina é sedentária essa raça não é o melhor cão para você.

Independente

De acordo com o PhD em medicina veterinária e autor do livro “Cães” da Editora Zahar, Bruce Fogle, o adestramento com essa raça tem uma dificuldade média. Isso porque, ao mesmo tempo em que o cachorro é inteligente, ele é independente, tornando-se um pouco teimoso.

Gosta de água

Quando você tem um cachorro dessa raça precisa ter cuidado com piscinas, lagos ou mares. Geralmente o dálmata não pode ver água que já quer entrar.

Gentil

O dálmata tem um porte elegante e gentil, características essas que se refletem no comportamento desse cãozinho.

Veja também: As raças de cachorros que são mais medrosas que o Scooby-Doo

Digno

De acordo com a Confederação Brasileira de Cinofilia (CBKC), o dálmata tem um temperamento agradável. Ainda segundo o órgão, a raça não é tímida, nervosa e muito menos agressiva. 

Outras informações e características importantes

A expectativa de vida do dálmata é de 11 a 13 anos, segundo informações da American Kennel Club. Para poder desfrutar da companhia desse animal durante esse tempo e ainda assim proporcionar a ele uma vida de qualidade, é preciso ficar atento a algumas informações importantes.

Além disso, se você quer mesmo ter um dálmata tem que ficar por dentro de outras características com relação a essa raça. Confira!

Como cuidar dessa raça?

Infelizmente, o dálmata tem predisposição a apresentar algumas doenças comuns como: pedras nos rins e na bexiga, gota e surdez. Além desses problemas de saúde, a raça pode sofrer com alguma patologia relacionada aos ossos do quadril.

Nesses casos, é recomendado que você busque ajuda veterinária. Leve o animal para fazercheck up pelo menos duas vezes ao ano. Dessa forma você pode descobrir o problema mais cedo e, com a ajuda do médico, dar mais chances de recuperação ao pet.

Os dálmatas são brancos com pintas pretas, mas que também podem ser amarronzadas

O dálmata é considerado um cão de grande porte, podendo medir até 61 centímetros (Foto: depositphotos)

Mas não só com problemas de saúde o tutor deve se preocupar. Por exemplo, mesmo com a pelagem simples é necessário fazer uma escovação semanal, eliminando os pelos mortos. Além disso, lembre-se de oferecer exercícios diários, evitando que o cão fique entediado ou destrutivo.

Dálmata filhote

Além dos cuidados com os cães durante toda a vida, você também deve ter um maior cuidado com o dálmata filhote. Nesta fase o sistema imunológico do cão ainda não está completamente formado, por isso o animal fica suscetível a apresentar doenças virais sérias, como cinomose, parvovirose e hepatite.

Para controlar os vírus e deixar o animalzinho cada vez mais forte um calendário de vacinas deve ser elaborado. Com o auxílio do veterinário, o cão vai receber as doses apropriadas de vacinas polivalentes. Outro cuidado é com relação a eliminação de carrapatos, pulgas e vermes. 

Características físicas: cores, porte, peso

Também é importante conhecer as características físicas dessa raça. Por exemplo, o dálmata é um cão que mede de 48 a 61 centímetros. Já quando o assunto é peso, a balança para o cãozinho deve variar entre 20 a 32 quilos. Por isso, é considerado um cão de porte grande.

Além dessas informações, você deve entender que existem dois tipos de dálmata com relação a cor. Um é branco com pintas pretas e outro é branco com pintas marrons. No entanto, não existe um padrão com relação a posição das pintas características dessa raça.

Como saber se o dálmata é puro?

Para saber se o dálmata é puro você precisa ter um cãozinho filhote de pais comprovadamente dálmatas. Nesse sentido,eles devem ter pedigree, nome dado a um documento atestando que o animal atende a todas as especificações dos órgãos que padronizam as raças, como a AKC e a CBKC.

Preço dessa raça

O preço da raça é definido de acordo com o pedigree, os animais que possuem esse documento são mais caros do que aqueles que não possuem. Contudo, as variações de valor são de R$1 mil a R$ 2 mil.

Veja tambémCuidados para se ter com um cão da raça dálmata

Mas antes de comprar, certifique-se que os animais do vendedor são bem criados. Infelizmente, muitas pessoas exploram os cães para lucrarem em cima de suas vidas. Caso você não queira correr esse risco, opte pela adoção. 

Dálmata: ter ou não ter um cão dessa raça?

Agora que você já sabe sobre a personalidade e comportamento do dálmata, está na hora de decidir se ele combina com seu estilo de vida. Para isso, lembre-se de levar em consideração características como extrovertido, amigável e energético. Além disso, tenha em mente que ele é um cãozinho brincalhão, sensível, inteligente e ativo.

Mesmo com um valor definido, criar um filhote de dálmata e dividir a vida com ele não tem preço. Mas saiba que para ter esse animal por perto você precisa gostar de atividades físicas e ter um tempo disponível para esse cãozinho.

Sobre o autor

Avatar
Jornalista (MTB-PE: 6750), formada em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, pela UniFavip-DeVry, escreve artigos para os mais diversos veículos. Produz um conteúdo original, é atualizada com as noções de SEO e tem versatilidade na produção dos textos.