,

Rabo do animal está com infecção. O que fazer?

Você pode colocar em prática medidas de emergência para facilitar o tratamento do animal

Infecções na cauda são problemas comuns no animal e podem ocorrer como consequência de algum trauma ou machucado. Por exemplo, os cães podem desenvolver este problema quando ficam presos em cercas, através de ferimentos provocados por mordidas ou até mesmo lacerações causadas por espinhos. Além disso, o pet pode correr o risco de ter uma infecção na cauda promovida pelo excesso de secreção cerosa ou oleosa das glândulas de atração localizadas nesta área.

Nestes casos, o mais indicado a se fazer é procurar um médico de sua confiança para atender o cachorro, conforme explica Amy D. Shojai, autora do livro “Primeiros Socorros para Cães e Gatos”.

Assim, é possível que o veterinário receite algum antibiótico capaz de controlar a infecção e tratar o problema enfrentado pelo animal. Ainda segundo a escritora, o pronto atendimento é ideal, mas você pode colocar em prática medidas de emergência para facilitar o tratamento do animal.

Antes de levar o pet ao veterinário, saiba como proceder em caso de cauda infeccionada

É possível que o veterinário receite algum antibiótico capaz de controlar a infecção (Foto: depositphotos)

Sintomas de infecção na cauda

Um pet que apresenta este problema, pode se encontrar com seguintes sintomas:

  • Cauda inchada;
  • Pus na região ferida;
  • Sangramentos;
  • Febre;
  • Pelo desfalcado;
  • Cauda dolorida;
  • Posição esquisita da cauda, evitando que ela seja tocada.

Veja também: Infecções de pele nos cães. Qual o tratamento?

O que fazer nesta situação?

Diante dos sintomas mencionados anteriormente, você precisa tomar algumas providências antes de levar o animal no veterinário. Para isso, amordace o cão para ter livre acesso a cauda dele sem correr o risco de ser atacado. Em seguida, peça para uma outra pessoa segurar o animal, enquanto você corta todo o pelo que há ao redor do ferimento.

Depois, basta que você lave o local com sabão antisséptico e água morna, tendo em vista que a fria pode piorar o inchaço do hematoma. Continue a limpeza, retirando pus que estiver visível, pressionando sobre o ferimento algum produto que consiga absolver a secreção purulenta. Finalize colocando uma compressa quente na região e um colar elizabetano no pet.

Veja tambémPrincipais doenças respiratórias em cães

Após colocar todas estas medidas em prática, leve o cachorro até o veterinário. Isto porque, pode ser que ainda haja pus dentro do ferimento. Além disso, só um médico especialista em saúde animal poderá receitar comprimidos ou pomadas antibióticas para dar continuidade ao tratamento em casa.