,

Parada cardíaca em cães. Sintomas, causas e tratamentos

Saber o que fazer nesses momentos pode ser decisivo

Não pense que parada cardíaca é um mal que só atinge o ser humano. Se tem coração, corre o risco. E infelizmente nossos melhores amigos de quatro patas também podem ser vítimas.

Várias são as causas que podem deixar o coração de um cachorro sem batimentos: um golpe no peito, temperaturas extremas, asfixia, situações de grande estresse, choque e diversos tipos de doenças.

Difícil conseguir chegar a tempo em um veterinário para socorrê-lo quando o animal já está tendo a para cardíaca. O cachorro perde a consciência e precisa urgentemente de uma ressuscitação cardiopulmonar, que pode fazer com que o cachorro chegue seguro até um atendimento adequado.

Sintomas da parada cardíaca

O cachorro com parada cardíaca perde a consciência e precisa urgentemente socorros

A ressuscitação cardiopulmonar é imprescindível (Foto: depositphotos)

É preciso sempre estar atento ao seu animal, pois será impossível ele lhe contar que está passando mal. Fique atento à respiração dele, se ele está com dificuldade de ficar em pé ou de caminhar, se os olhos dele estão sonolentos e se constantemente está esticando o pescoço, como se estivesse tentado respirar.

Não são todos os casos, mas alguns animais que estão com problemas cardíacos apresentam desmaios, língua arroxeada e a gengiva azulada.

Veja também: Câncer em cachorro: Confira sintomas, como prevenir e formas de tratamento

Parada cardíaca canina

Deite o cão do lado direito, coloque uma almofada sob a parte inferior do seu peito e comece a fazer pressões com as duas mãos sobre o coração dele com movimentos firmes e rápidos. Faça uma série de trinta pressões seguidas e verifique se o coração voltou a bater e não tenha medo de usar sua força.

Caso seu cachorro seja de pequeno porte, ponha a mão em uma formato de conha e posicione-a na extremidade do peito, logo atrás dos cotovelos. Aperte com firmeza, fazendo pressão e mantendo o polegar de um lado e os outros dedos do outro.

Procure também sempre manter o pescoço do cachorro estendido, isso irá facilitar a entrada de ar para os pulmões.

Veja também: Blefarite em cães. Causas, sintomas e formas de tratamento

Sobre o autor

Avatar
Formada em Jornalismo pela Unicap, pós-graduada em Comunicação Empresarial e Mídias Digitais pela Devry, fez intercâmbio na ETC School, em Bournemouth (UK) e tem experiência nas áreas de assessoria de comunicação, produção de vídeo e foto e redação.