Nariz seco no cachorro: seria isto sinal de doença?

Nariz seco sinal de febre. Nariz molhado é saúde. Veterinário desmistifica mitos sobre a saúde do cão

Existem muitos mitos com relação a saúde e o bem-estar dos cães. Um deles é a ideia de que o nariz seco do cachorro significa um sinal de doença e que o contrário reflete-se em boa saúde.

De acordo com veterinários, esse aspecto não é necessariamente um motivo de preocupação para os tutores. Durante todo o dia, o animal tem variações nas narinas.

Desta forma, é possível dizer que um cão pode variar de um nariz seco para úmido muitas vezes por dia.

Cão com nariz seco é sinal de febre?

Passar muito tempo em um ambiente quente pode ser o motivo do nariz do cão está seco

O focinho seco do cachorro nem sempre representa febre (Foto: depositphotos)

Segundo o médico veterinário Arthur Ferreira, não é aconselhável acreditar que o nariz quente e seco é sinal de febre. Assim como nem todo animal com narizinho úmido vai estar sem febre.

“A única forma que a gente tem para pode medir a temperatura do nosso animal, para saber se ele está com febre ou não, é realmente o termômetro. Nos animais nós acabamos utilizando o termômetro intra retal”, explica o especialista em vídeo divulgado no canal Dica do Veterinário.

Além dessa técnica, o médico afirma que existem outros métodos para verificar a temperatural corporal do animal. Há uma avaliação da temperatura periférica, examinando partes do corpo como orelhas, ouvidos, patas e abdômen.

Veja também: Cachorro com sangue saindo pelo nariz. O que fazer?

Para a Hill’s Pet Nutrition, existem algumas razões que justificam o nariz quente e seco nos cães, são elas:

  • Passar muito tempo em um ambiente quente, próximo de uma fonte de calor;
  • Deitar-se ao sol;
  • Permanecer em um cômodo com pouca ou nenhuma circulação.

“O animal no tempo mais quente, mais seco, o animal que possa estar em um processo de desidratação, ele pode realmente ter o narizinho mais seco. Nunca a ponto de está ressecado, rachado ou com machucado”, complementa Arthur.

Ainda segundo o médico veterinário, quando esses sinais surgem no focinho do cão é possível dizer que há outros problemas. “Seria consequência de uma outra alteração, talvez por excesso de incidência de raio solar ou temperatura muito seca.”

Focinho de cachorro escorrendo

Um nariz frio, com consistência úmida e secreção transparente é o normal para um cão

É importante observar excessos de secreção (Foto: depositphotos)

Os tutores que acreditam que o focinho seco refere-se a febre, são os mesmos que acham saudável um nariz escorrendo no cão. Mas, até que ponto um focinho pode estar molhado e ser considerado normal?

De acordo com Arthur Ferreira, um nariz frio, com consistência úmida e secreção transparente é o normal para um cão. Contudo, focinho escorrendo demasiadamente é indício de que há algum problema no sistema respiratório do cão.

Quando há excesso de secreção, associado com espirros e tosses, o mais indicado é buscar ajuda veterinária. Além disso, os cães que apresentam muco amarelo, verde, espumoso e espesso, precisam ser levados à consulta urgentemente.

O que fazer quando o animal está doente?

Não é um nariz seco que vai determinar como está a saúde do pet, mas sim um conjunto de sintomas

Qualquer variação relacionada ao nariz do pet é indicado que se procure um veterinário (Foto: depositphotos)

Como já dito anteriormente, não é um nariz seco que vai determinar como está a saúde do pet. A febre, por exemplo, só é diagnosticada através de um termômetro.

“Se você desconfia que seu animal está mais quietinho, apático, prostático, não quis comer. Bom, estes são os principais indícios de que o seu animal tenha algum problema”, frisa o veterinário Arthur Ferreira.

Veja também: O cachorro colocou objeto no nariz: o que devo fazer?

Nesse sentido, é necessário buscar ajuda profissional. Segundo o médico, não é aconselhável medicar o cachorro em casa por achar que o bichinho está sentindo dor ou apresenta febre.

Esse tipo de atitude pode não só piorar o caso do paciente, como também dificultar o diagnóstico do veterinário. Então nesse caso nada de dipirona ou qualquer outro medicamento.

“As vezes ele [o cão] chega no veterinário e a temperatura está normal, mas não porque está normal , mas porque a gente acabou medicando em casa. Ou o veterinário acaba pegando na patinha, buscando qual o problema do animal e ele acaba não mostrando nenhum sintoma, não porque o animal não está com dor, mas porque a gente já deu o medicamento em casa”, esclarece.

Os cuidados com o nariz do cão

A queimadura no focinho do cachorro pode ajudar a desenvolver câncer de pele

Os cães com focinho mais rosado precisam de mais proteção contra os raios solares (Foto: depositphotos)

Além das medidas esclarecidas anteriormente pelo veterinário Arthur Ferreira, é importante que o tutor esteja atento as especificidades de cada animal.

Por exemplo, os cães com focinho mais rosado precisam de uma atenção maior com relação a proteção de raios solares. Sem a pigmentação necessária, o animal fica sem bloqueio e podem apresentar problemas sérios nessa parte do corpo.

Com sucessivas queimaduras no nariz, o cachorro pode apresentar câncer de pele nessa área. Além de ficar extremamente seco, o local pode apresentar ferimentos.

Veja também: Orientações sobre como desentupir o nariz de um cão

Para evitar doenças sérias como o câncer de pele, o tutor deve conversar com o veterinário de confiança e assim escolher um bom protetor solar para o cão.

Por fim, vale ressaltar que diante de um nariz extremamente seco ou demasiadamente úmido, o tutor deve levar o cão ao veterinário o mais rápido possível. Ambas as situações podem ser consideradas sinais de doenças sérias.

Sobre o autor

Avatar
Jornalista (MTB-PE: 6750), formada em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, pela UniFavip-DeVry, escreve artigos para os mais diversos veículos. Produz um conteúdo original, é atualizada com as noções de SEO e tem versatilidade na produção dos textos.