14 frutas e legumes permitidos para cães

Existem frutas e legumes permitidos para cães. Contudo, é preciso alguns cuidados na hora de oferecê-los aos pets. Isso porque podem acabar prejudicando a alimentação principal do peludinho.

Segundo veterinários e especialistas em alimentação canina, tanto as frutas como os legumes podem servir como petiscos saudáveis. Sendo assim, o Clube para Cachorros separou 14 produtos naturais. Todos eles vão servir para os animais sem maiores problemas.

Liberados: Frutas, legumes e verduras que cães podem comer

Em primeiro lugar, a zootecnista e especialista em alimentação animal, Aline Motta, desmente um mito muito recorrente sobre as refeições caninas. Segundo a especialista, os cães podem comer comidas destinadas aos humanos.

“Cães podem comer comida desde que ela seja balanceada por um profissional que vai avaliar a dieta do animal de forma que não falte ou exceda nenhum nutriente”, afirma a profissional da Cão Integral.

Portanto, frutas, legumes e verduras estão liberadas. Contudo, é preciso que haja cuidados na administração desses produtos no antes, durante e após.

Frutas que cachorros podem comer

Tomate

Para o veterinário Cristóvão Tenório, o tomate pode ser benéfico para o cão. Por isso, pode ser incluso na alimentação do pet. “Ele é rico em vitaminas A, B e C, e tem um bom valor nutricional”, comenta o médico.

Porém, o profissional lembra ser necessário retirar as sementes dessa fruta. Além disso, só os maduros devem ser oferecidos. E, a versão cozida pode ser usada, mas a melhor opção é o tomate servido cru.

Banana

Outra opção saudável de petisco é a banana. Essa fruta é rica em vitaminas como A, C e B6. Também contém boas quantidades de fibras. Tudo isso sem falar dos minerais, a exemplo do magnésio, potássio, ferro e cálcio.

Com todos esses nutrientes, a banana se torna uma fruta ideal para ser servida ao cão. Isso porque, além de ser uma excelente fonte de energia para o cachorro ela também auxilia no funcionamento intestinal. Mas é preciso lembrar que se faz necessário a retirada da casca.

Maçã

Uma terceira opção de fruta permitida para cães é a maçã. Rica em probióticos, essa fruta ajuda no funcionamento intestinal dos animais. Outro benefício da maçã é a contribuição do sistema imunológico mais saudável.

Veja também: Qual alimentação devo dar ao meu cachorro no inverno?

Entretanto, é necessário alguns cuidados quando for ofertá-la ao cão. Por exemplo, a fruta precisa ser servida sem sementes. Além disso, deve estar partida em cubos e com casca.

Pera

Com casca e sem sementes, a pera é uma aliada da saúde canina. Os motivos? A fruta consegue, ao mesmo tempo: auxiliar o sistema imunológico, proteger o intestino e contribuir com a saúde dos tecidos conjuntivos do cãozinho.

Manga

Por trás de toda doçura da manga, existem inúmeros benefícios para o organismo canino. Mas, o tutor que deseja oferecer essa fruta ao cão precisa retirar a casca e o caroço.

Entre os efeitos benéficos está a diminuição dos riscos de doenças degenerativas. Há ainda a prevenção do envelhecimento precoce e o auxílio na manutenção dos tecidos conjuntivos.

Kiwi

Pela presença de vitamina C, essa fruta auxilia o sistema imunológico, deixando-o mais forte. Além disso, o kiwi fortalece os ossos e os tecidos conjuntivos. Para servir ao animal, é indicado descascar e cortar em pequenos pedaços.

Melancia

A melancia é uma excelente fonte de água, o que vai ajudar o cachorro a manter-se bem hidratado. Entretanto, para que o animal consiga aproveitar todos os benefícios dessa fruta, o tutor precisa oferecê-la sem as sementes.

Verduras e legumes permitidos aos cães

Cenoura

Na lista das verduras e legumes está a cenoura, que é bem aceita pelos cães. Ótima fonte de vitamina A, esse legume também contem a C e K. Além disso, é rica em potássio. Para servir ao pet, é indicado cozinhar sem adição de sal.

Brócolis

Assim como no paladar humano, os cães também têm suas preferências. Alguns cães vão amar brócolis, outros nem tanto.

De qualquer forma, trata-se de uma verdura rica em potássio, cálcio e ferro. Além disso, podem ser encontradas diversas vitaminas como: A, C , B1, B2 e B6.

Veja também: Ração natural para cachorros vale a pena, é boa? Descubra

Beterraba

Uma grande dúvida dos tutores é se o cão pode comer beterraba. Segundo os especialistas, esse tubérculo é uma excelente fonte de nutrientes. Inclusive para os pets que são diabéticos.

As vitaminas A e B6 são encontradas na beterraba. Por isso ela auxilia na manutenção do sistema imunológico. De uma maneira geral, para ser servida ao pet ela deve estar cozida e descascada.

Chuchu

Outro vegetal que pode ser oferecido ao cão é o chuchu. Rico em vitamina A e C, esse produto da terra contém ainda cálcio, fósforo e ferro.

Com o chuchu o animal consegue ter uma melhor digestibilidade. Além disso, tem fama de ser aliado da dieta de emagrecimento de muitos pets.

Abóbora

Também chamado de jerimum, a abóbora é rica em proteínas. Por essa razão é considerada um grande alimento para os cães. Para servir ao animal, é indicado descascar e cozinhar.

Salsinha

Vitaminas A, B1, B2, C e D são encontradas na salsinha. Tudo isso faz dessa verdura uma ótima opção para compor a alimentação dos animais. Pode ser servida crua ou cozida.

Batata

Por fim, outro vegetal que entra lista dos que podem ser oferecidos aos cães é a batata. Rica em vitamina C e B, essa opção de alimento ainda fornece ferro, cálcio e potássio.

Entre os benefícios da batata estão: manutenção do sistema imunológico, dos dentes, ossos e dos músculos. O mais indicado é servi-la sem casca, cozida e sem temperos. 

Veja também: Ração para cães idosos

Importância das frutas, verduras e legumes na vida do cão

As frutas, legumes e verduras podem compor a alimentação do pet desde que em forma de complemento

Cebola, uva e abacate são exemplos de frutas e verduras que não devem ser dadas ao animal (Foto: depositphotos)

Assim como no caso dos humanos, os alimentos naturais são responsáveis por proporcionarem benefícios no organismo canino.

“As frutas, verduras e legumes oferecidos podem ser muito importantes se tratando em casos de doenças ou até para complementar a dieta“, explica o veterinário Cristóvão.

No entanto, a alimentação natural deve ser elaborada e monitorada por um profissional. Além disso, especialistas afirmam que não é recomendado misturar ração com comida caseira balanceada.

Contudo, esses produtos naturais podem servir como petiscos. Nesse caso, é importante que o tutor ofereça em horários específicos, em quantidades moderadas e com a devida higienização. Isso porque os petiscos não devem atrapalhar as refeições principais do cão.

Para Aline Motta, um petisco mais natural pode estar presente em até 10% ao dia. “Então se seu cão come 200 g de ração por dia, ele pode comer até 20 g de banana por dia, ou de maçã ou de pera”, exemplifica a especialista em alimentação animal.

Veja também: Aprenda a fazer papinha para cachorros idosos

Frutas, legumes e verduras que cachorro não pode comer

  • Carambola;
  • Uva;
  • Uva-passas;
  • Cebola;
  • Abacate;
  • Cerejas.

Mais informações sobre a alimentação dos cães

Sobre o autor

Avatar
Jornalista (MTB-PE: 6750), formada em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, pela UniFavip-DeVry, escreve artigos para os mais diversos veículos. Produz um conteúdo original, é atualizada com as noções de SEO e tem versatilidade na produção dos textos.