O que é AN?

Muita gente tem discutido e falado sobre AN, mas afinal, o que é que essa sigla significa? AN é a abreviação do termo “alimentação natural”, que é um termo designado para quando o cão ou gato come apenas comida e nada de ração.

Trata-se de uma comida feita com mistura de alimentos que o proprietário encontra facilmente no mercado, diariamente. Sim, aquela antiga frase de que “cão só pode comer ração” é mais um mito. Na verdade, essa crença foi perpetuada por muito tempo, porque os veterinários com medo do que os proprietários pudessem oferecer aos seus animais e temendo uma carência nutricional no pet, acabaram por sinalizar apenas a ração como opção balanceada e completa. Mas a verdade é que comida também pode ser adequada para os cães.

Afinal temos registros que as primeiras rações surgiram no século XVIII. Antes disso é óbvio que os animais de estimação comiam comida. Ou seja: não tem razão para pensar que comida vai matar seu cão, não é?

Cachorro comendo

AN é a abreviação para o termo Alimentação Natural (Foto: depositphotos)

O que acontece é que dar comida não é um processo tão simples como algumas pessoas podem pensar. Existem hoje profissionais capacitados para balancear a comida do cão de forma que sejam acrescentados os suplementos necessários para cada caso e não haja carências ou excessos nutricionais. Fazer a dieta sozinho a partir de informações da internet não é o aconselhável, pois o proprietário pode cometer pequenos enganos que podem trazer prejuízos a saúde do animal a longo prazo.

A dieta consiste basicamente no uso de ingredientes como carne, ovo, tubérculos, grãos e legumes. Suplementos como cálcio e outras vitaminas são importantes de serem considerados. É uma dieta com alto teor de água e de grande palatabilidade, sendo que até os animais mais exigentes comem seu cardápio diário sem nenhum esforço.

Veja tambémEmpresas comercializam alimentação natural para cães

A dieta caseira balanceada, alimentação natural ou dieta bioapropriada, avalia as condições de saúde de cada animal INDIVIDUALMENTE. Sendo assim, a dieta do cãozinho do seu vizinho não serve para o seu e a do seu bichinho também pode não servir para a dieta daquele coleguinha canino que ele conheceu no passeio. Aliás, repassar a dieta de um cão para outros cães, além de ser desrespeitoso com o profissional que prescreveu a dieta, pode ser perigoso a ponto de colocar a saúde do outro animal em risco.

E fazer isso alegando que não há profissionais disponíveis na sua região não é desculpa, pois a maior parte dos profissionais da área fazem atendimento a distância, uma vez que se trata de balanceamento nutricional e não de avaliação clínica. Esta última sim, deve ser feita em clínica na região que a pessoa reside. Portanto, se você ficou interessado em dar uma dieta bioapropriada ao seu animal, procure um profissional que atue nesta área para avaliar o que melhor se encaixa para seu animal.

Sobre o autor

Aline Motta
Zootecnista (CRMV-RJ00851), fundadora do @caointegral e atuante na Nutrição Animal desde 2012.