Aprenda a fazer papinha para cachorros idosos

Por volta dos sete anos de idade o cachorro já começa a ser considerado idoso, devendo ter uma alimentação mais específica, à exemplo das papinhas.

Esta fase natural da vida do animal requer alguns cuidados, pois tanto o corpo como o organismo do pet não são mais os mesmos de anos atrás. O processo metabólico fica mais devagar, diminui a disposição para brincadeiras ou passeios, há mudanças de comportamento e as estruturas físicas do corpo não competem com os hábitos antigos.

Com relação a esta última alteração, pode-se citar o caso da estrutura dentária do cachorro. Com a velhice, os dentes que antes eram firmes e fortes, acabam caindo e dificultando a mastigação desse animal.

A receita de papa para cães idosos leva ingredientes naturais e dispensa temperos

As papas são muito indicada para os cães na velhice (Foto: depositphotos)

Levando em consideração todas essas premissas, é importante adaptar o dia a dia do cão nesta fase da vida, bem como sua alimentação. Neste quesito as papinhas naturais figuram como as mais indicadas.

Papinha para cães idosos

Esta receita é ideal para os animais que já perderam dentes importantes na mastigação devido a velhice. Forte, nutritiva, saudável e natural, a papinha para os cães idosos não demanda muito tempo e esforço para ser preparada.

Veja também: 9 verdades e 1 mentira sobre a alimentação dos cães

Ingredientes

  • 110 g de inhame sem casca;
  • 80 g de carne moída;
  • 50 g de quiabo;
  • 50 g de purê de abóbora;
  • 20 g de bife de fígado.

Modo de preparo

O primeiro passo para preparar a papinha é cozinhar o inhame e o quiabo. Escolha colocar os ingredientes em recipientes diferentes, pois cada elemento demora um tempo específico para ficar no ponto certo.

Geralmente, o inhame passa mais tempo no fogo. Enquanto eles cozinham, coloque o bife de fígado em uma assadeira e leve-a ao forno em um temperatura de 200 °C. Sem tempero algum, a carne pode ficar até 10 minutos assando.

Também sem colocar sal ou outros temperos convencionais, leve a carne moída para o fogo em uma panela antiaderente. Escolhendo este tipo de recipiente não é preciso colocar azeite e nem óleo para a carne cozinhar.

Deixe no fogo e mexa sempre para que o ingrediente não solte muita água. O ponto certo é indicado pela cor da carne, que deixa de ser vermelha e fica marrom.

Veja também: Receita deliciosa de barra de cereal para cachorros

Depois que todos os ingredientes estiverem prontos, bata tudo no processador ou liquidificador. A papinha vai está pronta assim que a consistência dos ingredientes esteja mole. Esta receita rende uma refeição de 310 g. Dependendo do porte do seu animal, a quantidade dos ingredientes pode aumentar.

A dica é procurar um veterinário, para que este possa passar uma receita ideal para o seu pet.

Importância da Alimentação Natural ou AN

Para facilitar esse processo, a técnica chamada de alimentação natural pode ser bastante útil. Antes de aprender uma receita elaborada através desse método, entenda como ele funciona.

A Alimentação Natural, ou simplesmente AN, é um tipo de refeição preparada para atender as necessidades nutricionais dos animais.

Apesar de ser elaborada com alguns alimentos comuns das refeições humanas, a AN não se refere aos restos de comidas dos tutores. Para prepará-la, é preciso dedicação e tempo do tutor.

Veja também: Ossos dos cachorros idosos e os cuidados necessários

Sobre o autor

Avatar
Jornalista (MTB-PE: 6750), formada em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, pela UniFavip-DeVry, escreve artigos para os mais diversos veículos. Produz um conteúdo original, é atualizada com as noções de SEO e tem versatilidade na produção dos textos.