Homeopatia para cães: entenda seus benefícios

Este é um método que busca restabelecer a saúde do animal por meio de medicamentos naturais, preparados com plantas e minerais


A homeopatia foi criada no ano de 1796, pelo médico alemão Samuel Hahnemann, e passou a ser utilizada nos anos 1970. Esta opção de tratamento da saúde parte do princípio de que qualquer mal que atinge o corpo é um tipo de desequilíbrio ocasionado pela perturbação da energia vital e, para curar o problema, o equilíbrio deve ser restabelecido. Isto é feito por meio de medicamentos naturais que, em quantidades pequenas, são misturados a volumes de água ou álcool.

A partir dos anos 1980, a homeopatia passou a ser utilizada na medicina veterinária.

O que é a homeopatia para cães?

A homeopatia veterinária busca restabelecer a saúde do animal por meio de medicamentos naturais, preparados com plantas e minerais, diluídos em água.

Este tratamento natural estimula diretamente o sistema imunológico, agindo em unidades que compõem os elementos das células e que permitem a autocura pelo restabelecimento do equilíbrio.

Homeopatia para cães: entenda seus benefícios

Foto: Reprodução

A homeopatia pode ser utilizada para tratar qualquer condição de saúde do seu bichinho, e a velocidade dos resultados depende de como o organismo do cão irá reagir e do quanto precisa ser restabelecido. No caso de uma diarreia, por exemplo, a melhora já é percebida logo nas primeiras doses; enquanto que o tratamento de problemas crônicos, como dermatites, demanda um tratamento mais longo.

A homeopatia aplicada no homem e nos animais é bastante parecida, com a diferença de que, nos bichinhos, o uso do álcool e do açúcar é mais restrito. Embora raramente apresentem efeitos colaterais, os remédios homeopáticos devem ser receitados por um médico veterinário. Apenas um profissional poderá diagnosticar corretamente a doença e indicar o tratamento adequado.

O tratamento é recomendado para problemas como depressão, hiperatividade, agressividade, displasia coxofemoral, luxação da patela e outros.

Dentre os ingredientes mais comuns e mais utilizados nos medicamentos homeopáticos estão a arnica, acônito, calêndula, camomila e outros. Estes remédios são compostos de substâncias vegetais, como as ervas; de minerais, como cálcio; e de substâncias de origem animal, como o mel ou a tinta de lula.

Cuidados

A escolha do tratamento a ser utilizado no seu cãozinho deve ser feito com o auxílio de um veterinário de sua confiança. A associação do tratamento homeopático a medicamentos alopáticos ou fitoterápicos só deve ser feita após consultar o profissional.

É importante ressaltar que, na homeopatia, a escolha do remédio é bastante individual e, por isso, uma fórmula pode ser boa para aquele animal e não para outro com problema semelhante.

Na hora da aplicação do medicamento no seu animalzinho também é necessário ter atenção e tomar alguns cuidados. Confira alguns deles a seguir:

  • Não deixe o conta-gotas entrar em contato com a boca do seu pet, pingue o medicamento na palma da sua mão ou direto na gengiva do cachorro. Outra opção é pingar na água, mas é necessário conversar sobre isso com o veterinário homeopata;
  • No caso de mais de um medicamento, espere uns 15 minutos entre um e outro e aguarde 1h antes ou depois de alimentar o cão.


Reportar erro