Vacinação nos cães – Tire todas as suas dúvidas

Este é um dos principais cuidados que você deve ter com seu amiguinho de 4 patas


Você sabe quais são as vacinas que o seu cão precisa tomar? Ele tem um cartão onde são registradas as vacinas já tomadas? Quando as vacinas devem ser tomadas e qual o intervalo? São muitas perguntas e dúvidas, não é mesmo? Hoje vamos esclarecer algumas dúvidas a respeito das vacinas nos cães, continue lendo e descubra a importância delas.

Qual a importância da vacina?

A vacina é um dos cuidados mais importantes que um dono deve ter com o seu cão, tanto quando ele ainda é um pequeno filhote, quanto para quando ele já for adulto. Os cachorros devem ser imunizados antes de começarem a frequentar as ruas, caso não tenham sido vacinados é recomendado que não saiam de casa. Isso acontece, pois existem muitas doenças virais que podem acometer os cães e essas doenças são responsáveis por um grande número de mortes, principalmente quando os cães ainda são filhotes.

Vacinação nos cães

Foto: Reprodução

Para que o seu cão possa ser vacinado, é necessário que ele esteja saudável, isto é, não deve estar com febre ou diarreia. Caso ele tome a vacina e não esteja saudável pode ocorrer a falha vacinal, onde o organismo do animal não irá responder da forma esperada à vacinação.

As principais vacinas para cães

Primeiramente, é importante saber que as vacinas que o seu cachorro deve receber e os intervalos entre cada uma delas e de suas doses ficam a critério do veterinário que cuida do seu cão.

Existem algumas vacinas que são totalmente obrigatórias e essenciais para os cães, e independente do esquema ou calendário de vacinação que o veterinário passe, elas estarão presentes. Essas vacinas são a múltipla (V8 ou V10) e a antirrábica.

O que deve ser feito no dia da vacinação?

No dia da vacinação é bom tomar alguns cuidados para que tudo ocorra bem, a seguir você verá algumas dicas que podem ajudar nesse dia:

  • Os cães dóceis devem estar com coleira e alguém que possa controla-lo e contê-lo no momento da vacina;
  • Crianças não devem levar os cães para vacinar;
  • Os cães mais bravos devem estar com focinheira para que não haja risco de agressão ao dono ou outras pessoas;
  • Cães doentes não devem ser vacinados.

Alguns cuidados

É preciso ficar atento aos cães que são adultos e que nunca foram vacinados e aos filhotes que já passaram da época correta de vacinação. Nestes casos, os cães devem receber duas doses da vacina múltipla (com intervalo de 21 dias entre elas) e uma dose da vacina antirrábica. Esse processo também é válido para cães “desconhecidos”, quando não se sabe se algum dia eles foram vacinados.

Veja um modelo de tabela de vacinação para cães:

Modelo de tabela de vacinação

Foto: Reprodução


Reportar erro