Como tratar em cães a celulite juvenil?

Problema de caráter dermatológico, este é causado pelo mau funcionamento do sistema imunológico dos cães. E atinge animais entre 12 semanas a seis meses


Falou em celulite, as pessoas já pensam ser a mesma situação que os humanos. Entretanto, em nada a celulite juvenil em cães tem a ver com os famosos furinhos na pele humana. Esse problema é de caráter dermatológico e é causado pelo mau funcionamento do sistema imunológico dos cães. Também conhecida como piodermite juvenil, essa doença não é, felizmente, comum.

Raças como labradores, dachshunds, springer spaniels, golden retrievers e spaniels ingleses tendem a ter o maior risco de contrair a doença. Mas, esse problema pode atingir qualquer animal que tenha entre 12 semanas de vida a seis meses.

Sintomas da celulite juvenil

  • Surgem manchas e feridas dolorosas na região dos lábios, focinho, pálpebras e até mesmo na virilha do animal afetado;
  • Pode aparecer febre;
  • Falta de apetite;
  • Estressado;
  • Sonolento;
  • No grau mais elevado da doença, surgem nós inflamados no pescoço, na região acima do maxilar.

É importante lembrar que algumas doenças também podem apresentar as feridas no corpo, por exemplo a sarna. O diagnóstico correto é essencial nesses casos, pois enquanto alguns remédios tratam a celulite juvenil, esses mesmos podem piorar a sarna. Por essa razão, o médico deverá ser procurado no mesmo dia em que cãozinho apresente os sintomas já mencionados.

Como tratar em cães a celulite juvenil?

Foto: Reprodução/ internet

Cuidados realizados em casa

Após levar no veterinário e ter comprado os medicamentos necessários para o tratamento interno do problema, alguns cuidados podem ser feitos em casa para melhorar o aspecto dos edemas que se formaram na parte exterior do corpo do animal. Para isso, prepare uma compressa tão quente quanto você consiga suportar e aplique na região inchada durante cinco minutos e fique alternando nesse mesmo período até que a compressa esfrie. Esse método é importante pois melhora circulação sanguínea daquela área e ajuda a limpar e a sarar a ferida.

Outros métodos para melhorar a aparências dos ferimentos são limpar as feridas e manter os abscessos livres de impurezas. Desta forma, quando um ferimento se romper e criar a casquinha, limpe esse ponto com bastante água morna e vá retirando suavemente com uma toalha molhada as cascas amolecidas. Já quando se tratar dos nódulos linfáticos que se estouram, mantenha a região sempre limpa, passando um pano molhado com água também morna de três a quatro vezes por dia.

Em todos esses processos, a paciência e a delicadeza devem ser primordiais. Isso porque os ferimentos que não são bem tratados ao cicatrizarem deixarão marcas profundas e feias na pele do animal. Desta forma, cuide bem do filhotinho para que ele possa se recuperar rapidamente e garanta uma pele mais saudável para ele.


Reportar erro