Cachorro enjoado nas viagens de carro: sintomas, causas e tratamento

Salivação constante, bocejo contínuo, desconforto, inquietude, náuseas e vômitos. Estes sãos alguns dos sinais que indicam o enjoo de cães no carro


Nem todo peludo se sente confortável em um passeio de carro e acaba enjoando no meio do caminho. Se esta é uma situação corriqueira para você e seu cachorrinho, saiba que existem causas específicas para esse tipo de comportamento. O tutor precisa entender também que é possível perceber o desconforto do animal antes mesmo do vômito e assim evitar que o cão suje a si próprio e também o interior do carro.

Causas do enjoo em cães

Problemas auditivos, estresse ou até mesmo uma questão de adaptação. Essas são as possíveis razões que levam os animais a apresentarem desconforto na hora de um passeio de carro. Na primeira situação, os animais que não possuem as estruturas internas das orelhas bem desenvolvidas, isso contribui para desencadear os desequilíbrios nos pets. Outra situação que provoca enjoos nos cachorros e que também envolve o aparelho auditivo deles é o acúmulo de cera, que causa instabilidade no peludo.

O estresse é outro fator que pode ser responsável pelas náuseas no cachorro enquanto passeiam de carro. Isso está intrinsecamente ligado ao fato dos animais associarem o transporte com situações desagradáveis, como ir ao veterinário, tomar injeções entre outras. Portanto, o vômito vem de uma consequência emocional adquirida pelo cãozinho.

Além disso, as náuseas podem surgir como uma forma de não adaptação do cãozinho com o ambiente do carro, e esta é uma situação natural do animal. Todavia, para essa e as demais causas existem formas de tratamento para o pet, que variam de medicamentos a técnicas. Porém, antes de entendê-las é preciso compreender os sinais de desconforto no cachorro.

Imagem de cão com cabeça fora da janel de carro

Foto: Depositphotos

Sintomas nos animais enjoados

  • Buscar um local mais escondido no veículo, como debaixo dos bancos;
  • Salivação constante;
  • Bocejo contínuo;
  • Desconforto e inquietude;
  • Náuseas e vômitos;
  • Respiração ofegante e rápida.

Tratamentos para controlar o enjoo

Primeiro, preferencialmente, o tutor deve descobrir o porquê do enjoo no cachorro, para que possa aplicar o tratamento adequado. Por exemplo, se o animal se sente desconfortável com relação ao passeio devido ao estresse, tente mostrá-lo que este momento pode ser divertido. Comece chamando-o para dentro do veículo com brinquedos ou petiscos e quando o animal entrar não ligue o carro de imediato.

Continue fazendo com que este ambiente seja um lugar tranquilo para o animal. Faça carinhos e elogio ao pet. Em seguida, ligue o carro e saia aos poucos para que o peludo se acostume com o barulho e a movimentação. Não é necessário ir para um lugar longe com o cachorro, basta dar algumas voltas no quarteirão para ele ir se habituando gradativamente. Você pode recorrer a paradas rápidas antes de voltar para casa.

Se o problema continuar, busque auxílio veterinário para que o profissional prescreva medicamentos capazes de ajudar o animal enfrentar uma longa viagem ou um simples passeio de carro. Outra dica é não alimentar o pet em até três horas antes de transportá-lo, de estômago vazio é mais fácil do peludo conseguir evitar as náuseas.


Reportar erro