Bichon Frisé

Esta raça fofinha já foi o grande xodó da classe alta europeia e é muito confundida com o Poodle


Muita gente costuma confundir essa raça com o Poodle, porém, além possuírem temperamentos diferentes, também demoram um pouco mais para aprender as coisas.

Características do Bichon Frisé

  • Origem: França;
  • Tamanho médio: 24-29 cm, tanto o macho como a fêmea;
  • Peso médio: 3-5 kg, tanto o macho quanto a fêmea;
  • Família: Bichon (companhia, cão da água)
  • Posição no ranking de inteligência: 45º lugar;
  • Expectativa de vida: 12-15 anos.

Os cães dessa raça costumam ser muito alegres e brincalhões, além de atenciosos, sensíveis, afetuosos, apegados ao dono, e loucos por receber carinho. São extremamente sociáveis, inclusive com crianças, estranhos, outros cães e outros animais. Eles são fáceis de treinar, possuem uma tolerância razoável ao frio e ao calor, e como se é esperado, não é um bom cão de guarda – até mesmo por causa de seu tamanho pequeno.

Cuidados necessários

É uma raça bem ativa e precisa de pequenos exercícios diários, já se satisfaz com brincadeiras dentro de casa e passeios com coleira. Essa raça exige cuidados triplicados com a higiene – mais de um banho por semana. O pelo branco precisa ser escovado pelo menos a cada dois dias, e é necessário tosar a casa dois meses. Ele não solta muito pelo, mas por serem longos podem acabar se enroscando, e por isso são necessários muitos cuidados. Costuma ser bem difícil manter seus pelos alvos em algumas partes, e por esse motivo é melhor que ele viva dentro de casa, e não no quintal, para seus pelos não ficarem manchados.

Saúde

O problema de saúde mais recorrente nessa raça é a luxação da patela, mas também é comum acontecer catarata e perda de dentes. Por este motivo é importante estar sempre fazendo exames nos joelhos e nos olhos no animal.

Origem da raça

Esta raça fofa nasceu a partir do cruzamento do Barbet (cachorro grande de água) com outras raças de cães de colo. Esses cruzamentos gerou uma família de cachorros que ficou conhecida como Barbichons, que depois de algum tempo foi reduzido para apenas Bichons. A família dos Bichons foi dividida em quatro grupos:

  • Bichon Maltês
  • Bichon Bolonhês
  • Bichon Havanês
  • Bichon Teneriffe

Sendo este último, Bichon Teneriffe,  o que depois veio a se transformar no Bichon Brisé. Essa raça se desenvolveu na Ilha Canária de Teneriffe, localizada na Espanha, foi levada por navegantes italianos para vários países da Europa no século XIV, e logo se tornou a raça preferida da classe alta – foi bicho de estimação de Francisco I e Henrique III. Depois de algum tempo a França adotou a raça, que tornou-se uma febre, porém, com o tempo, eles começaram a ser substituídos pela classe alta e tornaram-se simples cães de rua. A raça quase chegou a ser extinta durante a primeira e segunda guerra mundial, mas alguns soldados conseguiram guardar alguns cães, que foram levados para a América, aonde conseguiram se adaptar muito bem, procriar e tirar a raça do risco de extinção.

Galeria de fotos


Reportar erro