, ,

Bichon frisé: curiosidades e características dessa raça

Conheça o Bichon Frisé, um cachorro pequeno, alegre e que convive facilmente em ambientes familiares

Você está procurando uma raça de cachorro para viver em apartamentos e que sejam dóceis e pequenos? Uma das opções que você deve considerar é o Bichon Frisé. Ele é um cachorro pequeno, alegre e que convive facilmente em ambientes familiares. Conheça agora as curiosidades e características dessa raça.

Onde se originou a raça de cachorro Bichon frisé?

Pelo nome você já deve imaginar que se trata de um cãozinho com origem europeia. E tem razão. A raça Bichon frisé tem um pé na França e outro na Bélgica, ambos países europeus.

Ela é descendente das raças Barbet e Poodle Standard. Inicialmente, existem quatro tipos de Bichon: o Tenerife (frise), havanês, bolonhês e o maltês. Ele se disseminou também na Espanha e foi de lá para a Itália, graças à atuação de marinheiros espanhóis que levaram os bichinhos para terras italianas. Por lá, eles fizeram sucesso e foram adotados como os cachorros oficiais da elite daquele país.

Bichon frisé: curiosidades e características dessa raça

Foto: depositphotos

Em 1933, a raça foi oficialmente reconhecida na França e recebeu o nome oficial de Bichon frise que faz alusão ao seu pelo com cachos mais abertos.

Como é a raça Bichon Frisé?

Ele é um cachorro pequeno (pode chegar até 30cm), mas bastante ativo. O focinho tem comprimento médio e a cabeça é bem redondinha, assim como os seus olhos. Suas orelhas são revestidas com pelos longos e frisados, assim como sua calda.

A pelagem é fina e encaracolada levemente, mas não chega a ser cacheada. De cor branca, ela pode chegar até 10cm, mas o ideal é realizar a tosa uma vez por mês para evitar o acúmulo de sujeira ou o crescimento demasiado.

Comportamento da raça de cachorro Bichon frisé

Essa raça é ideal para morar em lugares menores ou apertados, como apartamentos. Eles são pequenos, dóceis e alegres. Para criá-los é preciso ter em mente que uma raça assim precisa de mais atenção do que outras, pois por ser extremamente brincalhona e sociável, o seu tutor tem que interagir mais com ela.

Essas características lhe conferem o status de ser uma raça amiga da criança e de idosos. Outra característica peculiar é que o Bichon frisé costuma ter uma boa convivência com outras raças e outros tipos de animais domésticos. O segredo para que a raça se desenvolva bem é estimulá-la desde cedo, enquanto filhote, para que ela se torne bem comportada e inteligente.

Como tratar o Bichon frisé?

Agora que você já descobriu como a raça Bichon frisé se comporta é preciso saber também como ela deve ser tratada para viver com mais saúde e por mais tempo.

Apesar de pequena, se engana quem pensa que ela não precisa se movimentar tão quanto os cachorros de maior porte. Portanto, se você escolheu essa raça por conta que ela se adapta muito bem a espaços menores, deve lembrar-se de vez ou outra, levá-la a ambientes ao ar livre para que ela possa correr e se exercitar.

Em relação à comida, o Bichon frisé deve se alimentar de alimentos específicos para raças de menor porte e você deve ter um cuidado especial com os pelos para que os mesmos não se enrosquem. Portanto, escove-os a cada dois dias e sempre que possível tose-os.

 

Veja galeria com fotos: