Veja como garantir o bem-estar de seu filhote

A escovação deve ser feita diariamente, banho semanalmente, exames de toque mensalmente, enquanto outros devem ser executados de forma anual


Os cães são muito dependentes dos seus donos, e por essa razão os tutores devem estar sempre em alerta para agir quando necessário. Algumas atitudes do dia a dia já ajudam a detectar problemas de saúde, além de estreitar ainda mais o relacionamento entre os papais humanos e os filhinhos de quatro patas. Para manter o seu cão saudável e apto à exames, estabeleça uma rotina de cuidados com o seu pet, que podem ser feitos diariamente em casa ou no veterinário quando se fizer necessário.

Cuidando da qualidade de vida do cão

Para zelar pela vida do seu melhor amigo de quatro patas é necessário realizar exames e processos com uma certa frequência. Por exemplo, a escovação deve ser feita diariamente, o banho semanalmente, exames de toque mensalmente enquanto outros devem ser executados de forma anual.

Exames diários

  • Escovação: Seja um cão peludo ou um com poucos pelos, a escovação é essencial. Com ela, os filhotes aprendem desde cedo que devem ser tocados e essa aproximação homem-cão é o que vai ajudar a formar o comportamento do cachorro, principalmente quando ele precisar de tratamento veterinário. Nesse processo, além de retirar os pelos mortos, você também pode sentir possíveis inchaços e hematomas, detectar parasitas e localizar algum corpo estranho que possa ferir o pet;
  • Limpeza dos dentes: Essa tarefa não é feita só com a escovação, claro que ela é parte importantíssima, mas não é a única solução. Mordedores e alguns tipos de ossos podem ajudar a limpar os dentes dos animais, inclusive esses produtos, escovas e pastas são encontrados facilmente em muitos pet shops. Se por acaso o cão aparecer com alguma anomalia na gengiva ou nos dentes, o médico veterinário deve ser procurado o mais rápido possível;
  • Limpeza nos olhos: Remelas são secreções normais que se formam nos olhos dos cães ao acordarem e que podem ser retiradas, facilmente, com gaze embebecida de soro fisiológico. Entretanto, se for excessiva é necessário mais atenção do tutor. Verifique se há infecção ocular, pois o ato de lacrimejar constante pode está atrelado a esse problema. Além disso, pode indicar alergia ou até mesmo deficiência nutricional, sendo necessário em todos esses casos o acompanhamento de um veterinário;
  • Exames sazonais: Apalpe bastante o seu animal, procure pelas almofadas das patinhas ou entre os dedos por sementes ou outros detritos que possam machucá-lo depois. Ao passear, o cão está sujeito à sujeiras, parasitas, espinhos, entre outros, por isso se faz necessário esse procedimento diariamente;
Veja como garantir o bem-estar de seu filhote

Foto: Pixabay

Exames semanais

  • Mantendo o filhote limpo: Dê banhos regulares no pet, mas nada de exagerar. O ideal, recomendado por vários médicos veterinários, são banhos de 15 em 15 dias, evitando retirar a camada natural protetora do animal e sem deixar que o cão exale um odor. E a escovação diária auxilia na remoção de sujeira;
  • Limpeza nas orelhas: Essa é uma das partes mais sensíveis dos animais e também estão mais suscetíveis a acumular sujeira e cera. Isso pode deixar um mau cheiro no pet e até mesmo incomodá-lo, deixando ele amuado. Sendo assim, mantenha as orelhas do cão sempre limpas;
  • Corte de unhas: Alguns cães conseguem lixar as suas próprias unhas, mas outros não, sendo necessário nestes casos o corte das mesmas. Se você não tem confiança de cortar, procure um veterinário. Agora se tem coragem, mas não sabe, não se preocupe é fácil aprender. Use um cortador específico para cães, observe nas unhas um canal cor-de-rosa e afaste o corte dessa região. O ideal é cortar apenas a ponta, assim você já está evitando unhas quebradas ou feridas.

Exames mensais

  • Exame dos órgãos sexuais: Assim como os seres humanos, os cães também estão propensos a desenvolver algumas doenças, à exemplo do câncer. Sendo assim, quanto antes descobrir, melhor será a recuperação. Nos machos, examine os testículos à procura de algum inchaço, enquanto nas fêmeas o toque deve ser feito nos mamilos. Esses processos podem ser feitos no momento da escovação. Mas, lembre-se, animais castrados têm menos chances de desenvolver essas doenças;
  • Exames da urina e das fezes: Volte e meia observe a coloração do xixi e a textura das fezes do seu cão. Apesar de não receber importância, esses dois fatores podem ajudar a encontrar algum problema de saúde ainda no começo e assim o tratamento será mais rápido, barato e o animal não irá sofrer muito. As fezes, por exemplo, não podem ser muito secas e nem moles, acompanhadas de muco ou sangue. O meio termo é ideal para se ter a certeza de que o organismo do pet está funcionando como deveria.

Exames anuais

  • Vacinas: As chatas e incomodáveis vacinas são essenciais para a garantia de uma vida longa e saudável do cão. Previnem o surgimento de doenças que em algumas fases da vida são fatais, como a parvovirose em filhotes. Sendo assim, os tutores devem ficar atentos as datas das doses;
  • Exames de raios X: Esse procedimento é feito quando o cachorro já tem um ano e são mais comuns em cães de médio ou grande porte, pois nesses animais há um alto índice de displasia coxofemoral. Para realizar esse exame o cão não pode beber ou comer durante oito horas antes do exame e devem evacuar ou urinar em momentos anteriores ao procedimento;
  • Exames oculares: Todo cão, seja ele de raça ou não, deve fazer esse exame ao menos uma vez na vida. O ideal mesmo é repetir esse procedimento uma vez ao ano ou sempre que se fizer necessário. Assim, o dono evita que o cãozinho tenha problemas nos olhos, como a catarata.
  • Exames de sangue: Esse é um dos principais exames que devem ser feitos, pelo menos, uma vez durante o ano. Através dele é possível ver as taxas do animal e identificar diversas doenças, como a anemia e até mesmo a doença do carrapato, que se não curadas pode levar o cão à morte.


Reportar erro