Como evitar que meu cachorro se perca

Existem muitos casos de animais de estimação que fogem de seus lares e nunca mais são encontrados. Saiba como evitar que o seu cão se perca


Por mais obediente e feliz que um cãozinho seja dentro de uma casa, ele pode se perder dos seus donos ou ser roubado por alguém. Infelizmente, existem muitos casos de animais de estimação que fogem de seus lares e nunca mais são encontrados.

Para evitar esta triste situação, os tutores podem tomar algumas simples medidas preventivas.

Medidas para evitar que o cachorro se perca

Quem tem um cachorro em casa enfrenta o medo de que o seu animal de estimação desapareça e nunca mais seja encontrado. Confira a seguir algumas dicas para evitar que isto aconteça:

Usar coleira com uma placa de identificação

Desde filhote, é aconselhável que o cachorro use uma coleira com uma placa de identificação, com o nome do animal e os dados de contato do tutor.

Colocar um microchip

O ideal é evitar que o seu animal de estimação fuja e se perca, claro, mas caso isto aconteça, é melhor que ele tenha um microchip instalado. Os microchips são implantados no cachorro como uma aplicação de vacina e não representa qualquer incômodo para o animal.

O procedimento é feito por um veterinário e o aparelho contém os contatos do dono do cão.

Como evitar que meu cachorro se perca

Foto: Free Images

O cão deve conhecer a região onde mora

É importante que, desde filhote, o seu animal de estimação conheça muito bem a região onde mora. Os cães sabem onde estão através do olfato, por isto, leve o seu melhor amigo canino para passear pela rua da sua casa, ruas mais próximas e parques da área, fazendo caminhos diferentes para voltar para casa.

Nunca deixe o portão aberto

O tutor nunca deve deixar o portão de casa aberto, mesmo que o cãozinho esteja acostumado a dar umas voltas pelo quarteirão. Caso ele saia, pode encontrar uma fêmea no cio, por exemplo, ir mais longe do que está acostumado.

Existem treinamentos específicos que podem prevenir que o animal de estimação fuja pelo portão, mas é necessário consultar um adestrador. Se o cãozinho não é adestrado, as portas e portões devem estar sempre fechados.

Não deixe o seu cachorro sair sozinho

Mesmo que você ache que o seu cachorro saberia o caminho de volta para casa, não deixe que ele dê umas voltinhas sozinho. Ele poderá encontrar pessoas mal intencionadas no caminho, brigar com outro animal, morder uma pessoa ou se envolver em qualquer outra situação desagradável.

Estar atento(a) à qualidade da coleira

É preciso ter cuidado com a coleira utilizada para levar o cão para passear, verificando se a mesma não está muito desgastada ou abrindo os encaixes.


Reportar erro