Truques que vão acalmar seu cachorro

Cães muito agitados ou bravos podem aprender alguns truques que serão de grande utilidade tanto para o pet, quanto para o dono


Muitos tutores de cães têm terríveis complicações ao receber uma visita em casa, seja porque o cão não para de chamar atenção latindo, subindo nos convidados ou até mesmo estranhando as pessoas. Para sanar esses problemas, é necessário entender o cachorro e os seus comportamentos, e assim adestrá-lo para que, enfim, ele possa apresentar uma boa conduta diante dos seus visitantes.

Quem acha que o adestramento serve apenas para o cão exercitar a inteligência e apresentar bons números para os amigos, está enganado. Essa técnica é útil para modelar o comportamento do cachorro. Cães muito agitados ou bravos podem aprender alguns truques que serão de grande utilidade tanto para o pet, quanto para o dono.

Educando e tranquilizando o cão

Antes de iniciar qualquer adestramento com o cachorro é preciso considerar dois fatores. Primeiro, o dono ou treinador deve aproveitar ao máximo o comportamento natural do cão, isto é, entender o que o pet mais gosta de fazer, comer e as maneiras como ele se comunica com os humanos ao seu redor. O segundo ponto, é saber usar os ensinamentos para obter o comportamento desejado, por exemplo, conter-se na presença das pessoas ou de outros animais.

Alguns truques podem ser usados para acalmar o cão deixar seus convidados mais relaxados. A partir de agora você pode compreender como essas técnicas podem interferir na educação do cachorro.

Truques que vão acalmar seu cachorro

Foto: WikiHow

Reverência

Patas dianteira inclinadas, pata traseiras em pé e o bumbum pra cima. Essa é a posição que o cão deve ter ao comando “reverência”. Esse também é o posicionamento que os cães geralmente usam para chamar uns aos outros para brincar. Portanto, além de conseguir acalmar o seu cachorro, você terá um truque sensacional para exibir e vai ter uma excelente maneira de conduzir seu companheiro de quatro patas à aprender a fazer novos amigos.

Para conseguir que o cão fique nessa posição é preciso paciência, tempo e claro alguns petiscos. O cachorro fica, primeiramente, em pé nas quatro atas e vai abaixando a metade frontal do corpo até os cotovelos tocarem o chão. Você pode conseguir usando algum alimento que o seu cão adora, basta apenas colocá-lo na frente do focinho do pet, baixando em direção ao chão.

Morto

Esse é um dos comandos mais divertidos no mundo canino, isso porque o cão é quase um ator, incorporado em um personagem que “morre”. É um ótimo truque para divertir o cão, exercitar a mente e ainda assim conseguir distraí-lo por bastante tempo enquanto você recebe algum convidado. Mas para isso acontecer é necessário muito esforço do dono em ensinar, e também muita atenção do pet em aprender.

O truque “morto” exige que o animal se deite de costas com as patas para o ar e mantenha-se nesta posição até ser liberado. É necessário que o cão já saiba o comando “deita” e assim que o fizer, basta oferecer um petisco em movimentos até fazê-lo virar de lado.

Barriga pra cima

Semelhante ao comando “morto”, o ficar com a barriga para cima tem um detalhe diferente: alguém pode tocar o cachorro enquanto ele está deitado de costas. Porém, os tutores, ao ensinarem esse truque ao cão, devem ficar atentos ao comportamento do animal, pois alguns cães não se sentem confortáveis com essa posição. Portanto, conheça bem seu cachorro antes de tentar fazer esse truque na presença de estranhos.

Com esse ensinamento, além de conseguir que o cão fique ocupado, você pode fazer carinho na barriga dele e ainda fica mais fácil de cuidar da aparência dele e de sua higiene. A técnica para conseguir sucesso nesse truque é o mesmo usado no comando “morto”, acrescido de mais um petisco (depois que ele estiver deitado de lado), para que ele vire o quadril e fique totalmente de costas no chão.

Rola

Esse movimento exige que o cão fique deitado de barriga no chão, role o corpo totalmente e depois fique em pé. Parece simples, mas esse é um truque que nem sempre é fácil de realizar. Algumas raças, por exemplo, podem encontrar bastante dificuldade ao aprender e desenvolver esse comando, como os dachshunds (também conhecidos como “salsicha”, “linguicinha”) ou os basset hounds (ou apenas bassê), isso porque apresentam uma coluna alongada.

Sendo assim, é importante que os donos examinem o cão antes de começar o treinamento. Verificar se ele não está se machucando ou torcendo a coluna faz parte desse processo. Se mesmo com muito esforço da sua parte, o pet se recusa a ficar deitado de costas, ignore esse truque, afinal, a saúde do cãozinho vem sempre em primeiro lugar. Outro fator importante de se destacar, é que cães que estão acima do peso ou que tenham lesado a coluna no passado também estão propícios a encontrar dificuldades nos treinos.

Porém, se o cão não se importa de girar no chão continue o processo de ensino. Você pode usar uma toalha ou um tapete, para que ele se sinta mais confortável. Faça o cachorro deitar com a barriga para baixo, depois utilize uma recompensa para que ele vire a cabeça até ficar sobre um dos quadris, em seguida ofereça mais uma recompensa para o pet se mova e termine o giro.


Reportar erro