Como identificar o que um cachorro pensa?

Algumas partes do corpo do cachorro podem ajudar a descobrir o que ele está pensando. Fique atento ao rabo, olhos, orelhas, postura e movimentos


Tutores e cães têm uma ligação muito forte que é criada ao longo dos anos de convivência. Essa relação vai sendo moldada através das situações compartilhadas por eles. Desta forma, o ser humano e cachorro conseguem falar a mesma “língua”. Isto é, conseguem perceber o que se passa um com o outro só com o olhar.

Assim, torna-se fácil para o dono perceber o que se passa na cabeça de um cachorro. Saber reconhecer como o seu cão reage a determinados sons ou pessoas é essencial para conseguir decifrar o que eles estão pensando. Algumas partes do corpo do cachorro podem ajudar nessa descoberta, como o rabo, os olhos, a postura, entre outros.

Observando os olhos

Algumas vezes os cães parecem que querem dizer algo com olhares expressivos. Se o dono quer entender melhor a cabeça de seu peludo, ele precisa ficar atento ao mínimos detalhes. Por exemplo, quando os olhos do animal estão relaxados, em formato de amêndoas, pode significar que o pet está tranquilo, pronto para descansar.

Já quando você consegue ver claramente a parte branca do olho, o cão pode está tenso e com vontade de morder. É preciso muita atenção e cuidado nesse momento. Todavia, há também o olhar de quem está alegre, eufórico ou surpreso. Quando o cão está com esses sentimentos, certamente seus olhos ficam bem abertos, arredondados e com a pupila dilatada.

Atenção para a cauda

Não é porque o cão não tem rabinho que ele não vá expressar seus sentimentos. A percepção está sempre na base da cauda, e é nela que o tutor deve prestar bastante atenção se quiser descobrir o que o animal está pensando. Assim, quando ele está com o rabinho entre as pernas, escondendo até mesmo suas partes íntimas, quer dizer que ele está com medo.

Como identificar o que um cão pensa?

Foto: Reprodução/ internet

Agora, se o animal está com a cauda erguida e balançando constantemente, saiba que é uma demonstração de alegria. É como se o cachorro estivesse sorrindo através do rabinho. Quando a cauda não está muito erguida e se balança devagar de um lado para outro, o dono precisa ficar de atento, pois, geralmente, esse é o comportamento de cão que vai “aprontar”.

De olho nas orelhas

Assim como o rabinho reage ao medo, as orelhas também o fazem. Quando elas estão totalmente para trás, é sinal que o cachorro está com muito medo de algo, seja de um barulho ou de algo que ele viu. Se as orelhas estiverem se mexendo para frente e para trás, isto significa dizer que ele encontra-se confortável com a situação, isso ocorre muito quando o cachorro escuta o que o dono está falando com ele. Já quando as orelhas ficam em pé, é uma espécie de alarme do cão. Assim ele vai poder ouvir o que se passa e só depois esboçar uma reação, que pode ser positiva ou negativa.

A postura pode dizer algo

Isso é normal até com os seres humanos, quando estes encontram-se cansados procuram se apoiar em algo. Com os cães, essa situação também pode ocorrer, mas com outra posições e significados diferentes. Por exemplo, quando ele quer brincar e mostra excitação pelo momento, acaba se apoiando nas patas da frente e com o rabinho levantado. Pode jogar a bola, porque ele está pronto para pagá-la.

Em pé e fixado nas quatro patinhas, o cão passa a imagem de confiante e calmo. Já quando ele se apoia nas patas traseiras, está pegando impulso e, a qualquer momento, pode pular. Outra posição que também diz algo que passa pela cabeça do cachorro, é quando ele está com as patas meio abertas e olhando fixamente em uma direção. Nesse sentido, ele pode estar se preparando para fugir. Por isso, atenção!

Atenção para os movimentos

Se o cão está correndo em sua direção, com o olhar fixo e sempre em linha reta, fique atento: ele pode está correndo para um ataque. Já se o animal vem em sua direção fazendo curvas, o que ele quer mesmo é lhe receber e brincar com você. Então, se prepare para ir de encontro a ele, se for um cão de porte grande, dobre os joelhos e segure firme, para não correr o risco de cair.


Reportar erro