Por tutor não conseguir falar chinês, cãozinho ganha tosa desastrosa

Sem saber falar o idioma local, o tutor do cãozinho Seren precisou fazer mimica para a tosadora entender o que ele queria

Já imaginou a dificuldade de viver dentro de um país onde você não domina a língua oficial? Até as tarefas mais simples se tornam um pesadelo.

O galês Leigh Simmons, que está vivendo há, aproximadamente, sete meses com sua esposa em Shenzhen, na China, ainda não se familiarizou com o idioma local e só sabe falar apenas algumas palavras. Essa falta de afinidade com a língua acabou colocando ele e o seu cãozinho, Seren, em uma situação desastrosa, porém, hilária.

Para encarar melhor a estação quente do país, Leigh levou o seu companheiro para tosar, o que não deu tão certo quanto imaginado.

Fotos: Reprodução/Leigh Simmons

“A mulher não falava nada de inglês e eu sabia muito pouco o chinês. No fim das contas eu fiz uma mimica, simulando que estava tosando o cachorro enquanto fazia o som da máquina com a boca. Ela então acenou com a cabeça como se tivesse entendido e me pediu para voltar às 4,” contou Leigh ao BuzzFeed.

Quando voltou para buscar Seren no petshop, o rapaz viu o desastre que a barreira linguística havia feito e não conseguiu ter outra reação se não rir muito.

“Assim que eu vi a tosa eu comecei a rir histericamente. Eu mal conseguia ficar de pé de tanto rir,” contou Leigh. “A pobre mulher ficou muito confusa e envergonhada. Talvez tenha pensado que eu não iria pagá-la. Mas eu paguei. Me custou £ 10 libras esterlinas [aproximadamente R$ 41 reais].”

Segundo Leigh, apesar da tosa parecer engraçada, ela é muito comum em toda a China, sendo feita principalmente em cães da raça poodle, que são muito populares no país.

 

Com informações de BuzzFeed

Sobre o autor

Avatar
Jornalista formado em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo (UniFavip-DeVry). Possui experiência prática de dois anos na área de produção de textos para web e social media (MTB/PE: 6771). Atualmente trabalha com produção de conteúdo audiovisual para plataformas digitais, sendo as principais os canais do Remédio Caseiro e do Clube para Cachorros, no YouTube.