Como treinar o meu cão para o ‘banheiro’ através de palavras

Esta pode até parecer uma tarefa difícil, a behaviorista Gwen Bailey explica como conseguir

O tutor deve saber que todo ato cometido pelo cachorro nas ruas é de sua responsabilidade, inclusive a sujeira que o animal produz durante o passeio. Nesta linha de pensamento, inclui-se as fezes dos cães, que devem ser recolhidas pelos donos dos pets logo após a evacuação dos peludos, garantindo assim uma cidade limpa para toda a sociedade.

Contudo, se é detestável a ideia de ter que recolher as fezes do animal, é preciso então colocar em prática algumas medidas de prevenção.

Em outras palavras, é necessário que as pessoas ensinem aos seus melhores amigos de patas que o lugar correto de fazer cocô é em casa e não nas ruas. Para facilitar os ensinamentos, a behaviorista Gwen Bailey explica como deve ser este tipo de treinamento no livro “O filhote perfeito”.

Ensinar o cachorro a ir ao banheiro no lugar certo deve ser uma das primeiras tarefas

Ainda filhote, o cãozinho precisa aprender certos comandos (Foto: depositphotos)

Ensinando o cão a usar o ‘banheiro’

Esta pode até parecer uma tarefa difícil, mas é bem simples. Para isso, é necessário esperar que o cão faça as necessidades no lugar determinado pelo tutor em casa. Depois que o animal fizer a parte dele, o tutor precisa elogiar ele e, em seguida, sair para passear com ele.

Normalmente, os pets escolhem um horário específico para fazer suas necessidades, sabendo disso fica mais fácil estabelecer o horário para levá-lo ao passeio.

Veja também: 5 coisas importantes que você precisa ensinar ao seu cão nos primeiros dias

Com o passar do tempo, o cão começa a perceber que sempre após “ir ao banheiro” haverá um passeio e isto é uma forma de recompensa, agradando o animal pelos acertos. Mas, para fazer com que esta técnica dê ainda mais certo com o peludo, o tutor precisa estabelecer um comando para ser usado antes da evacuação do cachorro.

Desta forma, o dono precisa ir até o quintal e repetir a palavra escolhida, que pode ser “banheiro”. Após o comando ser devidamente efetuado, é importante elogiar o pet e sair para passear com ele.

Caso ele não faça nada após o comando, ele deve ser colocado dentro de casa e após um certo tempo a técnica deve ser repetida.

Paciência é a chave

É importante lembrar ao tutor que cada animal tem um certo tempo para aprender como deve se comportar. Por esta razão, é preciso levar em conta a paciência, peça importante para um treinamento bem sucedido com o peludo.

Veja tambémAprenda como ensinar seu cachorro a ficar comportado

Além disso, é indicado manter a calma, pois no meio do adestramento o animal pode apresentar erros, isso é extremamente comum pois os cães não estão completamente treinados antes dos seis meses.