Por que existem cães com rugas no corpo e como cuidar?

Os cachorros com rugas são conhecidos por sua fofura. Mas essas marca oferece riscos. Conheça quais são os cuidados com as raças que têm dobras


É difícil achar alguém que consiga resistir à fofura das rugas caninas. Shar-pei, buddoge, pug são alguns dos exemplos dos cachorros que carregam o peso dessa fofura.

Mas por baixo de tanta graciosidade existem alguns riscos. Conheça os cuidados necessários com a saúde das raças quem possuem dobrinhas.

Segundo uma pesquisa realizada pela Universidade Autônoma de Barcelona, o que leva cachorros como o shar-pei a ter tantas rugas é um problema genético chamado mucinose.

Por que existem cães com rugas no corpo e quais cuidados é preciso ter?

Foto: depositphotos

Essa enfermidade acontece devido ao acumulo do ácido hialurônico, que acaba resultando nas formosas “rugas”. Alguns problemas podem ser causados nos cães que possuem essa marca registrada.

Mas não se preocupe, porque apesar de ser originado a partir de uma enfermidade, ela não levará o cão ao óbito, apenas fará com que você precise adotar cuidados especiais com o seu cão.

Cuidados com cães que possuem dobrinhas

A mucionose pode ocasionar problemas como alergias, febres e infecções. O grande segredo para evitar maiores complicações na saúde do cão é manter as dobrinhas dele sempre limpas.

Caso contrário poderá resultar no surgimento de fungos, bactérias, doenças como seborreia, dermatite, micose, ferimentos e até mesmo um possível câncer de pele.

Para evitar assaduras o tutor pode limpar as sobrinhas do cão com um algodão umedecido. O ideal é realizar esse procedimento pelo menos três vezes por semana.

Outra coisa importante além da limpeza é manter as dobras sempre secas. Se certifique que não terá nenhum tipo de acúmulo nas dobras do cão. Se for necessário use um cotonete para ajudar a secá-las.

As dobrinhas também podem atingir o olho do cão, o que além de dificultar sua visão, poderá trazer inflamações oculares, podendo levar até a cegueira.

Fique sempre atento e caso as rugas comecem a afetar as pálpebras e cílios do seu cachorro, procure um veterinário.


Reportar erro