Na África, cães usam paraquedas no combate à caça ilegal

Para uma maior efetividade no combate à caça ilegal, cães estão sendo treinados para usar para-quedas e fazer um ataque ‘surpresa’


A fauna da África sofre com a grande quantidade de caçadores ilegais interessados em lucrar com itens caros, como chifres de rinoceronte e o marfim das presas dos elefantes.

Graças a isso, vários animais acabam sendo extintos, como o rinoceronte-negro do oeste, que foi oficialmente declarado extinto no início deste ano.

A fim de amenizar e até mesmo acabar com essa prática, as organizações de combate a caça precisam inovar todos os dias em suas abordagens. Alguns cães, que são muito úteis na atividade já que conseguem rastrear os criminosos rapidamente, estão sendo treinados para ir até pontos estratégicos onde há mais incidência de caçadores com o uso de para-quedas e fazer um ataque surpresa.

Arrow e Giant são dois dos 200 cães que são treinados pela Paramount Group at the Anti-Poaching and Canine Training Academy, um grupo que treina os cães para auxiliar na luta contra a caça ilegal.

Confira um vídeo mostrando como é o trabalho dos dois cães: 

Não é de hoje que cães são usados para combater os caçadores de animais selvagens na África. No inicio deste ano, nós falamos sobre o cão K9 Killer (que por coincidência é irmão do citado acima Giant). Ele foi condecorado pela ONG britânica PDSA por ele ter conseguido rastrear mais de 115 caçadores em um período de apenas quatro anos.

 

Com informações de Life With Dogs


Reportar erro