Descubra o porquê do seu cão estar vomitando amarelo

Este tipo de reação no animal pode estar relacionada ao acúmulo de bile no estômago do pet, gastrite, ingestão de alimentos inapropriados etc


O vômito do cachorro por si só já é motivo suficiente para acabar com o sossego do tutor, que por sua vez fica procurando respostas para o acontecido.

Já quando o animal vomita uma substância amarela, a preocupação é ainda maior devido a consistência e a aparência do conteúdo excretado. A verdade é que existem diversas razões para este ocorrido e muitas delas são bem mais simples, apesar do problema parecer extremamente preocupante.

Por que os cães vomitam amarelo?

Primeiro é importante ressaltar a diferença entre vomitar e regurgitar. Enquanto o vômito é uma consequência de algum distúrbio do estômago, a regurgitação é uma defesa do organismo com relação a alimentos mau mastigados que voltam na expectativa do animal comer com mais tranquilidade e moer bem os grãos da alimentação.

Descubra o porquê do seu cão estar vomitando amarelo

Foto: depositphotos

Porém, entre os tipos de vômitos, existem um parece chamar a atenção dos tutores quando ocorre, isto é, o vômito amarelo que pode ser ou não espumoso. Apesar do péssimo aspecto, ele pode ser considerado o resultado de uma condição natural do organismo do animal. Em outras palavras, não trata de um problema tão sério de saúde.

Para entender melhor, basta fazer um comparativo do sistema digestivo dos cães com o dos humanos. Enquanto que o estômago dos homens prepara os ácidos digestivos durante a alimentação, o dos cães libera estas substâncias antes de mastigar qualquer alimento. A bile, por exemplo, é um destes elementos liberados no estômago e serve pra auxiliar no processo de digestão. Entretanto, quando o animal passa muito tempo sem comer, a bile e os demais ácidos se acumulam no órgão e irritam suas paredes, causando o vômito amarelo, que é exatamente a cor destas substância.

Além desta razão mais simples, o vômito amarelo pode está relacionado à gastrite, ingestão de alimentos inapropriados ou de produtos não alimentares. Problemas digestivos provocados pela ansiedade ou estresse, a mastigação muito rápida e até a superprodução de bile também podem ser as causas deste distúrbio.

Formas de resolver o problema

  • Busque dividir a quantidade de ração recomendada pelo veterinário durante o dia. Assim, o cachorro acaba passando menos tempo de estômago vazio e evita o vômito da bile;
  • Faça com que o pet coma mais devagar, se possível compre recipientes que sejam divididos e dificultem o consumo de muita ração de uma vez só;
  • Tente animar o animal ao máximo, respeitando as condições físicas dele, mas sempre buscando brincar, passear e interagir com o cachorro. Estas são formas de evitar o estresse e a ansiedade dele;
  • Não ofereça alimentos inapropriados ao peludo, evitando assim algum tipo de intoxicação. Da mesma forma, preste bastante atenção com relação aos objetos pequenos que podem ser confundidos pelo pet como algum tipo de alimento.
  • Jamais hesite procurar um médico veterinário quando achar necessário, gastrite e outros distúrbios digestivos são mais fáceis de tratar quando são descobertos logo no início.


Reportar erro