Cachorros entendem o que os humanos falam, afirma estudo

Cientistas descobriram o que os tutores já sabem desde o primeiro contato com seus animais: cães entendem o que os humanos falam


Se tutor fala com os cães usando palavras com uma entonação “fofa”, os animais respondem de uma forma carinhosa.

Já se as palavras são ditas em um tom de voz alterado, os pets reagem tentando acalmar o dono, fazendo carinhas tristes ou envergonhadas.

Levando em consideração estas curiosidades, cientistas realizaram testes em animais e acabaram descobrindo o que os tutores já sabem desde o primeiro contato com seus animais: cães entendem o que os humanos falam.

Apesar de ser uma revelação importante para a ciência, os tutores já sabem que seus pets, mesmo não falando a mesma língua dos seres humanos, conseguem compreender as palavras ditas a eles.

O estudo dos cientistas da Universidade Eotvos Lorand, de Budapeste, comprovou que os animais além de entenderem o que os donos falam, eles também utilizam o mesmo lado do cérebro que os humanos usam para fazer interpretações.

Cachorros entendem o que os humanos falam, afirma estudo

Foto: depositphotos

O cérebro dos cães

A grande surpresa dessa pesquisa é o funcionamento do cérebro dos cães, que acaba sendo bem semelhante ao do ser humano.

Por exemplo, as pessoas usam o hemisfério esquerdo do cérebro para interpretar as palavras, enquanto que o direito é utilizado para desvendar as entonações dos discursos. Da mesma forma acontece na cabeça dos cães.

De acordo com um dos pesquisadores, Attila Andics, as pessoas utilizam os dois lados simultaneamente. “O cérebro humano não apenas analisa separadamente o que dizemos e como dizemos, como também integra os dois tipos de informação, para chegar um significado unificado”.

Como foi elaborada a pesquisa?

Para chegar a essas conclusões, os cientistas usaram 13 cães durante os estudos. Os animais eram submetidos a uma avaliação cerebral enquanto ouviam a voz de seus tutores.

Após o escaneamento das reações dos pets, foi possível perceber que os peludos ativavam os mesmos lados do cérebro para identificar o que os donos falavam e também a entonação dita por eles.

Em outras palavras, não são apenas os humanos que possuem a capacidade de identificar as palavras ditas e interpretar a intenção delas pelo tom da voz, mas também os cães.

A explicação dos especialistas para esse fenômeno está relacionada a forma como os animais vivem, ou seja, habituados com um ambiente familiar , facilitando a compreensão entre os humanos, mesmo que os animais não falem a mesma língua.


Reportar erro