Mosquito transmissor da dengue pode infectar cães com dirofilariose

Doença causa tosse, falta de ar, cansaço e inchaço nas patas e barriga


O mosquito Aedes aegypti, que vem se tornando um problema de saúde pública cada vez mais grave em todo o país, sendo o transmissor da dengue, zika vírus e chickungunya, também preocupa os donos de cães e gatos, uma vez que o mesmo pode transmitir a dirofilariose, uma doença que afeta animais domésticos e causa insuficiência cardíaca.

Mosquito transmissor da dengue pode infectar cães com dirofilariose

Foto: Pixabay

Ao picar o animal, o mosquito libera larvas, que, através da corrente sanguínea, vão até o coração, onde se alojam e crescem, dificultando o trabalho do órgão. Os tutores devem ficar atentos, pois a doença pode causar a morte do animal. Os principais sintomas são: tosse, falta de ar, cansaço e inchaço nas patas e na barriga.

Para prevenir a doença, já foram criados tabletes mastigáveis que são administrados uma vez por mês e até mesmo coleiras com repelente.


Reportar erro