França ganha cachorro após morte de cão polícia em ataques terroristas

Animal é ‘um símbolo vivo dos fortes laços de amizade e cooperação’, diz embaixador


Os ataques terroristas que ocorreram em Paris, na França, no último dia 13 de novembro deixaram centenas de mortos e feridos, e dentre os que morreram não estavam apenas humanos. Diesel, uma cadela da raça pastor-belga que trabalhava na unidade policial de assaltos da cidade, foi morta durante uma ação policial em um apartamento onde haviam terroristas.

Se mostrando solidária às perdas irreparáveis após os ataques, a Rússia presenteou a polícia francesa com um novo reforço. Um adorável filhote da raça pastor-alemão chamado Dobrynya.

Segundo o embaixador da França na Rússia, Jean-Maurice Ripert, o animal é “um símbolo vivo dos fortes laços de amizade e cooperação” entre os dois países. O nome foi dado ao filhote em homenagem a lenda de um corajoso cavaleiro chamado Dobrynya Nikitich.


Reportar erro