Criança e cão deficientes na luta contra o preconceito

Apesar da limitação, garotinha faz truques que não a limitam pela ausência de membro


A pequena Ella, nasceu com a síndrome da banda amniótica, um conjunto de malformações que acontecem ainda dentro do útero. Ela pode ser responsável por malformações no desenvolvimento desde membros como dedos ou pernas, até alterações importantes no desenvolvimento dos órgãos. Em virtude dessa síndrome, Ella nasceu sem o braço esquerdo.

Apesar da sua limitação, a mãe da garotinha, Booke Hodgson, conta que a pequena é perfeitamente saudável e faz vários truques que não a limitam pela ausência do membro. “Ela usa muito a cabeça e os pés para brincar, e está se adaptando muito bem. Ao invés de engatinhar, ela aprendeu a se arrastar pelo bumbum”.

Criança e cão deficientes na luta contra o preconceito

Foto: Reprodução/Daily Mail

Navegando na internet, Brooke deu de cara com o anúncio de adoção de Snowy, uma boston terrier de 1 ano de idade assim como Ella e não possui uma das patas devido a uma amputação cirúrgica. Logo ela soube que essa era a companhia certa para a sua filha e decidiu adotar a cadelinha. Quando Ella perceber que é diferente das outras crianças ou quando estiver em um dia ruim, ela verá a semelhança e entenderá que não está sozinha”.

A relação entre as duas está cada vez mais próxima e afetuosa. “Percebi que todas as manhãs Snowy olha para Ella antes de correr para qualquer outra pessoa. É uma ligação única e muito bonita de se ver. Eu sei que vai fazer muita diferença para minha filha,” contou a mãe de Ella que diz que a cadela já é parte especial da vida de todos da família. No vídeo abaixo é possível ter uma ideia da afetuosidade que ronda o relacionamento das duas.


Reportar erro