Achado em ‘estado perfeito’ filhote fossilizado datado de 12 mil anos

Físico do animal está muito preservado, em estado considerado ‘perfeito’


Um cachorro fossilizado foi encontrado por arqueólogos na Sibéria. O mesmo está sendo considerado o irmão do cão mumificado mais velho do mundo. As imagens incríveis demonstram que o cachorro, enterrado no solo permafrost (ou pergelissolo), foi mantido em seu estado quase perfeito, mesmo datando de mais de 12 mil anos.

A descoberta foi feita por arqueólogos que procuravam a prova de que nossos antepassados já domesticavam cães há milhares de anos. Acredita-se que os proprietários desse cão podem até ter sido caçadores do mamute lanoso. Ainda coberto de lama, esse filhote foi encontrado cerca de seis pés da sepultura de permafrost, onde o outro cachorro foi encontrado, há quatro anos.

Arqueólogos acham filhote fossilizado datado de 12 mil anos em 'estado perfeito'

Fotos: Reprodução/ Mirror

Os arqueólogos acreditam que os dois filhotes foram mortos durante um grande e súbito deslizamento de terra nas margens do rio Syalakh, na remota República de Sakha, também conhecida como Yakutia, na Rússia.

Segundo Sergei Fedorov, do Museu Mammoth, em Yakutsk, a condição do filhote era quase perfeita. “Está preservado do nariz até a cauda, incluindo o pelo. Você pode ver o pelo na pata sobre a imagem”, afirma. Por terem sido selados em permafrost, ambos os filhotes foram praticamente mumificados e preservados durante os anos.

Ainda de acordo com Fedorov, a descoberta ocorreu por acaso, uma vez que os arqueólogos exploravam outros objetos antigos. A ideia inicial era “buscar traços da atividade humana nessa região, para encontrar provas de que o primeiro filhote era um cão domesticado pelos antigos”.

Testes de DNA comprovaram que o primeiro filhote encontrado é realmente um cão, e não um lobo, e data de aproximadamente 12.400 anos atrás. Todos os sinais externos mostram que esse é um cachorro primitivo, e no momento é o mais antigo encontrado na Sibéria.

Arqueólogos acham filhote fossilizado datado de 12 mil anos em 'estado perfeito'


Reportar erro