Como saber se o filhote é macho ou fêmea?

Saiba como descobrir se o filhote é macho ou fêmea, além das vantagens e desvantagens de ter um cachorro de gênero feminino ou masculino


A dúvida de quem decide adotar um pet é quase sempre a mesma: escolho um cachorrinho macho ou fêmea? O filhote vai crescer em sua vida e fazer parte da sua família, mas os cães machos e fêmeas podem ser bastante diferentes, com atribuições e qualidades distintas que devem ser levadas em consideração na hora de escolher.

Mitos e verdades

Algumas crenças quanto às diferenças entre os gêneros são apenas mito, mas outras tantas podem ter um fundo de verdade. Por exemplo, quem falar que os cães machos são melhores para a guarda do que as fêmeas está errado.  Por isso é essencial se desprender de crendices na hora de escolher e buscar informações confiáveis sobre o assunto.

Fêmea x Macho

Muitas coisas envolvem a discussão e a indecisão em torno do gênero do cachorro, como por exemplo, o cio nas fêmeas, e a demarcação de território nos machos. Mas qual é efetivamente a diferença entre fêmeas e machos?

Como saber se o filhote é macho ou fêmea?

Foto: Reprodução

Fêmeas

As fêmeas sofrem, assim como as mulheres, uma série de mudanças constantes quando entram no período fértil. Podem mudar de humor com muita facilidade e não ser tão amigáveis como os machos. Além disso, são bem mais independentes e controladoras, mas podem responder de forma mais agressiva caso sintam-se sob ameaça.

A cada seis meses as fêmeas não castradas entram no cio, principalmente a partir do primeiro ano de vida. Isso muda o seu humor, mas pode ser resolvido com a castração. Muito desconfiadas e focadas, por natureza, em proteger a família, são excelentes cães de guarda e podem lutar com muita coragem para defender seus donos.

Machos

Machos, normalmente, são mais carinhosos que as fêmeas, buscando mais atenção com seus donos. Além disso, são mais atenciosos, estando quase sempre prontos para brincadeiras. Porém, existe a tão temida marcação de território, que é feita por meio de xixi canino espalhado em lugares diversos e com cheiro bastante característico. Isso, no entanto, pode ser facilmente resolvido com a castração.

Mas como diferenciar o sexo em cães recém-nascidos?

É muito mais simples do que você imagina – pelo menos bem mais fácil do que identificar os gatos. O pênis está localizado próximo ao centro da barriguinha dele. A bolsa dos testículos ainda é bastante pequena e provavelmente ainda “não desceram”, o que pode acontecer por volta dos 6 meses de idade.

As fêmeas têm a vulva que fica bem próxima ao ânus, embaixo do seu rabinho. Trata-se de uma pequena abertura vertical que fica praticamente no meio de suas patinhas traseiras. Mas atenção: um erro bastante comum é de pensar que por ter mamilos, trata-se de uma fêmea. Mas a verdade é que tanto os machos como as fêmeas têm tetinhas.

Castração

É importante que você, independentemente do sexo escolhido, procure se informar com o veterinário sobre a castração. Isso evita a superpopulação de cães, além do abandono.

Mas a maior preocupação de quem vai adotar um cão macho, por exemplo, é o comportamento de demarcar territórios, além de urinar em locais inapropriados e deixar cheiros bastante característicos no local. Isso, no entanto, pode ser facilmente resolvido por meio da castração. Principalmente se isso for feito quando o cão ainda é filhote.

Esse comportamento, no entanto, pode acontecer também na fêmea, mas pode ser evitado também por meio da castração. O método também é eficaz para evitar doenças nas fêmeas, além do cio que causa transtorno por meio dos sangramentos e do comportamento que fica mais irritadiço.

O importante é que, independentemente de gênero, você dê amor ao seu pet e também seja bastante paciente quando for educa-lo. Assim como as crianças, o cão precisa de carinho e atenção.


Reportar erro