Brincadeiras para estimular a inteligência dos cachorros

Jogos e brincadeiras criam estímulos mentais, incentivam o animal a se movimentar, auxiliam na saúde do peludo e promovem mais um vínculo do dono com ele


Todos os cães possuem a capacidade de aprender comandos, por isso todos são considerados inteligentes. Mesmo assim, há algumas raças que se destacam por aprenderem de forma rápida os treinamentos passados pelo tutor ou adestrador, a exemplo do border collie, considerado a raça mais inteligente.

Muito desta facilidade dos animais está relacionada com a forma de como o responsável conduz o estilo de vida do peludo. Por isso, para que o cachorro possa trabalhar a própria inteligência é preciso que haja da parte do tutor interesse em estimulá-la.

Uma das formas de conseguir incentivar o trabalho mental dos pets é apostando em brincadeiras e jogos específicos. O melhor é que estas alternativas podem ser colocadas em prática até mesmo dentro de casa e, algumas delas, podem ser elaboradas sem a presença do dono.

Aprenda brincadeiras para estimular a inteligência dos cachorros

Foto: depositphotos

Benefícios dos jogos e brincadeiras inteligentes

Praticar jogos e promover brincadeiras interativas com o pet não se restringem a estímulos mentais. Pelo contrário, são maneiras de incentivar o animal a não ficar parado, criar mais um vínculo com o mesmo e ainda auxiliar na saúde do peludo. Isso tudo porque na natureza, os animais selvagens passam o dia todo praticando exercícios e trabalhando o intelecto a fim de conseguir maneiras mais eficazes de conseguir alimentos e abrigo.

Estas necessidades biológicas que todo ser vivo possui não fazem parte da vida de cães domésticos, pois o que é preciso para se viver é conseguido sem nenhum esforço do peludo.

É por esta razão que muitos cães vivem sedentários, obesos, tediosos, ansiosos e até mesmo com distúrbios de comportamento. Com estes cenários, as opções de trabalhar a mente e o físico do animal vem como saídas eficazes e necessárias.

Tipos de jogos para cães

Existem dois tipos de jogos para estimular a inteligência dos cachorros. O primeiro trata-se dos brinquedos inteligentes interativos, os quais só podem ser realizados com a ajuda dos tutores. Foram criados com o intuito de ser mais um vínculo entre donos e seus animais de estimação e só devem ser adquiridos caso o responsável tenha tempo suficiente para brincar junto ao animal. Um exemplo desse tipo é o jogo de tabuleiro, onde o dono ensina ao peludo como deve ser a sequência lógica para que haja a recompensa.

O outro modelo constitui em jogos onde o animal possa desenvolvê-lo sozinho. Sem a ajuda do tutor, o pet consegue descobrir qual a finalidade do objeto e assim se divertir conseguindo as recompensas que consegue. O odin é um brinquedo que se encaixa neste tipo. Trata-se de uma bola de formato diferente e oca, nela podem ser inseridos petiscos com a finalidade de fazer o peludo descobrir qual o movimento que faz a recompensa cair. Dependendo da quantidade de petiscos, o animal pode passar horas entretido.

Brincadeiras para serem feitas dentro de casa

Além de jogos comprados já elaborados, o tutor também pode investir em brincadeiras caseiras. Estas, por sua vez, precisam de tempo e dedicação do dono. Dois exemplos são a brincadeira de caça ao tesouro e pega-pega.

A primeira é simples, basta que o responsável esconda petiscos saborosos por toda a casa e deixe que o animal saia à procura. Para incrementar a brincadeira, o tutor pode colocar alguns obstáculos próximos ao “tesouro escondido”. Mas claro, sempre tendo consciência dos lugares escolhidos para o esconderijo, haja vista que a brincadeira deve ser segura para o animal.

Já no caso do pega-pega, a brincadeira é mais elaborada e requer um tempo maior do dono. Para isso, é preciso amarrar um urso de pelúcia em uma madeira. Em seguida, quem for brincar com o pet deve esconder-se e mostrar o brinquedo, de preferência fazendo movimentos para chamar a atenção do animal. Quando este vir atrás do ursinho, a pessoa corre fazendo com que o animal se divirta durante uma “caçada”.


Informar erro