,

9 verdades e 1 mentira sobre a alimentação dos cães

Será que você consegue descobrir qual delas é a falsa? Acompanhe as opções, teste seus conhecimentos e aprenda um pouco mais sobre a alimentação dos cães

Quase tudo na internet se torna viral, e com a brincadeira “9 verdades e 1 mentira” não foi diferente. O jogo que viralizou durante 2017 na rede social Facebook, surgiu há muito tempo e através do YouTube. De acordo com o jornal Correio Popular, o passatempo nasceu no Brasil no dia 1º de abril de 2015, quando o canal NerdOffice, do site Jovem Nerd, lançou a brincadeira só que ao contrário, sendo “9 mentiras e 1 verdade.”

Este ano a brincadeira tomou as redes sociais e não só os internautas participaram, como também jornais, times de futebol, famosos, marcas etc. Como o Clube para Cachorros adora ficar por dentro de tudo o que está no auge, resolvemos adaptar o jogo levando em consideração a alimentação dos cães. Para isso, pedimos o auxílio da zootecnista e nutricionista animal, Aline Motta, que tem um site específico sobre alimentação dos animais, chamado de Cão Integral.

A seguir, temos uma lista de 10 frases, sendo uma delas mentira e as demais verdades. Será que você consegue descobrir qual delas é a falsa? Acompanhe as opções, teste seus conhecimentos e aprenda um pouco mais sobre este universo tão importante que é a alimentação canina.

9 verdades e 1 mentira sobre a alimentação dos cães

Foto: depositphotos

Alimentação dos cães: 9 verdades e 1 mentira

1. A quantidade de alimento servido aos cães vai depender das suas necessidades nutricionais.

2. Cães podem comer carne crua.

3. O leite de vaca não pode substituir o da cadela na alimentação dos filhotes.

4. Cães podem comer frutas cítricas como abacaxi, laranja, tangerina.

5. A alimentação dos cães deve ser exclusivamente de ração. Cães não devem jamais comer comida.

6. Cães não devem comer frango, carne moída magra ou vegetais misturados a ração.

7. Os cachorros idosos precisam de uma atenção especial com relação à alimentação.

8. Chocolate faz mal para os cães.

9. Cães não podem comer papinha de neném.

10. Água de coco pode ser dada aos cães.

Afinal, qual a mentira?

1) Verdade! De acordo com a especialista, cada animal possui um organismo diferente e por isso tanto o metabolismo como o gasto calórico serão diferenciados. Assim, da mesma forma que os humanos, cada cachorro também tem uma necessidade nutricional específica.

2) Verdade! Ainda segundo Aline, oferecer carne crua não faz mal ao animal, afinal antes de serem domesticados os cães caçavam e comiam a carne sem antes cozinhá-la. “Existem linhas de alimentação como a dieta BARF, por exemplo, onde todos os alimentos que os cães consomem são crus, isso inclui a carne. Desde que ela seja proveniente de uma fonte confiável, que siga critérios sanitários e o animal seja saudável, não há mal nenhum na carne crua.”

3) Verdade! Além do leite de vaca não substituir o leite da cadela com relação aos nutrientes, ele também pode fazer muito mal para o filhote. A dica dada pela nutricionista de animais, é procurar por um leite em pó específico para amamentação de cães, quando a cadela não pode mais alimentar os filhotes. Este produto pode ser encontrado em lojas de produtos veterinários e PetShops.

4) Verdade! “Apesar de existir o grande mito que cães não podem comer frutas cítricas, o estômago dos cães é muito mais ácido que quaisquer dessas frutas. Portanto, em quantidades controladas não há mal nenhum em oferecê-las a cães saudáveis. Só devemos tomar cuidado com o açúcar contido nas frutas”, explica Aline. Além disso, a especialista recomenda a restrição de uvas (incluindo passas) e carambolas.

5) Mentira! De todas as alternativas, esta é a falsa, uma vez que os cães podem ter outras opções de alimento, desde que a comida seja balanceada por um profissional. “Cães que comem comida caseira balanceada têm muito mais benefícios de saúde como os que se alimentam apenas de ração. A expectativa de vida é muito maior em animais que comem comida de verdade balanceada da forma correta”, afirma a nutricionista dos cães.

6) Verdade! “Nada deve ser adicionado a ração, com o risco de desequilibrar o balanceamento de nutrientes e até prejudicar o seu animal. Misturar carne a ração, é tão prejudicial que pode gerar a longo prazo,  um problema renal, por exemplo.  Se você quer dar comida, dê só comida (balanceada) ou então dê apenas a ração”, alerta.

7) Verdade! Com o passar do tempo, os animais vão mudando as suas necessidades nutricionais. Por exemplo, um cachorro idoso pode ter alguns problemas de saúde envolvendo o fígado ou os rins, então precisa de uma atenção maior com relação a alimentação. Para Aline, outra preocupação nesta fase de vida do animal é o cuidado para que o cachorro não perca massa muscular magra.

8) Verdade! “Chocolate, além do açúcar que pode levar a obesidade, diabetes e outros fatores, tem substâncias que podem intoxicar o cão, afetando diretamente o Sistema Nervoso Central”, endossa a nutricionista.

9) Verdade! Muitas vezes estes produtos podem conter alho ou cebola, dois elementos muito prejudiciais à saúde do cão, provocando até anemia no pet. “O alho em pequenas quantidades é até benéfico, mas só se amassadinho na hora de servir a comida, já a cebola, alho poró e cebolinha jamais devem ser oferecidos ao cão. Além disso o teor de sódio dessas papinhas industrializadas pode ser bem alto”, justifica.

10) Verdade! A água de coco é aliada do estômago do animal, principalmente quando este encontra-se com diarreias e vômitos. Por isso, pode ser oferecida ao pet. “Mas, lembrem-se, o excesso de qualquer coisa, mesmo água pode ser ruim para um cão convalescente”, finaliza a nutricionista de animais Aline Motta.