,

Toque na mama: veja como descobrir o câncer de mama nas cadelas

De acordo com o Conselho Federal de Medicina Veterinária, o câncer de mama atinge 45% das cadelas

Assim como as mulheres, as cadelas também estão propensas a desenvolverem câncer de mama. Portanto, este é o tipo de nódulo mais diagnosticado em clínicas veterinárias e que se não tratado corretamente pode levar o pet à morte devido às complexidades desta doença.

Para se ter uma ideia,  de acordo com o Conselho Federal de Medicina Veterinária, o câncer de mama atinge 45% das cadelas e a incidência na velhice é sempre mais acentuada.

Diante da alta ocorrência e da gravidade do câncer de mama, os tutores precisam ficar em alerta com suas cadelas. Por isso, é importante realizar toques nas mamas do pet para saber se há algo de anormal nestas regiões. Isto porque, quanto mais cedo for diagnosticado, mais cedo inicia-se o tratamento e mais chances de cura o animal terá.

Como descobrir nódulos de cadelas em casa?

De acordo com o CFMV, o câncer de mama atinge 45% das cadelas

Se alguma alteração for percebida, o veterinário deve ser consultado (Foto: depositphotos)

É possível perceber alguma diferença nas mamas das cadelas em casa, basta aproveitar momentos de descontração com a melhor amiga canina e tocar nestas regiões.

“Uma dica é aproveitar a hora do carinho na barriga para avaliar as mamas – as cadelas têm cinco pares – apalpando-as uma por uma e entre elas. Se o tutor notar nódulos, diferença de tamanho entre as mamas, aumento de volume ou algum tipo de secreção, deve levar o pet ao médico veterinário para a confirmação do diagnóstico, que é feito por meio de exames clínicos e laboratoriais”, explica a veterinária Júlia Leite.

Veja também: Descubra tudo sobre o câncer de útero em cadelas

Como reagir ao encontrar nódulos?

Se ao tocar o tutor conseguiu perceber a presença de possíveis nódulos, é importante que ele procure uma clínica veterinária o mais rápido possível. Neste sentido, o médico irá realizar exames laboratoriais, como a citologia aspirativa, o mais comum de todos. Este teste é indolor ao animal, pois é uma punção diretamente no nódulo com uma agulha bem pequena.

(Image: Clube Para Cachorros)

Além da citologia, os especialista realizam outros procedimentos para saber como está a saúde do paciente no geral. “Os médicos veterinários sempre solicitam uma radiografia torácica para avaliar os pulmões, uma vez que os tumores mamários podem causar metástase para este órgão”, destaca a doutora Mariana Ricci.

Veja também: Cadela com câncer terminal ganha viagem inesquecível com tutor

Câncer de mama: tratamentos e prevenção

Dependendo do tipo de tumor encontrado, a cadela pode passar por dois procedimentos. Geralmente, a escolha pela mastectomia na mama atingida é a mais optada. Contudo, também é possível realizar tratamento quimioterápico, mas o quantitativo de sessões só é possível precisar dependendo do tamanho do nódulo e de como o animal vai responder às consultas.

De acordo com as médicas, a melhor opção de prevenção é a castração antes do primeiro cio, por isto esta medida é recomendada pelos veterinários. “Esse tipo de tumor tem alta dependência dos hormônios produzidos pelo útero e ovários, diante disso, se o pet for castrado antes do primeiro cio, as chances de desenvolver tumores é de quase 0,5%”, finaliza a veterinária Júlia Leite.

Veja também: Câncer: tipos mais comuns e raças mais propensas a ter a doença