Queda dos pelos dos cachorros: causas e tratamentos

Doenças no pelo ou na pele do animal podem ser a causa da queda anormal dos pelos

Quando o assunto é a queda dos pelos dos cachorros, causas e tratamentos são os tópicos mais pesquisados pelos tutores. Mas, segundo o veterinário especialista em dermatologia Rafael Luiz, a resposta de um depende do outro.

“Diversos fatores podem contribuir para a queda de pelos além do clima, como fatores hormonais, presença de ectoparasitas, alergias alimentares, farmacodermias e deficiências nutricionais, dermatites fúngicas e bacterianas”, conta Rafael.

Para entender um pouco mais sobre cada causa, o dermatologista da clínica Planet Pet explica com exclusividade ao Clube para Cachorros. Além disso, Rafael Luiz também aconselha sobre cuidados e tratamentos.

7 causas: Por que os pelos do cachorro caem?

De acordo com o veterinário Rafael Luiz, existem várias causas que justificam a queda de pelos dos cães. Entre elas estão a troca de pelos, presença de ectoparasitas e até por questões hormonais.

Uma das causas para a queda dos pelos dos cachorros é a alergia

A queda de pelo pode ter relação com as estações do ano e as mudas periódicas (Foto: depositphotos)

1. Troca de pelos

Um dos motivos é a troca de pelos nos cães, também chamada de muda. “A troca de pelos é um processo natural em todos os cães, independentemente da raça. Esclarecendo que a quantidade de pelos não está relacionada com uma maior queda”, explica o dermatologista de cães.

Por exemplo, os cães que possuem os pelos curtos têm tendência a soltar bastante pelo. Isso porque, a pelagem mais curta atinge o tamanho total em menos tempo, mas depois caem nascendo outro em lugar.

Segundo o médico da clínica Planet Pet, os pelos crescem em média 0,8 centímetros por mês. Além disso, a muda também pode sofrer influência das estações climáticas.

“Em países que possuem as estações definidas há uma maior incidência na primavera e no outono, assim como ocorre nas árvores. No Brasil por não termos as estações tão bem definidas observamos em qualquer época do ano”, explica.

Contudo, é importante ressaltar que a queda de pelo devido a troca ocorre em determinados momentos. Uma época cai mais e outra nem tanto. Para saber se essa é a causa, é necessário ficar atento a esse detalhe.

2. Carrapatos e pulgas

Outro argumento para justificar a queda de pelo do cão é a presença de ectoparasitas no animal, entre eles podem ser citados: carrapatos, pulgas e até piolhos. 

“Alguns parasitas se alimentam da queratina do pelo, deixando-o enfraquecido promovendo à queda. Outros atingem à pele causando inflamações e irritabilidade ao animal que ao tentar se aliviar acabam arrancando os próprios pelos”, alerta Rafael Luiz.

Veja também: ‘Muda’: a renovação de pelos canino

3. Hipersensibilidade alimentar

Assim como muitos animais, os cães também podem sofrer com a hipersensibilidade alimentar. E esse tipo de problema pode desencadear a perda de pelos do animal.

“Ocorre de maneira lenta e uniforme. Neste caso a recomendação é procurar um médico veterinário nutricionista para uma melhor avaliação. Visto que é um processo individualizado.”

4. Falta de vitamina

A carência de vitaminas pode prejudicar todo o organismo do cão, incluindo a pele. Nesses casos, só um veterinário está apto para reconhecer o real problema, pois serão necessários diversos exames.

Geralmente durante a consulta, os veterinários podem questionar a respeito da alimentação do cão. Além disso, outras perguntas sobre o dia a dia do animal podem ser elaboradas. Tudo isso para cruzar informações junto aos exames laboratoriais.

5. Alopécia

Além dessas causas, um problema bastante comum em cães é a alopécia. Conhecida como queda de pelo ela está mais associada ao comprimento e ao tipo de pelagem, do que uma genética individual dos animais, conforme explica o dermatologista Rafael.

Veja também: Como desembaraçar e remover os nós dos pelos do cachorro?

6. Problemas hormonais

Problemas hormonais também podem ser a causa da queda de pelos nos cães. Como é um problema muito importante, ele necessita de exames laboratoriais. Isso só deve ser feito por um especialista em saúde canina, para enfim chegar a um diagnóstico preciso.

7. Ansiedade

Em 90% dos casos é devido à presença de dermatites, seja por causas alimentares, presença de fungos ou bactérias. Raramente será por stress, como a grande maioria pensa”, conta o veterinário a respeito da queda dos pelos.

Contudo, pode ocorrer. Nesses casos, é notório a queda dos pelos em locais específicos. Por exemplo, nas patas. Isso porque os cães que se sentem ansiosos podem apresentar o comportamento de lamber as patas, deixando o local sem pelo e, por vezes, machucado.

Outras causas para a queda de pelo

Existem problemas de saúde que atingem a pele do cão. Muitos deles também podem provocar a queda do pelo como consequência. Como exemplos pode-se citar os tipos de sarna. 

Veja também: Sarna de ouvido em cães e seu tratamento

No geral, há três tipos de sarna que acometem os cães, são elas: demodécica (sarna negra), otodécica e sarcóptica. No primeiro caso, a causa mais associada é a questão genética. Há coceira e perda expressiva do pelo. 

Já no caso da otodécica, ela atinge os ouvidos dos cães. Por fim, a sartópica que pode ser transmitida ao ser humano. Nesse último caso, a pele fica irritada, vermelha e também há a queda dos pelos.

Nesses casos, o atendimento clínico é imprescindível. O cão sofre bastante com todos os tipos de sarna e quanto mais tarde for a busca por tratamento, mais lenta é a recuperação. Por isso, é importante que um veterinário seja consultado com urgência.

Remédio, vitamina ou ração para diminuir a queda dos pelos

Como já mencionado no início desse artigo, para tratar do problema de queda de pelo é necessário saber qual a causa. Isso porque, para cada tido de motivação há um tratamento a ser seguido pelo tutor.

Para o dermatologista de cães, “o tratamento vai depender da causa que vai desde a suplementos até a utilização de antibióticos, antifúngicos e reposições hormonais.”

Veja também: Ômega 3 é uma solução para a queda de pelos do cachorro

Contudo, outras medidas podem diminuir a queda de pelos dos cachorros, como: escovação dos pelos no mínimo duas vezes por semana, banhos com shampoo e condicionadores próprios para cães e a criação de uma alimentação adequada e balanceada.

A soma de todos esses fatores vai resultar na diminuição da queda dos pelos dos cães. Além de tratar desde a raiz do problema. Consequentemente, tem-se um cão mais feliz, saudável e bonito.

De uma maneira geral, é sempre importante consultar um veterinário. Com a ajuda de um especialista, é possível tratar ou até prevenir problemas na saúde de cão.

Sobre o autor

Avatar
Jornalista (MTB-PE: 6750), formada em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, pela UniFavip-DeVry, escreve artigos para os mais diversos veículos. Produz um conteúdo original, é atualizada com as noções de SEO e tem versatilidade na produção dos textos.