,

Ossos dos cachorros idosos e os cuidados necessários

Artrite, artrose e osteoporose são os problemas ósseos mais comuns em cães idosos

Os cães têm o organismo bem semelhante ao dos humanos, principalmente com relação as doenças. Por exemplo, os problemas nos ossos de cachorros idosos são tão comuns como as doenças ósseas nas pessoas durante a terceira idade. Artrose, osteoporose e artrite são alguns dos tipos de problemas que surgem em ambos os casos.

De acordo com o médico veterinário Marcius Klem, em entrevista dada ao Programa PetZoo, os animais conseguem suportar a dor por mais tempo que os seres humanos. As vezes um problema está instalado há anos, mas o cachorro só apresenta sintomas depois de muito tempo.

Problemas ósseos em cachorros idosos

Com o aumento da expectativa de vida dos cães, vieram também mais problemas de saúde. As doenças ósseas, por exemplo, são algumas das mais comuns na fase idosa da vida dos cães. Para tratá-las ou evitá-las, é necessário o acompanhamento do veterinário.

As doenças óssea, são algumas das mais comuns na fase idosa da vida dos cães

Essas doenças surgem com mais frequência em cachorros de porte grande (Foto: depositphotos)

A característica que engloba esses problemas ósseos nos cães idosos é que, apesar de afetar qualquer animal, essas doenças surgem com mais frequência em cachorros de porte grande. Como exemplos pode-se citar: pastor alemão, fila brasileiro, golden retriever, labrador, rottweiler etc.

Além disso, estas doenças surgem e causam sintomas semelhantes, como dificuldade ao caminhar ou levantar, o animal passa a mancar, apresenta fraqueza muscular ou até mesmo atrofias.

Artrose

Segundo Marcius, a principal causa de artrose em cães é a genética. Isto ocorre porque a articulação funciona com um encaixe perfeito, mas em alguns casos o animal herda uma má formação nesta parte do corpo e com o tempo isso se torna uma inflamação crônica.

Mas além desta, é possível que o animal adquira este problema ósseo devido a doenças, como leishmaniose ou doença do carrapato. “Essas doenças que são extremamente comuns, elas têm vários sintomas e, por vezes, acometem as articulações causando inflamação”, conta o veterinário.

A obesidade é uma condição que também leva a casos de artrose, pois o sobrepeso pode desgastar as articulações ao longo do tempo. Outra causa é forçar o animal a percorrer longas distâncias, forçando a capacidade articular do pet.

“Existem outras causas variadas, por exemplo, lesões traumáticas, um animal que sofreu um atropelamento ou um animal que brigou e fez uma entorse na articulação. Ou então teve um traumatismo naquela articulação e isso também pode gerar um desgaste dessa articulação e isso acabar resultando em uma artrose”, cita Marcius.

Artrite

Para quem ainda não sabe, artrite é uma inflamação que acomete as articulações do paciente. Desenvolve-se em humanos, assim como também em cachorros. Nos pets, as causas são muitas, mas as principais são: sobrepeso, idade avançada, cirurgias nas articulações, genética, lesões e até mesmo o porte grande de alguns animais.

Veja tambémQuais os sintomas e como tratar a epilepsia em cães

Além das várias causas, a artrite também pode ter muitas classificações. O tipo de cada uma vai depender, principalmente, da motivação. De acordo com o site FisioCare Pet , existe a artrite reumatoide, doença de origem auto-imune; artrite séptica, causada pela invasão de agentes como fungos e bactérias; osteoartrite ou osteoartrose, devido ao desgaste das articulações; e a artrite gotosa, oriunda de uma inflamação principalmente nos dedos.

Neste sentido, ainda segundo o site da clínica especializada em fisioterapia animal, a artrite pode deixar sintomas agressivos no paciente. Mancar, dificuldade em levantar, dor, gemidos, perda do apetite são alguns dos sinais desta doença. Os animais que sofrem de artrite também podem resistir aos passeios e brincadeiras, bem como permanecer mais distante do tutor.

Osteoporose

A osteoporose em cães ocorre pela incapacidade do tecido ósseo em absorver o cálcio. Esta doença pode surgir por três razões possíveis, são elas: pela má formação do esqueleto do animal, devido a alimentação inadequada e pela idade do animal, uma vez que este problema ósseo surge com mais frequência em cães idosos.

Veja tambémEdema na pata do cão: como devo tratar e quais cuidados devo ter

Quando o paciente apresenta a osteoporose, os ossos ficam porosos e por isso acabam tendo fraturas espontâneas. Para diagnosticar este problema nos cães é necessário realizar um exame de radiografia. Só desta maneira o veterinário consegue verificar em que grau esta doença encontra-se no paciente.

Cuidados com cães idosos

Quando o cachorro é diagnosticado com artrose ou artrite, o tutor deve estar pronto para assumir o melhor tratamento possível. Em alguns casos, é necessário fazer o uso de anti-inflamatórios para diminuir as dores. Fisioterapia também é uma grande aliada do tratamento deste problema. Além disso, quando o caso é grave é preciso fazer cirurgia.

Já no caso da osteoporose, o paciente precisa fazer reposição de vitaminas, principalmente os suplementos a base de cálcio, fósforo e vitamina D.

Veja também5 cuidados para prevenir a coceira em cachorros. Especialista orienta