,

Intertrigo: a dermatite das dobras cutâneas dos cães

O intertrigo pode ser apresentado com vários sintomas diferentes

Boxer, pug, pequinês e buldogue são cães que possuem algo em comum, isto é, o focinho achato e repleto de pregas. Estas e outras raças que também possuem esta mesma característica são chamadas de braquicéfalos, justamente por possuírem um focinho curto.

Mas o que parece ser o charme destes animais, também pode se tornar um pesadelo tanto para a saúde dos pets como para os tutores, tendo em vista que as dobras nesta região podem ser focos de uma infecção cutânea chamada de intertrigo.

Além das raças já citadas anteriormente, este problema de pele também pode surgir em animais como o shar pei e o basset hound, pois ambos possuem excesso de pele que acaba formando pregas por todo o corpo. Contudo, engana-se quem acredita que esta dermatite só surge em cães destas raças.

Na verdade, qualquer animal que esteja acima do peso ideal pode desenvolver a doença depois de um descuido por parte do tutor.

O intertrigo é uma dermatite das dobras cutâneas dos cães

O intertrigo pode ser apresentado com vários sintomas diferentes (Foto: depositphotos)

Causas do intertrigo

Toda região do corpo do animal que é úmida, quente e protegida do Sol torna-se propícia para desenvolver este tipo de dermatite, por isso que as dobras no focinho, corpo, cauda e até na região genitália dos pets são lugares que precisam de uma atenção especial do tutor, seja elas formadas naturalmente nos cães ou através do sobrepeso.

Por exemplo, depois do banho é necessário secar bem o pelo e a pele do animal, pois desta maneira é possível impedir a proliferação de agentes infecciosos.

Veja também: Infecções de pele nos cães. Qual o tratamento?

O animal que possui o lábio superior maior que o inferior também precisa de uma atenção maior com a higiene, principalmente após cada refeição. Este cuidado deve-se ao fato de que a própria saliva pode fermentar os sedimentos restantes dos alimentos e provocar uma dermatite na boca do cachorro.

Sintomas desta dermatite

O intertrigo pode ser apresentado com vários sintomas diferentes que vão depender do tipo de dermatite que o paciente apresenta. Por exemplo, no caso de um problema próximo a boca, o animal pode ter mau hálito, seborreia, falta de apetite, dificuldade de engolir e pontos vermelhos na região.

No entanto, as demais localidades, como na vulva vaginal, focinho, cauda ou pelo corpo, os sintomas são semelhantes, a exemplo de:

  • Vermelhidão na área afetada;
  • Inchaço;
  • Coceira constante capaz de causar ferimentos;
  • Presença de líquido purulento;
  • Lambedura contínua.

Veja também: Problemas de pele: doenças pouco comuns que afetam os pets

Tratamentos e prevenções

Dependendo da localidade e gravidade do problema, o tratamento a ser seguido pode sofrer alterações. Mas, a melhor maneira de medicar o animal é levando ele ao veterinário de confiança. Os métodos indicados pelo profissional especializado para acabar com este problema de saúde incluem higienização diária da região afetada, secagem acentuada e aplicação de algum produto específico para cada localidade.

Contudo, a melhor forma de cuidar do pet é evitando estes problemas de pele e isto pode ser feito com a higienização correta do local, evitando que as dobras do animal fiquem úmidas. Além disso, os cães que estão acima do peso ideal precisam de uma dieta mais saudável e emagrecedora, pois ao mesmo que diminuem as rugas no corpo, acabam cuidando também da saúde interna do organismo.

Veja também: Conheça as causas das alergias na pele de cães e saiba como tratar

Sobre o autor

Avatar
Jornalista (MTB-PE: 6750), formada em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, pela UniFavip-DeVry, escreve artigos para os mais diversos veículos. Produz um conteúdo original, é atualizada com as noções de SEO e tem versatilidade na produção dos textos.