Frio favorece o aumento de alergias nos cães. Como prevenir e tratar

Os cachorros alérgicos dão sinais como: lamber as patas, barriga ou pernas frequentemente e coçar cabeça ou orelhas

Ao chegar o inverno, é preciso atenção e cuidado com o seu cachorrinho, pois as chances dele desenvolver alguma alergia aumentam muito nesse período. Portanto, saiba que o frio favorece o aumento de alergias nos cães.

Isso acontece, pois a respiração fica mais complicada na umidade e no frio. O próprio animalzinho vai te dar sinais de que algo de errado está acontecendo com ele. Vale lembrar que outra causa para o desenvolvimento de alergias é o fato de que, durante o inverno, o seu pet fica mais dentro de casa para se proteger do frio. Logo, descubra agora quais são as mais frequentes e comuns alergias dessa época do ano e como se prevenir delas.

As alergias mais comuns em cães no inverno

Segundo a dermatologista veterinária Ursula Thomas, que falou ao site do Correio Brasiliense, a dermatite alérgica é a mais comum entre os cães. Infelizmente, esse tipo de alergia não tem cura.

Ficando muito tempo dentro de casa o cachorro pode desenvolvimento alergias mais facilmente

O frio favorece o aumento das alergias nos cães (Foto: depositphotos)

Em virtude disso, dermatologistas e veterinários têm buscado desenvolver avanços e melhorias para que tanto animal quanto cuidadores se adequem à alergia.

Outros tipos de alergias comuns são: distúrbios cutâneos autoimunes, alergias cutâneas, ictiose, infecções bacterianas e fungicas (caspas) e câncer de pele.

Sinais que algo está errado com o animal

Bem, você deve estar atento aos sinais que seu animal dá. Os cachorros alérgicos dão sinais como: lamber as patas, barriga ou pernas frequentemente, coçar cabeça ou orelhas diversas vezes.

É preciso ter cuidado para não passarem despercebidos esses sinais. Por mais que se coçar seja um comportamento normal, o que deve chamar a sua atenção é se for um comportamento novo ou excessivamente repetitivo.

Dica de prevenção

Uma ação simples e bastante eficaz contra a prevenção de alergias durante o inverno deve ser o hábito constante de dar banho usando xampus, mouses hidratantes e aplicar pulverizadores. Use sempre os indicados por veterinário, pois oferecer um banho para seu cachorro com produtos inadequados vai mais prejudicar do que ajudar seu cão.

Confira como tratar alergias em cães

Quando o pelo do animal é mais comprido, é possível que passem despercebidas as lesões cutâneas. Portanto, vez ou outra, você precisa tosar o seu cachorro, principalmente se você identificou alguma lesão. Isso vai colaborar com o tratamento. Para descobrir se há algum tipo de ferimento, faça regularmente um exame minucioso no pelo do cão.

As raças mais vulneráveis às doenças

Algumas raças de cães são mais pré-dispostas a desenvolverem a lúpus eritematoso, que é uma doença inflamatória da pele. São elas: collies, pastores de shetland, sheepdogs e pastores alemães. De acordo com o artigo do Correio Braziliense, o husky siberiano e o malamute do Alasca são mais vulneráveis à dermatose responsiva ao zinco.