Câncer de mama em cadelas

Os hormônios são tidos como uma das principais causas de câncer de mama em cadelas

Assim como nas mulheres, o câncer de mama em cadelas é uma realidade indesejada. E da mesma forma que nos humanos, os tumores nos caninos também estão divididos em benignos e malignos. “Esta é uma patologia muito comum no nosso dia a dia na clínica, onde os animais não castrados são os mais acometidos“, afirma o veterinário Marcelo Zulato, no seu canal no Youtube.

Mas, apesar dos animais não castrados serem os mais afetados, ainda há possibilidade das cadelas, que passaram por uma histerectomia, apresentarem tumores ao longo da vida. Isto porque, muitas fêmeas só passam pela castração após os primeiros cios e a única prevenção desse problema é realizar a cirurgia de remoção de útero e ovários antes do primeiro cio, evitando o descarrego de hormônios no corpo da cadelinha.

Causas de câncer de mama em cadelas

Como já dito anteriormente, a castração é uma grande aliada para tutores de cadelas, pois ela evita que os ovários secretem hormônios no corpo do animal. Neste sentido, de acordo com o veterinário Zulato, os hormônios podem ser classificados como uma das principais causas de câncer de mama em cadelas.

Os hormônios são tidos como uma das principais causas de câncer de mama em cadelas

Uma forma de identificar os tumores nas cadelas é apalpando a região das mamas (Foto: depositphotos)

Além dessa causa, os tumores de mamas em cadelas podem surgir devido à pseudociese, problema de saúde mais conhecido como gravidez psicológica. “Esses hormônios que estão ali no momento errado [durante a pseudo gestação] podem ser desencadeadores de um tumor de mama”, alerta o médico.

“Outra coisa que o pessoal faz muito, e isso é totalmente errado, por mais que nós veterinários estamos ali conscientizando sempre as pessoas, é aquela famosa injeçãozinha para não dar cria”, cita Marcelo, fazendo referência ao uso de anticoncepcionais que alguns donos de cadelas fazem para evitar o cio.

Os anticoncepcionais, ainda segundo Marcelo, podem trazer consequências graves para os animais como câncer no útero e alterações do endométrio.

Como identificar tumores nas mamas?

De acordo com o veterinário Cláudio Machado, da Clínica Vet. Europa, a melhor forma de identificar os tumores nas cadelas é apalpando a região das mamas. Isto porque, é possível encontrar algum caroço enquanto toca esta região da fêmea.

“Se você tem uma cadelinha, principalmente se ela tem mais de 5 anos de idade, procure pelo menos uma vez por mês examinar todas as suas mamas. Coloque-a de barriguinha para cima e vá apalpando uma por uma essas mamas, em busca de vermelhidão, inchaço, dor, caroços ou até pequenos nódulos”, recomenda Cláudio.

Ainda segundo o veterinário, caso você encontre algo diferente do comum nas mamas das cadelas é mais indicado levá-la até o médico, pois o profissional vai repetir este procedimento e realizará outros testes, como o exame de citologia.

“O exame de citologia aspirativa, em que com uma pequena agulha e uma seringa ele [o veterinário] vai colher o material do tumor e vai enviar para o laboratório. Após poucos dias, você saberá exatamente se esses tumores são benignos ou malignos”, explica Machado.

Já para o veterinário do Portal Oncologia Veterinária, Bruno Roque, a seleção do material retirado para exame deve ser feita de forma muito bem planejada. “Tumores são heterogêneos, as vezes, na mesma cadeia mamária nós vamos encontrar tumores de maior ou menor agressividade. O que faz da escolha da amostra a peça chave pro diagnóstico correto”, ressalta.

Formas de tratamento para câncer de mama em cadelas

Para Marcelo Zulato, a melhor forma de tratamento para o câncer de mama em cadelas é a cirurgia de remoção da mama. Além disso, ainda segundo o veterinário, se o animal ainda não for castrado ele deve passar pela histerectomia. Fazendo os dois procedimentos de uma só vez.

Mas, antes de partir para a cirurgia, o paciente precisa passar por alguns procedimentos. “O animal precisa fazer alguns exames pré-cirúrgicos, que envolvem os exames convencionais como eletrocardiograma, exames de sangue, para saber se o organismo está funcionando direitinho”, indica Zulato.

Além dos mais convencionais, alguns médicos pedem raio-X de tórax e ultrassom de abdômen. Isto para avaliar se o tumor está enraizado e se há alguma metástase, fenômeno onde o tumor se alastra para outros órgãos.

Como prevenir o surgimento de tumores nas mamas

“Apesar de alguns tumores de mama não dependerem de estrógeno e progesterona no seus desenvolvimentos, a castração ainda é a melhor opção, seja ela como medida profilática ou como conduta terapêutica nas pacientes submetidas a mastectomia”, conta Bruno Roque.

Como posso encontrar um bom veterinário para o meu cachorro?

Além disso, Marcelo Zulato lembra que a castração logo nos primeiros meses de vida pode evitar completamente o câncer de mama nas cadelas.”Isso já é comprovado cientificamente. Se você fizer a castração antes do primeiro cio, zera a chance desse animal ter tumor de mama na idade adulta. Uma vez que você castra esse animal, você tira o ovário e tira esse hormônio que vai levar o animal a ter o tumor de mama durante a sua vida”, completa o veterinário.