Como tratar urticária em cachorros? Confira receitas caseiras

É necessário realizar alguns testes para identificar a real causa desse desconforto

Apesar do nome pouco comum, a urticária nada mais é do que o estado posterior ao contato do animal com um tipo de alérgeno, isto é, com algo que causa alergia no animal. Este problema é mais incômodo do que perigoso para o pet, tendo em vista que ele causa extrema coceira na pele e por isso o cão passa a responder esta sensação provocando machucados pelo corpo.

Ao contrário do que possa acreditar, as reações alérgicas dos cachorros são diferentes das dos humanos. De acordo com a veterinária Bárbara Haro, do site Meu Cão Velhinho, raramente as alergias se manifestam na forma respiratória. “A maior parte das alergias dos cachorros se manifesta na pele, independentemente do cão ter tocado, ingerido, ou inalado o alérgeno”, explica a especialista em entrevista ao Clube para Cachorros.

Um dos casos mais clássicos é a urticária, quando o animal apresenta elevações cutâneas provocadas por uma reação alérgica. Ela pode surgir após o contato do animal com um elemento que provoca alergia. O tratamento pode variar de acordo com o estado clínico do pet. Antes de conhecer alguns métodos de combate a este problema, é importante compreendê-lo melhor.

O tomilho e a aveia podem ser ótimos remédios caseiros para urticária em cachorros

A urticária é uma reação alérgica que causa coceira intensa (Foto: depositphotos)

Por que os cães criam urticárias?

“A sensibilidade de cada cão é algo individual, e que, infelizmente, não temos como solucionar. Uma vez alérgico, o cão será sempre alérgico. Mas isso não significa que não possamos fazer nada a respeito”, conta a veterinária. Por isso, a dica primordial é tentar encontrar a causa da alergia ou as causas, uma vez que é possível ser alérgico a mais de um produto.

Entre os principais alérgenos conhecidos pelos especialistas estão o pólen, a picada de insetos ou aracnídeos, poeira e os alimentos como os vários tipos de carne. No entanto, é necessário realizar alguns testes para identificar realmente a causa.

“Por exemplo, se houver suspeita de que um cão seja alérgico à carne bovina, então ele deve passar 3 a 4 semanas sem comer carne bovina (inclusive da ração) para que se observe como ele reage. Os testes devem ser feitos com apenas um alérgeno de cada vez, para que consigamos realmente identificar o que faz mal para o cão ou não”, explica Bárbara.

Veja também: Cachorro que não para de se coçar; veja o que fazer

Cuidando de uma urticária

Após os vários testes feitos, o veterinário poderá dizer o diagnóstico com mais precisão. Assim, o alérgeno deverá ser excluído da vida do cão para sempre e, assim, livrá-lo de reações adversas. Porém, se o tutor já possui um animal com os sintomas da urticária, é necessário tomar medidas que diminuam o sentimento de coceira do pet. Além de medicamentos anti-histamínicos, é possível dar um banho no animal usando os seguintes produtos:

Aveia + bicarbonato de Sódio

A aveia é rica em propriedades anti-inflamatórias e calmantes, por isso é indicada para compor um banho para o animal que está se coçando. Se somada ao bicarbonato de sódio, é ainda mais eficaz, uma vez que este último desinfeta e hidrata a pele.

Para isso, prepare uma mistura com duas xícaras de aveia, uma de bicarbonato de sódio e três de água. Dê um banho no animal com água morna. Depois, ainda com o pelo molhado, aplique esta substância e aguarde por 15 minutos. Finalize retirando o produto caseiro com água morna. Você pode repetir este processo até duas vezes por semana.

Veja também: Frio favorece o aumento de alergias nos cães. Como prevenir e tratar

Tomilho

Por ser antisséptico, o tomilho é altamente indicado para eliminar a coceira provocada pela urticária e ainda a vermelhidão que pode surgir. Sendo assim, coloque um punhado de tomilho para cozinhar em um litro de água. Após 10 minutos no fogo, desligue e deixe o chá esfriar. Enquanto isso, dê banho no cachorro com água morna e, em seguida, aplique a infusão. Deixe agir por 15 minutos e enxague o pelo do pet com mais água morna. Repita o tratamento até duas vezes durante a semana.