Personalidade e temperamento do labrador

Forte, devotado, calmo e sociável. Essas são algumas características de uma das raças mais populares que existe

A raça labrador retriever é considerada a mais popular entre o público norte-americano, de acordo com a American Kennel Club (AKC). Já no Brasil, esse cachorro aparece entre os 10 mais populares, segundo pesquisa feita pela DogHero.

Toda essa fama do labrador é um reflexo do temperamento adorável e da personalidade cativante da raça. Além disso, a aparência atraente também ajuda a aumentar o carinho que as pessoas demonstram por esse cão. Podendo até escolher entre o preto, creme ou chocolate.

Personalidade do labrador

Os cães dessa raça são descontraídos e brincalhões. Como são enérgicos, gostam muito de passear, correr e até mesmo jogar bola ou discos com o tutor. Por serem excelentes nadadores, é raro encontrar um labrador que não goste de água.

O labrador tem uma personalidade forte e devotada, sendo um companheiro leal em todos os momentos

É raro achar um labrador que não goste de água (Foto: depositphotos)

Mas, toda essa energia precisa ser suprida, caso contrário o cachorro pode redirecionar toda a animação para outras atividades. Alguns cães entediados podem cavar, destruir jardins ou morder móveis. Para evitar tais situações, é importante reservar momentos do dia para interagir com o peludo dessa raça.

Além disso, são cães com personalidade forte e devotada. Comer bem é outra atividade que faz parte do DNA dos cães dessa raça. Nesse sentido, tutores devem redobrar a atenção para a dieta do cachorro. Assim, podem evitar a obesidade e os problemas desenvolvidos a partir dessa condição.

Veja também: Como devo cuidar de um cachorro da raça Labrador?

Mesmo sem malícia, rancor ou índole vingativa, os cachorros dessa raça podem fazer uma bagunça generalizada. Isto porque são atrapalhados, desajeitados e quando agem não lembram do porte que possuem.

De acordo com o PhD em medicina veterinária e autor do livro “Cães”, Bruce Fogle, essa raça demora para amadurecer. Segundo o especialista, a maturidade emocional pode demorar até dois ou três anos para ser alcançada. 

Temperamento do labrador

Os labradores possuem um temperamento calmo e sociável. Então é possível dizer que eles se dão bem com outros cães e também com os demais animais de estimação, à exemplo dos gatos.  

São carinhosos, amáveis e obedientes. O adestramento dessa raça é fácil, pois soma-se à inteligência dos cães a vontade de agradar ao dono. Aprendem truques e os comportamentos aceitáveis de maneira rápida. 

Afetuosos, os pets dessa raça acompanham o tutor para todos os lados. Buscam carinho e a companhia da família toda. E para quem acha que os labradores são excelentes amigos para as crianças, acertou. São animais bastante pacientes.

Veja também: 10 raças de cachorros mais dóceis

Curiosidades sobre essa raça

O labrador gosta muito de passear, correr e até mesmo jogar bola ou discos com o tutor

Os labradores são excelentes amigos para as crianças (Foto: depositphotos)

Labradores possuem um instinto trabalhador, por isso são utilizados para atender necessidades especiais das pessoas. São os preferidos para trabalharem como cão-guia, cães de acompanhamento para epiléticos ou diabéticos.

Além dessas funções, os cães dessa raça podem ajudar a localizar sobreviventes soterrados, procurar drogas e explosivos em ações policiais. Também são facilmente encontrados em hospitais, para alegrarem pacientes internados.

Outra curiosidade é com relação a popularidade da raça. O labrador retriever ficou ainda mais famoso após o filme “Marley e eu”, inspirado no livro de mesmo nome.

Marley, o labrador protagonista, demonstra com fidelidade como é ter um cão dessa raça em casa. Entre sorrisos e choros, o público descobriu um animal ideal para quem busca um melhor amigo de quatro patas apaixonado por esportes e ação.

Veja também: 12 labradores que vão roubar o seu coração. Confira imagens

Problemas de saúde no labrador

Infelizmente, o labrador é uma raça com tendência a apresentar vários problemas de saúde. Entres as possíveis doenças estão a displasia coxofemoral e atrofia progressiva da retina (APR). Além disso, os cães dessa raça também podem ganhar peso de forma rápida e com isso vem a obesidade.

O apetite voraz somado a uma certa sedentariedade faz com que o animal seja cada vez mais gordo. O sobrepeso tem suas limitações e consequências. Por exemplo, o animal vai ficar cada vez mais cansado e os ossos podem não dar conta do corpo.

Sobre o autor

Avatar
Jornalista (MTB-PE: 6750), formada em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, pela UniFavip-DeVry, escreve artigos para os mais diversos veículos. Produz um conteúdo original, é atualizada com as noções de SEO e tem versatilidade na produção dos textos.