Lhasa apso: Saiba tudo sobre esta raça

O lhasa apso demorou para se tornar conhecido em todo mundo. No entanto, ao passo em que foi conquistando espaço em alguns países, foi também se tornando um cachorro bastante popular. Mas antes de querer comprar ou adotar um animal desse tipo, você precisa saber algumas informações sobre a raça.

Por exemplo, por muito tempo lhasa apso e shih tzu foram confundidos devido a pelagem longa. Porém, a personalidade desses cães são diferentes, fazendo com que haja características marcantes em cada filhote desses.

Além disso, a raça lhasa apso precisa de cuidados especiais com relação à saúde e aparência. Independentemente da cor dos pelos, que pode ser de preto a branco, o cão deve ser tosado para manter sua qualidade de vida.

Agora, se você deseja saber mais informações sobre esse cão, como temperamento, preço, comportamento etc, fique atento a esse artigo. “Lhasa apso – Saiba tudo sobre essa raça” é ideal para quem está interessado em criar um animal desse tipo.

Temperamento e personalidade do lhasa apso

De acordo com o órgão responsável pela classificação das raças norte-americano, a American Kennel Club, o temperamento do lhasa apso é confiante, inteligente e cômico. Isso porque, mesmo com um porte pequeno a raça é destemida, também aprende os comandos e é a alegria da família.

Cachorro da raça lhasa apso

A marca registrada dessa raça é a pelagem densa e farta (Foto: depositphotos)

Ao mesmo tempo, o lhasa apso tem uma personalidade calma e carinhosa. Geralmente, se apega a uma pessoa em particular, apesar de gostar de todos da casa. Além disso, tem um instinto protetor aguçado, por isso é preciso atenção com visitas inesperadas.

Dúvidas recorrentes

1. Quanto custa um lhasa apso?

Um filhote de lhasa apso pode custar entre R$ 1 mil a R$ 2 mil. Mas, é sempre importante lembrar que a compra de cães só deve ser feita após conhecer as circunstâncias nas quais se encontram as mães dos filhotes. Infelizmente, alguns canis exploram as fêmeas e deixam os animais viverem em situação desumanas. 

2. Adapta-se em apartamento?

Na verdade, o lhasa apso não só se adapta em apartamento como também é uma raça ideal para viver nesse tipo de ambiente. Com o porte pequeno que possui e a personalidade calma, trata-se de um cachorro perfeito para dividir um apê.

3. É um bom companheiro para crianças?

Como é um cachorro carinhoso e tranquilo, o lhasa apso se dá muito bem com crianças. De uma forma geral, a raça é paciente com os pequenos e pode participar de brincadeiras junto da meninada sem problemas. Apesar disso, ensine as crianças como cuidar de um animal, sem puxões, apertos ou qualquer outra forma de violência.

4. Lhasa apso late muito?

No passado, essa raça era usada como companhia e como cão de alerta. Sendo assim, costuma latir muito quando há alguma situação perigosa ameaçando à família ou ao espaço onde more. Por isso, fique atento quando o lhasa começar a vocalizar.

Veja também: Cachorro latindo muito, o que fazer?

5. Apresenta problema ao ficar sozinho em casa?

Por ser um cachorro bastante apegado aos humanos da família, não gosta de ficar sozinho por muito tempo em casa. Sendo assim, é ideal para lares onde há um grande fluxo de pessoas durante todo o dia.

6. Tem tendência a soltar muito pelo?

Ao contrário do que muitos possam pensar, o lhasa apso não solta muito pelo. Mas como possui a pelagem longa, a raça precisa de escovações diárias para manter os fios sempre limpos, brilhosos e livres de nós.

Comportamento do lhasa apso

Normalmente, essa raça tem uma disposição tranquila dentro de casa. Mas mesmo assim, adora participar de brincadeiras ao lado do tutor e da família. Por essa razão, é importante separar um tempo do dia para se dedicar ao cãozinho.

Outra característica do lhasa apso que todo interessado na raça deve saber é que esse cãozinho se entedia rapidamente. Sendo assim, quando for treiná-lo opte por um adestramento inteligente, diversificado e com recompensas positivas.

Por fim, mas não menos importante, tenha cuidado com estranhos ou visitas inesperadas. Com o passado de cão de alarme, o lhasa apso é um tanto quanto cuidadoso com as pessoas desconhecidas.

Características físicas

Cuidados específicos

Assim como toda raça, o lhasa apso está predisposto a apresentar alguns problemas de saúde comuns. Ainda segundo a AKC, a principal condição que afeta a raça é a disfunção renal hereditária. Nesse caso, a única saída é buscar por criadores responsáveis, que trabalhem com animais saudáveis.

Contudo, além desse problema, há outras doenças que também afetam a qualidade de vida desse pequeno cãozinho. Olho seco, atrofia progressiva da retina (PRA), escorregamento do joelho e displasia da anca são alguns exemplos.

Com isso, é imprescindível levar os animais da raça para fazer um check up no veterinário pelo menos uma vez ao ano. Dessa forma, fica mais fácil de detectar problemas de saúde e, consequentemente, tratá-los.

Além da saúde, a raça exige cuidados com a pelagem. Por ter um pelo longo, precisa ser escovado diariamente. Isso sem contar com as tosas higiênicas que devem ser feitas por um profissional pelo menos uma vez ao mês.

Veja tambémLhasa apso: 18 fatos sobre personalidade e comportamento

Filhotes

Os filhotes de lhasa apso precisam de atenção veterinária assim que completam 45 dias de vida. Com esse tempo, os animais estão prontos para receber os primeiros cuidados veterinários, como vacinas e remédios contra parasitas.

O primeiro cuidado deve ser feito visando conhecer a saúde do cão. Por exemplo, com exames de sangue é possível reconhecer se o animal está apto para receber as primeiras doses de vermífugos, eliminando assim os vermes do organismo canino.

Vermifugado, o cão deve passar também pelo processo de vacinação. Com o intuito de fortalecer o sistema imunológico do cão, as vacinas polivalentes vão ajudar a evitar o contágio de doenças virais como cinomose, parvovirose, hepatite etc.

Além desses cuidados, o filhote também deve receber medicamentos contra pulgas e carrapatos. Isso porque esses ectoparasitas são responsáveis por provocarem doenças sérias nos cães. Por fim, no período entre quatro a cinco, comece o processo de adestramento e também de socialização.

Curiosidades desta raça

Para quem não sabe, o lhasa apso foi criado no Tibete e era a raça favorita dos monges budistas. Por isso, durante muito tempo foi mantida isolada em mosteiros no alto do Himalaia. No entanto, a partir do século XX, o cãozinho passou a ser difundido por todo o mundo, começando pela Grã-Bretanha.

E, por ter sido criada no Tibete, o nome da raça é de mesma origem e significa “cão leão peludo”. Inclusive, a pelagem longa foi pensada propositalmente para que o animal pudesse suportar as baixas temperaturas do local de origem.

Outra curiosidade sobre o lhasa apso, é que ele é o sexto cão mais popular do Brasil, segundo uma pesquisa elaborada pelo Instituto QualiBest. No resultado do levantamento, o órgão lista as seis raças mais populares do Brasil. 

Expectativa de vida: 12 a 15 anos. Podendo variar para mais ou menos, dependendo do estilo de vida que o cachorro leva.

Origem do lhasa apso

Galeria de fotos

(Foto: depositphotos)

(Foto: depositphotos)

(Foto: depositphotos)

(Foto: depositphotos)

(Foto: depositphotos)

(Foto: depositphotos)

Sobre o autor

Avatar
Jornalista (MTB-PE: 6750), formada em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, pela UniFavip-DeVry, escreve artigos para os mais diversos veículos. Produz um conteúdo original, é atualizada com as noções de SEO e tem versatilidade na produção dos textos.