, , , ,

Husky siberiano – Saiba tudo sobre esta raça

De acordo com o site da American Kennel Club (AKC), o husky siberiano foi criado por um povo chamado Chukchi, no Nordeste da Ásia, uma região conhecida como Yakutsk, na Sibéria. Por esta razão, esta raça recebeu como nome original o mesmo da tribo.

Durante essa época, os cães da Sibéria eram utilizados para puxar trenós, mas esta utilidade perdura até os dias de hoje. Já com relação as características desse animal, pode-se dizer que são em decorrência do ambiente frio onde foi criado. Isto porque, o husky possui uma pelagem grossa e densa, fazendo-o ser pouco tolerante ao calor.

Temperamento e personalidade do husky siberiano

O cachorro desta raça possui um temperamento agradável e extrovertido, por isso se torna um cão adequado para diversas atividades, desde o trenó até o trabalho de terapia. Além disso, é extremamente enérgico, perspicaz e afetuoso. Pode se mostrar um pouco desconfiado com estranhos e também um pet  independente, o que pode tornar o treino difícil.

O husky siberiano é um cão de alerta, mas não apresenta agressividade

Esse cachorro é excelente para famílias com crianças (Foto: depositphotos)

Husky siberiano possui uma personalidade receptiva e amigável. Por esta razão, pode apresenta-se como um cão saltitante, porém delicado. Este cachorro as vezes é teimoso, outra característica que pode dificultar o treinamento do cão. Contudo, se adestrado logo cedo torna-se um excelente companheiro, pois aprecia a hierarquia na matilha.

Gentil, digno, cheio de vida e um companheiro leal, são outras características desse cachorro. Ainda é um cão de alerta, mas não apresenta agressividade.

Dúvidas recorrentes

1. Quanto custa um husky siberiano?

Antes de se tornar muito popular no Brasil, este cachorro tinha um preço mais alto. Atualmente, os preços de um husky variam entre R$ 1 mil a R$ 2 mil, dependendo da região onde ele se encontra e se o cão tem ou não pedigree. Mas, é sempre importante lembrar que a compra de cães só deve ser feita após conhecer as circunstâncias nas quais se encontram as mães dos filhotes. Infelizmente, alguns canis exploram as fêmeas e deixam os animais viverem em situação desumanas. 

2. Adapta-se em apartamento?

Este cão tem um nível de energia muito elevado, por isso não é indicado para morar em apartamento. Casas com espaços abertos são ambientes mais adequados para cachorros que possuam toda a animação característica dessa raça. Só assim eles podem brincar e correr, mesmo quando não estiver em passeios.

Veja tambémCuriosidades sobre o Husky Siberiano

3. É um bom companheiro para crianças?

Desde os tempos mais remotos, o husky siberiano é um cão que cresceu ao lado de crianças. Por esta razão, é um cachorro excelente para famílias com crianças, tanto pequenas como grandes. Além de ser cheio de energia para os mais velhos é também afetuoso com os mais novos.

4. Husky siberiano late muito?

A boa notícia é que esse cachorro não apresenta tendência a latir. No entanto, por ser geneticamente mais próximo ao lobo, gosta  bastante de uivar. Mas, no geral, este cachorro costuma ser mais silencioso.

5. Apresenta problema ao ficar sozinho em casa?

Cães dessa raça são muito afetuosos e gostam de desfrutar da presença do tutor, por isso não apreciam ficar sozinhos em casa por muito tempo. Além disso, precisam do dono para realizar brincadeiras e não ficarem no tédio. Sendo assim, quem pensa em ter um cachorro dessa raça deve saber que ao chegar em casa do trabalho, ele vai precisar receber bastante atenção.

6. Tem tendência a soltar muito pelo?

A pelagem do husky siberiano deve ser o único trabalho que esse cachorro pode apresentar, isto porque ela é densa, grossa e necessita de cuidados específicos. Além disso, o dono vai encontrar muito pelo solto pela casa, em todas as épocas do ano.

Comportamento do husky siberiano

Além da função de puxadores de trenós, os cães dessa raça também eram utilizados para caçar. Neste sentido, o husky vive bem ao lado de outros cães, mas podem acabar perseguindo animais de pequeno porte. Por isso, é necessário que o tutor tenha atenção com este tipo de relação.

Por ser independente e teimoso, pode querer fazer o que desejar, tanto em casa como também durante os passeios. Desta forma, é preciso ensinar regras a esses animais através do adestramento. Como trata-se de uma raça inteligente e que respeita a hierarquia, pode acabar aprendendo rápido.

Características físicas

Cuidados específicos

Husky siberiano, assim como outros cães de raça, podem sofrer com alguns problemas de saúde. Entre as doenças mais comuns estão as doenças nos olhos, incluindo atrofia progressiva da retina (APR). Outro problema é a displasia no quadril, situação que afeta muito os cães de grande porte.

Por estas razões, antes de ter um husky é importante verificar se os pais do filhote foram submetidos a testes na intenção de saber como está a saúde dos mesmos. Isto porque, caso os genitores possuam problemas de saúde, há grandes chances dos filhotes também possuírem.

Veja também: Conheça Maru, o husky mais feliz do mundo

Um outro cuidado específico que o tutor precisa ter, e desta vez não relacionado à saúde, mas sim ao pelo do animal, é a escovação diária. O husky tem tendência de soltar pelo em grandes quantidades, por isso se faz necessário pentear os pelos todos os dias, retirando a camada morta. 

Filhotes

Filhotes de husky siberiano precisam de uma atenção maior com relação ao treinamento, que deve ser iniciado desde pequenos e não deve parar quando o animal estiver adulto. É importante estimular este cachorro com execícios físicos e mentais, para que ele não caia no tédio e não desconte a energia em atividades consideradas inapropriadas, como roer objetos.

Com relação a saúde, os filhotes desta raça precisam ser levados para o veterinário. Vacinas polivalentes e vermífugos são remédios obrigatórios nesta fase da vida. A partir do crescimento do animal, o médico vai indicando outros medicamentos necessários.

Curiosidades desta raça

Usados para puxar trenó, os cães dessa raça também são utilizados em alguns esportes como o skijoringquando uma pessoa portada de esquis é puxada por cães, cavalos ou por um veículo motorizado; ou o ski-pulka, onde o cão também realiza a função de puxar a pessoa.

Esta raça ficou famosa nos Estados Unidos por ajudar a salvar uma cidade inteira que sofria com uma epidemia de difteria. Chamada de Nome, a cidade que fica no Alasca, passou por um momento complicado em 1925. Os moradores precisavam de soro e não estavam abastecidos.

Veja também10 fotos que provam que os huskys são hilários

Em meio a uma clima terrível, um time de condutores de huskys siberianos levaram um carregamento do material necessário para ajudar os pacientes. Depois deste ato heroico, a raça ficou conhecida pela agilidade e precisão nos trenós. Aos poucos conquistaram o coração das pessoas e se tornaram hoje grandes companheiros de vida.

Expectativa de vida: 12 a 15 anos. Podendo variar para mais ou menos, dependendo do estilo de vida que o cachorro leva.

Origem do husky siberiano

Galeria de fotos

(Foto: depositphotos)

(Foto: Pixabay)

(Foto: depositphotos)

(Foto: depositphotos)

(Foto: Pixabay)

(Foto: Pixabay)

Sobre o autor

Avatar
Jornalista (MTB-PE: 6750), formada em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, pela UniFavip-DeVry, escreve artigos para os mais diversos veículos. Produz um conteúdo original, é atualizada com as noções de SEO e tem versatilidade na produção dos textos.