, , , ,

Buldogue inglês – Saiba tudo sobre esta raça

O focinho de poucos amigos engana, uma vez que é um cachorro muito carinhoso, dócil e amigável

Ao traçar uma linha cronológica de 100 anos, é possível perceber que o buldogue inglês é uma das raças que mais passou por mudanças em toda a história. Pernas mais curtas que antigamente, menos atlético do que costumava ser no passado e focinho mais achatado.

Tais alterações acabaram prejudicando a saúde dessa raça. De acordo com o autor do livro “Cães”, David Alderton, os criadores estão concentrando os esforços para tentar eliminar as doenças que se tornaram comuns nesta raça devido as modificações. No entanto, trata-se de um animal muito afetuoso com todos da família.

Temperamento e personalidade do buldogue inglês

Esta raça é muito inteligente, mas mesmo assim treinamentos podem ser um desafio. Isto ocorre porque o buldogue possui uma reputação de teimosia, o que tende a fazer com que ele siga o próprio instinto e não as orientações do tutor. Contudo, é um cachorro maduro, ousado e, principalmente, protetor da família.

(Foto: depositphotos)

Possui ainda uma personalidade descontraída. A cara de poucos amigos engana, uma vez que é um cachorro muito carinhoso, dócil e amigável. É tranquilo perante o dia a dia e também pode ser classificado como um pet  amistoso, afável e determinado.

Dúvidas recorrentes

1. Quanto custa um buldog inglês?

Uma das raças mais caras, o buldogue inglês pode chegar a ser vendido por até R$ 8 mil. No entanto, alguns desses animais podem ser vendidos por R$ 2.500, sem pedigree. Mas é sempre importante lembrar que a compra de cães só deve ser feita após conhecer as circunstâncias nas quais se encontram as mães dos filhotes. Infelizmente, alguns canis exploram as fêmeas e deixam os animais viverem em situação desumanas. 

2. Adapta-se em apartamento?

Este é muito mais tranquilo que os outros buldogues, por isso é totalmente indicado para morar em apartamento. Além disso, este cachorro é muito adaptável, adequando-se bem em qualquer ambiente, inclusive os de pequeno espaço como são os apartamentos.

Veja também: As mudanças manipuladas nas raças de cães durante 100 anos

3. É um bom companheiro para crianças?

Buldogue inglês é um grande companheiro da família, principalmente das crianças. Pacientes, calmos e carinhosos, são perfeitos para crescerem ao lado dos pequenos humanos.

4. Buldogue inglês late muito?

Latir não é uma atividade corriqueira na vida dessa raça. Portanto, trata-se de um cão mais silencioso, que só vocaliza em situações extremas. No entanto, podem emitir sons altos devido a respiração, especialmente quando estão dormindo.

5. Apresenta problema ao ficar sozinho em casa?

Por ser carinhoso e afetuoso com as pessoas da casa, acaba sentindo muito a falta dos parentes humanos. Sendo assim, especialistas não recomendam deixar o buldogue inglês sozinho em casa por muito tempo. Isto porque, ele pode ficar extremamente triste e deprimido.

6. Tem tendência a soltar muito pelo?

Com uma pelagem muito simples, o buldogue não solta muito pelo. Desta forma, o tutor não vai apresentar muitos problemas com pelos no chão da casa. Para evitar esta situação por completo, basta escovar a pelagem do cachorro semanalmente.

Comportamento do buldogue inglês

Entre rotinas agitadas e um dia a dia tranquilo, o cachorro dessa raça há sempre de escolher a segunda opção. Por não ser muito ativo, prefere caminhadas ao lado do tutor e não corridas. Um passeio por uma praça ou parque é um ótimo programa para esse cão.

Em casa, por sua vez, vai querer explorar cada centímetro. Caso o tutor more em apartamento, é importante que o buldogue tenha acesso a todos os cômodos. Caso contrário, o tutor acaba limitando as descobertas que esse animal pode fazer dentro do próprio território.

Além disso, é um ótimo companheiro para todos os tipos de família. Bom com crianças pequenas e melhor ainda com as mais velhas, esse cachorro também se dá bem com outros cães e até com gatos. O tempo com a família é o programa preferido dessa raça.

Características físicas

Cuidados específicos

A pelagem dessa raça não oferece muito trabalho ao tutor, basta apenas escovações semanais para eliminar as camadas de pelo mortas. No entanto, o pós-banho requer cuidados especiais com a pele do cão, principalmente na região da cabeça e do pescoço. Por serem áreas onde há camadas de pele sobrepostas, é necessário uma secagem criteriosa, para não haver infecções nessas dobras.

Esta raça é conhecida por não envelhecer bem, apresentando problemas de saúde que já se tornaram comuns em cães do tipo buldogue inglês. Como exemplo dessas doenças pode-se citar a displasia dos quadris, que afeta esta raça mais do que outras; e doenças cardíacas congênitas.

Para evitar tais problemas, é importante que o casal de cães usados na procriação passe por exames. Caso algum seja diagnosticado com esse tipo de doença, as chances dos filhotes apresentarem o problema na fase adulta aumenta consideravelmente.

Outros graves problemas são o cruzamento e o parto. Como são cães pesados para o porte que apresentam, pode haver dificuldades na hora da cruza. Já por filhotes possuírem cabeças grandes, a mãe pode precisar passar por uma cesariana na hora de dar a luz.

Filhotes

Os filhotes de buldogue inglês devem ser submetidos a uma consulta veterinária completa logo que chegarem em casa. Além das vacinas polivalentes que afastam o risco de viroses sérias, o médico pode receitar vermífugo e outros remédios complementares, se for o caso. E, caso o animalzinho já apresente algum problema genético, é possível que o especialista descubra durante a consulta.

Esta também é a melhor fase para iniciar um treinamento com o cachorro. Ensinando-o a fazer as necessidades no lugar certo, a obedecer ao tutor e a responder aos chamados. Estas são três dos principais ensinamentos para os filhotes de buldogue inglês.

Veja tambémFotos: Veja imagens de fofos filhotes de buldogue para alegrar o seu dia

Curiosidades desta raça

A origem do buldogue inglês é cruel, uma vez que ele foi criado para lutar com touros. Chamado de bull-baiting,  esse “esporte” banido em 1830 tinha como técnica a de colocar um cão juntamente com um touro para duelarem. Devido ao nome desta prática que a nomenclatura da raça em inglês começa com “Bull”.

O buldogue inglês é uma das raças braquicefálicas. Em outras palavras, ele compõe um grupo de raças que possuem um nariz achatado. Por esta razão, o cachorro apresenta dificuldade em respirar. Consequentemente, não é indicado exercícios em horários mais quentes do dia, evitando que o animal perca a consciência pela falta de ar. Ainda por esta mesma razão, eles podem roncar, resfolegar e babar.

Uma última curiosidade dessa raça é que ela é retratada em alguns filmes e desenhos. Na obra “A Dama e o Vagabundo”, existe um buldogue em meio a tantos outros cães do elenco. Outro grande sucesso é o cão Droopy, um buldogue inglês que sempre coloca o gatinho Tom em apuros, no desenho Tom & Jerry.

Expectativa de vida: 10 a 12 anos. Podendo variar para mais ou menos, dependendo do estilo de vida que o cachorro leva.

Origem do buldog inglês

Galeria de fotos

(Foto: depositphotos)

(Foto: depositphotos)

(Foto: depositphotos)

(Foto: Pixabay)

(Foto: Pixabay)

(Foto: Pixabay)

Sobre o autor

Avatar
Jornalista (MTB-PE: 6750), formada em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, pela UniFavip-DeVry, escreve artigos para os mais diversos veículos. Produz um conteúdo original, é atualizada com as noções de SEO e tem versatilidade na produção dos textos.