, , ,

Boxer – Saiba tudo sobre esta raça

Este cachorro possui atitude e pensamento semelhantes a de uma criança de três anos

O nome do boxer provem de boxeador. Isto porque, o cachorro dessa raça costuma ficar ereto nos membros posteriores, pulando e lutando um contra o outro. Na verdade, isso é mais uma brincadeira do que uma forma de ataque, tendo em vista que esse cão é muito brincalhão.

De acordo com a história do boxer, ele tem como descendente o antigo mastiff, mas também tem parentesco com todas as raças do tipo bulldog. Foi criado na Alemanha e hoje encontra-se no 10º lugar no ranking da American Kennel Club (AKC) que revela os animais mais populares.

Temperamento e personalidade do boxer

Segundo o PhD em medicina veterinária, Bruce Fogle, o boxer é um cachorro com atitude e pensamento semelhantes a de uma criança de três anos. Além disso, o médico explica que o cão dessa raça parece nunca envelhecer, pois o nível de animação é alto e contínuo por toda a vida do pet.

O adestramento do cachorro da raça boxer não é difícil, pois ele tende a aprender rápido

O boxer é conhecido por ser extremamente receptivo, vivaz e alegre (Foto: depositphotos)

Por isso, trata-se de um cachorro ideal para toda a família, principalmente para as crianças. Adora ser sociável com as pessoas da casa, mas pode apresentar desconfiança com os estranhos. Esse mesmo cão é vivaz, adora brincar e é obediente.

Dúvidas recorrentes

1. Quanto custa um boxer?

Os preços de filhotes boxer variam dependendo da região e se tem ou não pedigree. No geral, um cachorro dessa raça pode custar de R$ 1 mil a R$ 3 mil. Mas, é sempre importante lembrar que a compra de cães só deve ser feita após conhecer as circunstâncias nas quais se encontram as mães dos filhotes. Infelizmente, alguns canis exploram as fêmeas e deixam os animais viverem em situação desumanas. 

2. Adapta-se em apartamento?

Apesar de ser um cachorro brincalhão e de grande porte, ele não apresenta problemas em morar em apartamento. Mas é importante que o tutor leve-o para passear e fazer suas necessidades. Além disso, vale ressaltar a importância de manter a cidade limpa.

3. É um bom companheiro para crianças?

Em geral, esta raça convive bem com crianças. Por ser um cachorro alegre e que cria laços com facilidade, o boxer pode ter uma relação forte e bem estruturada com crianças mais velhas.

4. Boxer late muito?

Durante as brincadeiras agitadas, o boxer pode latir, mas nada em exagero. De uma maneira geral, esse cachorro é silencioso e só vocaliza em situações extremas.

5. Apresenta problema ao ficar sozinho em casa?

Trata-se de um cachorro muito família e que adora estar em contato com os tutores. Se deixado em casa por muito tempo sozinho, pode apresentar tristeza e algum complexo de ansiedade que pode resultar em um comportamento destrutivo. Portanto, não é indicado deixar o cão só.

6. Tem tendência a soltar muito pelo?

A pelagem desse cão é simples e curta. Não apresenta problemas maiores para o tutor. Por isso, é condizente dizer que o boxer não tem tendência a soltar muito pelo.

Comportamento do boxer

Quem tem um cachorro dessa raça em casa, com certeza vai ter uma recepção calorosa ao chegar depois de um dia de trabalho. Isto porque o boxer é conhecido por ser extremamente receptivo, vivaz e alegre. Ele tende a pular em cima das pessoas. Por esta razão, se você não quer manter este tipo de comportamento do cãozinho, deve evitá-lo desde o início.

Além disso, é um cachorro de natureza ágil, obediente e muito inteligente. Por ser autoconfiante e alerta, torna-se um cão curioso. O adestramento desse pet não é difícil, pois ele tende a aprender rápido e ainda é incondicionalmente dedicado ao tutor.

Características físicas

 

Cuidados específicos

Assim como outros cães de raça que passaram por diversas cruzas para originarem os exemplares de hoje em dia, o boxer também pode apresentar problemas de saúde comuns. Por exemplo, ele é muito propenso a desenvolver neoplasias, popularmente chamada de tumor.

É um cachorro da classe dos braquicefálicos. Em outras palavras, este cão possui o focinho achatado e curto. Esta característica dificulta a respiração do animal e o processo de refrescamento das narinas, quando elas eliminam o calor resfolegando. Por estas razões, não se dá bem em climas quentes, principalmente se for passar por exercícios.

Há também grandes riscos desse cachorro desenvolver problemas cardíacos e vários tipos de câncer. No entanto, o tipo de câncer mais comum nesse cão é o de pele, principalmente no boxer totalmente branco. Os exemplares totalmente brancos são mais suscetíveis à surdez.

Além de todas estas questões, é importante falar sobre a caudectomia. Esta prática resulta no corte do rabo do cachorro, o que apesar de ser crime, é uma ideia presente na vida de muitos tutores e criadores. “Alguns países ainda praticam a caudectomia, levando a abanos de cauda bem velozes e subsequentes alterações nas vértebras ao redor do ossos sacro, normalmente dolorosas”, explica o veterinário Bruce Fogle.

Por todas estas doenças e problemas de saúde que podem surgir nesses cães, eles possuem uma expectativa de vida pouco longeva.

Veja também: 50 nomes que combinam com cães da raça boxer

Filhotes

Os filhotes de boxer precisam de uma atenção especial com relação ao focinho curto. Não é indicado forçar brincadeiras de longo tempo com esse animal em dias muito quentes. Também é recomendado aquecer adequadamente o cachorrinho nos períodos frios.

Além disso, como qualquer filhote, é necessário levar o boxer para o veterinário. O médico responsável pela saúde canina vai aplicar as vacinas polivalentes, evitando que o cachorro apresente doenças como cinomose e parvovirose. Remédios contra vermes também podem ser receitados.

Curiosidades desta raça

Existe um cachorro boxer totalmente branco, mas ele não participa de exposições promovidas por organizações deste ramo. Segundo Fogle, muitos países permitem que os filhotes brancos sejam registrados, mas mesmo assim eles não podem integrar as exposições.

Veja tambémBoxer tem reação hilária ao reconhecer espécie em comercial de TV

Outra curiosidade desta raça é que esses cães são os mais altos braquicefálicos que existem. Já de acordo com AKC, o boxer foi uma das primeiras raças selecionadas na Alemanha para treinamento policial.

Expectativa de vida: 10 a 12 anos. Podendo variar para mais ou menos, dependendo do estilo de vida que o cachorro leva.

Origem do boxer

Galeria de fotos

(Foto: depositphotos)

(Foto: depositphotos)

 

(Foto: depositphotos)

(Foto: depositphotos)

(Foto: Pixabay)

(Foto: Pixabay)