As duas raças de cachorros mais rápidas

Por serem velozes, esses pets são usados em corridas de cães, um esporte muito popular na Inglaterra

Quando se fala nas raças de cachorros mais rápidas do mundo, muitas pessoas pensam nos cães que adoram correr. Até certo ponto esse tipo de pensamento faz sentido. Contudo, os dois cães mais ágeis, apesar de serem típicos atletas, também gostam de aproveitar o colo e a companhia do tutor.

Greyhound e whippet são as duas raças mais rápidas que existem. Ambas podem atingir velocidades próximas a 115 quilômetros por hora, que é a distância percorrida pelo guepardo, considerado o animal terrestre mais rápido do mundo.

Por possuírem uma similaridade física ao guepardo, o greyhound e o whippet conseguem ser muito rápidos. Sendo assim, são velozes e por isso são usados em corridas de cães, um esporte muito popular na Inglaterra.

Ambas podem atingir velocidades próximas a 115 quilômetros por hora

Greyhound e whippet são as duas raças mais rápidas que existem (Foto: depositphotos)

Greyhound: o cão mais rápido do mundo

Também chamado de galgo inglês, o greyhound é um dos cães mais antigos. Atualmente, são animais que configuram esportes de corridas, sendo os favoritos pois atingem altas velocidades.

O corpo dessa raça é estruturado para que o animal corra com mais velocidade. São características que proporcionam agilidade ao animal: corpo esguio, patas longas e musculosas, abdome estreito e focinho afilado.

Veja também: Descubra as espécies de cães mais atletas

De acordo com o escritor especializado em animais de estimação e autor do livro “Cães”, David Alderton, outro aspecto que contribui para essa habilidade da raça é o poderoso quarto traseiro. Para o especialista, é essa parte do corpo que dá o impulso propulsor das grandes velocidades.

O greyhound atinge aproximadamente 70 quilômetros por hora

Também chamado de galgo inglês, o greyhound é um dos cães mais antigos (Foto: depositphotos)

Todas essas características físicas fazem com que o greyhound atinja aproximadamente 70 quilômetros por hora, segundo Alderton. Essa velocidade é um pouco mais da metade percorrida por um guepardo.

Apesar dessas características, é importante ressaltar que este cão é próprio para corridas curtas. Mesmo com todos os aspectos atléticos, o animal é um velocistas, e não um maratonista. Isto porque, ele não consegue percorrer longas distâncias.

Historicamente, é possível dizer que esses animais tenham convivido com faraós egípcios há mais de cinco mil anos. Desenhos mostram esses animais estampados em tumbas que datam 3.000 a.C.

Na época inicial, o galgo inglês era utilizado na caça de animais grandes como javalis, mas também era um ótimo caçador de lebres. Hoje em dia, além de participar de corridas, a raça também pode ser um companheiro tranquilo, carinhoso, dócil e descontraído.

Whippet é o segundo cão mais rápido

Em corridas, o whippet pode atingir velocidades de até 56 quilômetros por hora

Assim como o greyhound, o whippet está como um dos mais velozes do mundo (Foto: depositphotos)

Na corrida de cães, o whippet acaba ficando em segundo lugar, pouco atrás do greyhound. Com uma estrutura corporal menor, atingindo no máximo 60 centímetros e pesando 13 quilos, a raça não alcança o galgo inglês.

Para David Alderton, esse cão é um corredor nato e também o mais veloz dos hounds, considerando o porte desse animal. Em corridas, pode atingir velocidades de até 56 quilômetros por hora. 

Desenvolvida na Inglaterra, foi apelidada de “cavalo de corrida de homem pobre”. E mesmo sendo relacionado ao greyhound, o whippet possui personalidade bem diferente.

Por ser descendente de cães do tipo terrier, essa raça pode latir mais e acabar sendo mais vigoroso. Apesar de brincalhão, pode ser reservado com estranhos. No geral, trata-se de um cachorro gentil, afetuoso e que aprecia a companhia do ser humano.

Além disso, o whippet é rápido, habilidoso e inteligente. Obediência é outra característica da raça que vale ser ressaltada.

Veja também: As 10 raças de cachorros que adoram correr

Cuidados especiais com cães corredores

Tanto o greyhound como o whippet podem ser criados em ambientes urbanos. No entanto, são raças que precisam de cuidados especiais. Eles são animais que precisam de corridas diárias, principalmente sem guia. 

Para saciar as necessidades físicas desse animal, o tutor deve oferecer treinos todos os dias. Passeios longos ou corridas rápidas são as possibilidades viáveis para esse cachorro.

Outro ponto que deve ser mencionado com relação aos exercícios físicos, é que eles podem provocar problemas de saúde nos cães se associados à alimentação

Timpanismo e torção gástrica são os possíveis problemas que afetam cães dessas raças. Para evitar tais doenças, não é recomendado exercitar os animais após a alimentação. Prevenindo assim dilatação do estômago e torção gástrica.

Outras raças rápidas

Assim como o greyhopund e o whippet, o saluki, o husky e o lucher são velozes

O saluki é uma raça também considerada como corredora (Foto: depositphotos)

Além dessas duas raças de cães, outras podem ser consideradas rápidas e boas corredoras. São elas:

  • Saluki: Chamado de greyhound (galgo) persa, o saluki possui uma alta resistência e é um cão veloz. Por essas características são muito cogitados em corridas de cães. Contudo, são cães que precisam de um treinamento firme, uma vez que o adestramento dessa raça é difícil;
  • Pequeno lebrel italiano: Essa raça é uma miniatura do greyhound. Possui características físicas muito semelhantes aos seus parentes e por isso são cães excelentes corredores;
  • Husky siberiano: Não são essencialmente rápidos, mas possuem uma resistência alta. Criados para puxar trenós em grupo, trabalham bem em equipe e ainda hoje são cães com um alto nível de energia;
  • Lurcher: Apesar de ser uma raça pouco conhecida, o lurcher é um cão que corre rápido e responde bem ao tutor. Foram desenvolvidos com o objetivo de servirem como um companheiro de caça calmo e inteligente. Pode estar entre as raças de cachorro mais rápidas que existem.

Veja tambémCorridas de cães estão sendo cada vez mais extintas nos EUA

Sobre o autor

Avatar
Jornalista (MTB-PE: 6750), formada em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, pela UniFavip-DeVry, escreve artigos para os mais diversos veículos. Produz um conteúdo original, é atualizada com as noções de SEO e tem versatilidade na produção dos textos.