Grupos de resgate realizam ‘baile de formatura’ para cães idosos

Com o intuito de estimular a adoção de cães idosos, a festa contou com cerca de 40 animais devidamente trajados

Quando se fala de adoção, muitos ainda têm preconceito com a maioria dos cães que não possuem uma raça definida. E mesmo quem não liga para isso, dá preferência aos filhotes, o que faz com que grande parte dos cães mais velhos nunca consigam um lar e passem o resto de suas vidas em abrigos ou até mesmo nas ruas.

Para que essa situação mude, ONGs e grupos de resgate usam da criatividade para fazer diversas campanhas incentivando a adoção dos “velhinhos”.

No último sábado (8), o pet-shop The Dog House of Safety Harbor da cidade de Safety Harbor, que fica no estado americano na Flórida, realizou uma espécie de baile de formatura com o intuito de promover a adoção de cães idosos. Foram convidados para a festividade, cerca de 13 grupos de resgate que levaram os seus cães com mais de cinco anos de idade disponíveis para adoção.

“Na maioria das vezes, sempre que as pessoas procuram adotar um cão elas acabam ignorando os mais velhos. O que elas não sabem é que além deles terem uma história muito rica, eles têm os melhores temperamentos,” contou Terry Meeks, uma das organizadoras do evento ao The Dodo. “Eles precisam de um lar estável e amoroso para viver o resto de suas vidas.”

O evento, que contou até com tapete vermelho, dispôs de diversas atividades voltadas para cães e como não poderia faltar em um baile, muita música e dança. Os cãezinhos não fizeram feio e foram devidamente caracterizados em seus vestidos e terninhos.

Além disso, houve uma votação onde todos os cães e cadelas do evento participaram, para saber quem levaria o título de rei e rainha do baile. Foram condecorados o chihuahua Tye, de oito anos de idade e a pit bull Nina, de dez anos.

Graças à festividade, alguns cães foram adotados no mesmo dia, outros despertaram o interesse de algumas pessoas sendo a rainha do baile, Nina, uma delas e todos aprenderam o quanto cães idosos podem ser especiais.

 

Com informações de The Dodo