Colegas de classe ajudam garoto deficiente a conseguir cão de serviço

O pequeno Manson Burns, 9 anos, foi diagnosticado há quatro anos com distrofia muscular de duchenne, que é causada pela ausência de uma proteína essencial para os músculos. Essa condição faz com que o garoto tenha dificuldades em andar e se movimentar, até mesmo para coisas simples do dia a dia.

A família de Manson foi aconselhada a conseguir um cão de assistência para que pudesse auxiliar o garoto a fazer as tarefas de sua rotina, porém, os custos para isso eram muitos altos.

Felizmente, os colegas de classe de Manson, incentivados por uma ideia de sua professora, Tiffany Ryan, começaram a arrecadar fundos para conseguir um cão de assistência para o garoto. De início, eles conseguiram arrecadar 3 mil dólares, porém, a escola inteira se engajou em ajudar e, posteriormente, conseguiram arrecadar mais 10 mil dólares, o suficiente para poder pagar pelo treinamento e custear serviços veterinários de um cão para o garoto.

Spider. Esse foi o nome que Manson decidiu dar ao seu cão de serviço da raça pastor alemão. “Ele é muito bonitinho, e eu o amo. Ele faz eu me sentir muito melhor”, disse o menino em entrevista ao canal Fox-17.

Com informações de Fox-17 e Life with Dogs

Sobre o autor

Avatar
Jornalista formado em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo (UniFavip-DeVry). Possui experiência prática de dois anos na área de produção de textos para web e social media (MTB/PE: 6771). Atualmente trabalha com produção de conteúdo audiovisual para plataformas digitais, sendo as principais os canais do Remédio Caseiro e do Clube para Cachorros, no YouTube.