Cidade determina que pet shops só podem ter animais resgatados

A lei busca acabar com as criações ilegais de cães, que buscam uma reprodução em massa dos mesmos

Após uma votação que alcançou unanimidade, as autoridades de São Francisco, quarta maior cidade do estado americano da Califórnia, sancionaram uma lei que obriga todos os pet shops da cidade a venderem apenas animais resgatados das ruas por ONGs ou grupos de resgate.

A ação tem como principal objetivo, acabar com os locais que cruzam animais de raça para a venda de maneira ilegal, visto que, nesse tipo de local os cães e gatos sofrem um tratamento desumano.

Os canis que cruzam de maneira legal não serão afetados por essa lei. A proposta também tem como objetivo estimular a adoção de animais, já que mesmo com várias medidas para diminuir a população de animais de rua, sua quantidade ainda é muito grande.

Cidade determina que pet shops só podem ter animais resgatados

Foto: depositphotos

São Francisco não é a primeira cidade americana a adotar esse tipo de lei. Los Angeles, São Diego, Chicago, Filadélfia, Boston e Austin possuem normas semelhantes.

“Esta lei servirá para impedir a venda de animais feita por criadores irresponsáveis, que só pensam na produção em massa e produzem cachorros e gatinhos como se estivessem em uma linha de montagem”, contou a representante do conselho de São Francisco.
Com informações de Independent

Sobre o autor

Avatar
Jornalista formado em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo (UniFavip-DeVry). Possui experiência prática de dois anos na área de produção de textos para web e social media (MTB/PE: 6771). Atualmente trabalha com produção de conteúdo audiovisual para plataformas digitais, sendo as principais os canais do Remédio Caseiro e do Clube para Cachorros, no YouTube.