, ,

Treinamento doméstico do filhote

Confira algumas dicas de treinamento doméstico para os filhotes aprenderem onde fazer suas necessidades

Quem está com um filhote de cachorro em casa sabe quais são os principais desafios no treinamento doméstico desses animais. Isto porque, o cãozinho nesta fase da vida adora morder e destruir objetos. Além disso, faz as necessidades em qualquer lugar da casa e pode apresentar choro ou latidos quando precisa ficar sozinho.

Praticamente todo tutor ressalta esses e/ou outros problemas na criação dos cães filhotes. Isto porque, durante esse período os cachorros ainda são imaturos, muito agitados e extremamente dependentes do dono.

Como fazer um treinamento inicial com filhotes?

1. Adestramento para evitar mordidas e destruições

De acordo com o especialista em comportamento canino, Alexandre Rossi, a mordida é quase que um problema garantido. Os filhotes podem morder nas brincadeiras ou destruir móveis, objetos e até mesmo pertences das pessoas da casa.

O treinamento doméstico do filhote precisa de paciência e incentivo

É necessário ensinar os filhotes a terem controle (Foto: depositphotos)

Quanto mais agitado o cachorro for, mais ele morde. E algumas raças, como o labrador e o golden [retriever], que foram selecionadas para estarem com um objeto na boca, elas gostam mais ainda”, afirma o adestrador.

O filhote se comporta desta maneira pois brincam desse jeito com outros cães e enxergam o mundo dessa maneira. Na fase inicial da vida, os cachorros exploram tudo com a boca. Trata-se de um comportamento normal dos caninos. Porém, é necessário ensiná-lo a ter controle.

Para isso, o tutor precisa colocar em prática algumas técnicas ensinadas pelo Dr. Pet. “Tem que dar bronca, mas tem principalmente, que estimular o cachorro a fazer a coisa certa. Dar brinquedos ao cachorro e incentivar que ele brinque com eles. Não importa se o brinquedo é caseiro ou se foi comprado em uma loja.”

Veja tambémDescubra quando é o tempo certo de separar um filhote da mãe

Outra dica é deixar os brinquedos espalhados pela casa. Desta forma, o filhote tem opções além dos itens proibidos. Para deixar os brinquedos mais divertidos, os tutores podem colocar petiscos dentro deles. Assim, o cachorro pode passar mais tempo com aquele item.

Segundo Dr. Pet, em vídeo feito para a Purina Pro Plan, existe um treinamento específico para ensinar bons modos aos cães. Chamado de treinamento discriminativo, a técnica consiste em colocar dois objetos juntos e deixar que o animal escolha com qual ele vai brincar. A diferença é que um pode e o outro não. Se ele escolher o errado, reclamação. Se for o correto, recompensa.

2. Ensinando o filhote a fazer xixi e cocô no lugar certo

Alexandre Rossi também dá dicas de como ensinar o filhote a fazer as necessidades no lugar correto. Mas, antes de mais nada, é necessário que o tutor decida em qual lugar da casa será destinado a ser o “banheiro do pet”. Neste momento é importante ressaltar que o banheiro deve ser longe do lugar onde o cachorro come e dorme.

Segundo o Dr. Pet, existem truques que facilitam o adestramento do filhote. Entre eles está o de segurar o animal no colo por 30 minutos. Mas há também a opção de deixá-lo na caixinha de transporte pelo mesmo período de tempo. Desta maneira, é provável que o cachorro fique apertado para fazer as necessidades.

Veja tambémMitos e verdades sobre a alimentação dos cães filhotes

Após esse tempo, o filhote deve ser levado para o “banheiro”. Caso ele tente sair do tapete ou jornal, uma guia pode ser usada para controlar o bichinho.

“Tem que estar muito preparado para recompensar o cachorro assim que ele fizer xixi”, lembra Dr. Pet, em um vídeo feito para a loja de produtos para cães Meu Amigo Pet. Para estimular a atitude correta do cãozinho é preciso parabenizá-lo ou oferecer algum petisco. 

“Mas é importante que o cachorro esteja saudável para fazer esse treino, porque se não, ele vai está com diarreia, por exemplo, e ai ele vai ter um controle muito pequeno sobre as necessidades. Por isso é importante que o cachorro esteja com o vermicida em dia”, finaliza o especialista em comportamento animal.

3. Treinar o cachorrinho para não chorar

Mesmo sabendo que os cães são animais sociáveis, é preciso ensiná-los a ficarem sozinhos. Nestas situações, os filhotes podem chorar, latir e até mesmo arranhar móveis. Para evitar todo este cenário, o tutor precisa fazer com que o cachorro se canse.

Passeios e brincadeiras são formas de deixar o cachorrinho cansado. Após cansá-lo e levá-lo para fazer as necessidades, o tutor pode colocar o filhote na caminha. “Os filhotes costumam se sentir mais seguros quando têm um espaço parecido com um ninho para dormir”, explica a autora Gwen Bailey, do livro O Filhote Perfeito.

Veja tambémComo devo satisfazer as necessidades do filhote de cão

Ainda segundo a autora, o tutor pode deixar a cama do filhote mais aconchegante com algumas técnicas. Por exemplo, deixá-la debaixo da mesa, no cantinho da parede, em um cercadinho ou até mesmo cobrir o animal. Assim ele fica mais relaxado.

Todos esses processos devem ser feitos quando o tutor estiver em casa. Isto porque, a porta do cômodo onde o animal está deve ser fechada e reaberta durante o sono do filhote. Assim, quando ele acordar, poderá ir até o tutor. Gemidos e choros precisam ser ignorados, pois como o pet está cansado, ele logo irá desistir.

O que não fazer durante o treinamento do filhote?

  • Dar bronca violenta no pet: Gritos, esfregar o focinho do cachorro no xixi e outros métodos violentos não funcionam. Este tipo de atitude só provoca medo no cachorro. Além de não aprender, o filhote pode passar a fazer as necessidades escondidas do tutor. Por isso, a melhor dica é sempre incentivar os acertos e comemorá-los com o cachorrinho;
  • Reforçar reações negativas: Pegar o cachorro no colo quando ele está chorando só reforça o comportamento indesejável. Por isso, o tutor precisa ser paciente e forte para não ceder ao filhote;
  • Brigar depois do ato: As reclamações precisam ser firmes, não violentas e na hora exata do comportamento indesejado. Isto porque, brigar com o cachorro após o erro, não adianta. Os filhotes não conseguem interpretar a bronca com o que ele fez no passado;
  • Deixar o animal por muito tempo sozinho: É interessante permitir que o cãozinho tenha brinquedos para se divertir enquanto está sozinho. Mesmo que ele esteja na caixinha de transporte ou em um cômodo da casa.

Sobre o autor

Avatar
Jornalista (MTB-PE: 6750), formada em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, pela UniFavip-DeVry, escreve artigos para os mais diversos veículos. Produz um conteúdo original, é atualizada com as noções de SEO e tem versatilidade na produção dos textos.