Por que os cães comem grama?

Você já reparou que durante alguns passeios os cães acabam mordendo alguns matinhos? Existe uma razão

Já prestou atenção que alguns cães comem grama? E que depois, em alguns momentos, eles acabam vomitando? De acordo com veterinários e outros especialistas em saúde e bem-estar animal, existem algumas razões que levam os animais a mastigarem capim.

Mas apesar de parecer incomum, ainda segundo fontes de autoridades no tema, quando os cães comem grama não estão colocando em risco a saúde. “A grama é praticamente inofensiva se ela não recebe tratamento químico”, explica um material oferecido pela Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet).

Para a Comissão de Proteção e Defesa Animal da Ordem dos Advogados do Brasil de São Bernardo do Campo (CPDA OAB/SBC), há duas motivações principais que explicam o porquê que os cães comem grama, são elas: alívio gastrointestinal ou busca por nutrientes que não estão presentes na alimentação natural do animal.

Entenda porque os cães comem grama

De acordo com o Hospital Veterinário Darabas (HVD), em Santa Catarina, pesquisas apontam que a graminha é a planta mais consumida entre os caninos. Ainda na opinião dos especialistas da clínica catarinense, os cães comem grama por diversas razões.

Os cães comem grama porque estão sentindo algum desconforto gástrico

Em uma publicação no Instagram do hospital, a unidade explica que entre as mais variadas justificativas para o consumo de mato entre os cães, há uma que é a mais recorrente. “Normalmente, quando eles [cães] comem grama é porque estão sentindo algum desconforto gástrico e/ou intestinal, então eles comem grama para provocar o vômito ou mesmo acelerar o trânsito gastrointestinal”, diz a HDV.

Em outras palavras, os cães comem a grama e depois vomitam como uma forma de cuidar da saúde. Em épocas remotas, quando os lobos e cães não domesticados não tinham o ser humano como cuidador, eles precisavam se proteger de forma independente. Comer mato se tornou então uma atitude instintiva dos caninos, que dura até os dias de hoje nos cães domesticados. Por isso que é comum ver esta cena durante passeios com os cachorros em parques ou bosques.

“Em alguns casos, a dor de estômago pode ser um sinal de algo mais sério, como refluxo gástrico ou doença inflamatória do intestino, por isso vale a pena consultar o seu veterinário”, recomenda o HDV.

Outras razões pelas quais os cães comem grama

Além do motivo mais recorrente, a unidade de saúde veterinária de Santa Catarina alerta também para outras razões pelas quais os cães comem grama, são elas:

  • Devido a sensação de fome;
  • Por gostarem do sabor da grama;
  • Necessidade de algum nutriente, sendo mais comum a falta de fibras as quais ajudam no funcionamento do sistema digestório;
  • Ansiedade, uma vez que os animais podem criar o hábito de comer grama enquanto aguardam por outra atividade ou até mesmo por tédio;
  • Ao sentirem dor de estômago ou ao apresentarem gastrite crônica.

Desta maneira, independentemente do motivo pelo qual o cachorro come o mato, é mais indicado que ele seja levado ao veterinário. Assim, o profissional capacitado com todo o conhecimento e aparato médico na clínica pode definir a causa da atitude do cãozinho. Consequentemente, vai receitar a melhor forma de tratamento para o pet.

Afinal, cachorro pode comer grama?

Mesmo que em algumas vezes a grama provoque vômito nos cães, ela é uma planta inofensiva para o organismo desses animais. Por esta razão, o cachorro pode comer grama e o tutor não precisa repreendê-lo por esta atitude, a menos que seja uma grama infectada por pesticidas e químicos no geral.

Para evitar infecções e intoxicações, devido ao consumo de plantas com alto nível de substâncias tóxicas, você pode plantar a própria grama do cãozinho. Uma boa dica é a grama de milho de pipoca. Apesar de ser a preferida dos gatos, os cães também consomem e é saudável para o animal.

As principais dúvidas que as pessoas têm sobre cachorros

Como plantar grama de milho de pipoca para cães?

Há duas formas de plantar grama de milho de pipoca. A primeira maneira é colocando alguns grãos de milho em um copo de água para que eles comecem a germinar. Uma semana é tempo suficiente para que os grãos fiquem prontos para serem plantados.

Em seguida, basta preparar um vaso com 3/4 de terra, semear o milho e colocar mais uma camada fina de terra por cima. Regue diariamente e após três dias as graminhas já vão estar aparecendo.

A outra alternativa é mais simples, porém leva mais algum tempo para a grama nascer. Isto porque você deve colocar os grãos diretamente na terra, sem colocá-los na água previamente. Depois de plantá-los e regar a terra dia após dia, a graminha vai começar a aparecer.

Toxidade e contraindicações de outras plantas

Quando os cães são adultos, já estão treinados e costumam atender aos comandos do tutor. Porém, na fase inicial, quando ainda são filhotes, eles são mais agitados e acabam fazendo coisas erradas, como por exemplo comendo tudo que encontra pela frente.

Diante dessa atitude impulsiva dos filhotes, deve haver uma preocupação maior dos donos com relação as plantas tóxicas. Um vez que existem ervas e plantas que causam problemas digestórios nos cães e podem até mesmo prejudicar o sistema cardiovascular dos animais. Por isso, é importante ter atenção com os seguintes arbustos:

  • Comigo-ninguém-pode;
  • Azaleia;
  • Oleandro;
  • Antúrio;
  • Kalanchoe;
  • Bico-de-papagaio;
  • Filodendro;
  • Lírio-da-paz;
  • Costela-de-Adão.

Sobre o autor

Avatar
Jornalista (MTB-PE: 6750), formada em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, pela UniFavip-DeVry, escreve artigos para os mais diversos veículos. Produz um conteúdo original, é atualizada com as noções de SEO e tem versatilidade na produção dos textos.