Cachorro urina por excitação ou submissão?

É muito comum que o cachorro urine por excitação ou submissão ao ver o dono chegar. Contudo, esse comportamento pode ocorrer também diante de uma visita. Além disso, o animal pode cometer a mesma ação quando está na frente de um outro bichinho.

Diante dessas situações, alguns tutores ficam incomodados com o xixi fora do lugar. Por isso, buscam formas de contornar esse tipo de problema. Para a adestradora franqueada da Cão Cidadão, Katia de Martino, a solução está mais associada às pessoas do que aos cães.

“Trata-se de um comportamento involuntário, o cão não consegue controlar o xixi, seja por ansiedade, medo e/ou submissão”, explica Katia, em artigo publicado no Jornal The Pet News.

Por que o cachorro urina quando vê o dono?

De acordo com Katia Martino, o cachorro urina quando vê o dono por diversas razões, entre elas a ansiedade. Porém, esse sentimento é criado pelo próprio tutor. Por exemplo, quando ele chega em casa e faz festa ao ver o animal.

A animação do tutor pode ser tanta que o cão também urina por excitação. Por estar tão feliz com a chegada do dono, o cachorro faz xixi em meio aos latidos e ao balançar de rabo.

Xixi de cachorro

Um dos maiores motivos para esses incidentes é a ansiedade do animal (Foto: depositphotos)

Outra situação ocorre quando o cachorro urina por medo. Na frente do tutor ou de um animal maior, o cão pode mostrar a submissão através do xixi. Nesses casos, é comum que o animal tenha passado por traumas, por isso é preciso muito cuidado.

Corrigindo o problema de xixi por excitação ou submissão

“Essa correção está associada mais ao comportamento das pessoas ao se aproximar do animal do que do próprio cão: o principal é não fazer muita festa“, indica Katia Martino.

Isso significa dizer que ao chegar em casa, o tutor não deve fazer muita festa com o cão. Mesmo que a saudade seja um fator pertinente para ambos os lados. Por isso, deve-se agir com calma e, se possível, ignorar o cão por alguns minutos.

Por exemplo, ao chegar em casa o tutor deve agir naturalmente. Sem euforia e agitação, é possível cumprimentar o amigo canino e ainda matar um pouco da saudade causada durante o dia.

Além disso, a adestradora franqueada da Cão Cidadão, recomenda que o tutor não vá em direção ao cão de imediato. Pelo contrário, é recomendado esperar que o cão venha até o dono.

“Quando sentir que o seu cão está finalmente calmo, converse com ele e comece a fazer carinho. Transmita a ele tranquilidade e seu cão se sentirá seguro”, afirma.

Resultado aos poucos

Mesmo diante dessas dicas, é importante lembrar ao tutor que os resultados não surgem de imediato. Portanto, é necessário que o dono tenha paciência e comprometimento.

Isso porque o sucesso desse treinamento depende de como o tutor vai trabalhar as emoções do cão. “À medida que as pessoas adotam essa conduta, o cão vai ganhando mais confiança e ficando menos ansioso e, consequentemente, o xixi vai diminuindo”, esclarece Katia no artigo.

Porém, vale ressaltar que cada cão age de maneira diferente. Enquanto alguns podem eliminar o hábito de fazer xixi por ansiedade ou submissão de maneira rápida. Outros cães podem demorar um pouco mais para aprenderem.

Com isso, é importante que o tutor seja persistente no treinamento. Mantendo-se sempre com a mesma postura durante todos os dias ao voltar para casa. Nesse sentido, o animal vai acabar percebendo que idas e vindas são naturais e fazem parte da rotina.

O que não se deve fazer?

Ao mesmo tempo em que há métodos que ajudam no processo de correção, há situações que podem prejudicar ainda mais o comportamento do cão.

Ainda segundo a adestradora, muitos tutores reclamam com o cão assim que ele urina. Porém, essa tática não é indicada e pode prejudicar ainda mais o treinamento do cachorro.

Sendo assim, não é recomendado repreender o cão após o xixi em lugar errado. A melhor maneira de lidar com o ocorrido é ignorá-lo e continuar com o treinamento.

Também não é indicado agir de formas diferentes. Se o cão não deve urinar por submissão ou excitação, nenhuma das vezes deve ser aceitável. Agir com normalidade todos os dias é o mais indicado para obter o sucesso no adestramento.

Outras razões para o xixi fora do lugar

Apesar de todas as situações descritas, nem todos os animais urinam fora do lugar por questões comportamentais. Alguns deles podem estar fazendo xixi em local errado por fatores relacionados à saúde.

Xixi de cachorro no chão

Não é recomendado repreender o cão após o xixi em lugar errado (Foto: depositphotos)

Nesse sentido, é importante se certificar se o cachorro está passando por algum problema de saúde. Por exemplo, problemas gastrointestinais, infecção urinária, remédios, incontinência urinária e até mesmo vermes.

Em todos esses casos, é recomendável que o tutor busque ajuda médica. Só um veterinário vai estar apto para diagnosticar a causa do problema e qual o melhor tratamento a ser seguido.

Problemas gastrointestinais

Mesmo um cachorro treinado pode fazer xixi fora do lugar correto se estiver com algum problema gastrointestinal. Isso porque, o animal pode perder o controle da bexiga e do intestino.

Infecção urinária

Infecção urinária também pode provocar o descontrole do sistema urinário. Assim, o animal pode acabar fazendo xixi onde não deve.

Remédios

Alguns remédios podem interferir no controle da urina, uma vez que alguns podem aumentar o volume de xixi. Dessa forma, os animais podem perder o controle de “ir ao banheiro”.

Incontinência urinária

Como o próprio nome já diz, a incontinência urinária é o descontrole do sistema urinário. Nesse sentido, o cão pode fazer xixi em qualquer lugar.

Vermes

O ato de vermifugar o cachorro é importante, pois os parasitas podem descontrolar o sistema urinário. Além disso, pode mexer com o intestino e o animal perde todo o controle de suas necessidades fisiológicas.

Outra causa: falta de treinamento

Além de todas as causas já citadas para um cachorro que urina por excitação ou submissão. E das questões envolvendo a saúde, o cão pode fazer xixi fora do lugar por não saber fazer o correto. 

Nesse sentido, resta ao tutor ensinar corretamente ao cão onde é o local apropriado para as necessidades. Assim como nos demais treinamentos, esse também precisa de atenção, carinho e persistência por parte do dono.

Sobre o autor

Avatar
Jornalista (MTB-PE: 6750), formada em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, pela UniFavip-DeVry, escreve artigos para os mais diversos veículos. Produz um conteúdo original, é atualizada com as noções de SEO e tem versatilidade na produção dos textos.